Coluna Café com História – Desafios para 2017

O ano de 2016 foi muito ruim para o Brasil, por vários aspetos, econômicos, políticos, jurídicos e principalmente para a democracia, pois passamos por um golpe de estado reconhecido internacionalmente, o Brasil encerra o ano visto como um país menor pela comunidade internacional.

As instituições brasileiras falharam gravemente e apequenaram o país, um exemplo disso é o caso do presidente do senado Renan Calheiros que é réu em uma dezena de processos no supremo e se negou a deixar seu cargo, mesmo estando em desacordo com a constituição e com uma liminar do supremo tribunal federal contra ele.

Aí fica a pergunta, se de acordo com a constituição ele não pode se manter no cargo, porque mesmo desafiando a mais alta corte de justiça brasileira ele continua impune? Porque a lei não foi aplicada nesse caso?

Outro caso de grave falha é o do presidente da câmara dos deputados Rodrigo Maia que é natural do Chile, ele não poderia ter assumido o cargo, pois de acordo com a constituição brasileira só podem assumir cargos que estejam na linha sucessória da presidência brasileiros natos, ou seja, Rodrigo Maia como nasceu em Santiago no Chile não poderia assumir a presidência da câmara.

No entanto como aqui no Brasil e especialmente em 2016 cada um faz o que quer desde que tenha respaldo de grandes empresas, ou de membros do supremo, ignora-se a lei e fica por isso mesmo.

O governo federal que até aqui vem capengando tem dois discursos e dois valores, se de um lado afirmava ter nascido para combater a corrupção, por outro tem em seu quadro de ministros um grupo que parece ter saído da lista da lava jato e na base parlamentar deputado cassados quase todos os meses.

Se por um lado afirma que o Brasil está em crise e precisa adotar medidas impopulares para equilibrar as contas, como a PEC 55 e a reforma trabalhista, por outro presenteia empresas multinacionais com nossos recursos naturais e as teles com mais de cem bilhões de reais.

Está muito claro que como esse governo não precisou de votos para chegar ao poder, pois é oriundo de um golpe, decidiu entregar toda riqueza e benesses aqueles que os colocaram lá, que são os grupos de empresários e proprietários dos meios de comunicação de massa, que receberam de natal um aumento de 900% na despesa do governo federal com mídia.

A conta quem está pagando são os trabalhadores do campo e da cidade, como é feito desde que Cabral chegou aqui e o único meio para recolocar o Brasil no trilho novamente é através de eleições gerais e diretas, só assim haverá o retorno a democracia, pois o que se vive hoje é um estado de exceção.



AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Comentários anônimos (perfis falsos ou não) ou que firam leis, princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas podem ser excluídos caso haja denúncia ou sejam detectados pelo site. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, entre outros, podem ser excluídos sem prévio aviso. Caso haja necessidade, também impediremos de comentar novamente neste site os perfis que tiveram comentários excluídos por qualquer motivo. Comentários com links serão sumariamente excluídos.


Anuncie Aqui!

(73) 9972-7955 || (73) 3013-6687
liberdadenews@hotmail.com
Copyright © 2017 LiberdadeNews - A Força da Notícia. Todos os direitos reservados.
Joomla! é um software livre com licença GNU/GPL v2.0