Cidades

ABRAÇO CENTRO-OESTE Uma mensagem a todos os membros de ABRAÇO CENTRO-OESTE

 

 


O coordenador-executivo da Abraço (Associação Brasileira de Radiodifusão Comunitária), José Sóter, fez graves denúncias sobre a fiscalização da Anatel nas rádios comunitárias, em reunião do Conselho Consultivo da agência, realizada na manhã desta segunda-feira. Segundo ele, a averiguação dos fiscais normalmente é provocada a pedido das emissoras comerciais e que há um caso comprovado de que os fiscais em São Paulo foram até as rádios em carros alugados pela Abert (Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e de Televisão), denuncia enviada ao Ministério das Comunicações e que não foi apurada.

Além disso, Sóter informou que fiscais da Anatel lacraram e apreenderam transmissores de rádios comunitárias em Santa Catarina e Rio Grande do Sul, alegando falta de homologação dos equipamentos, apesar de estarem regularizados. “Não somos contra a fiscalização, mas não podemos aceitar que as emissoras mercantis se utilizem da Anatel para reprimir as rádios comunitárias”, disse.

Sóter disse que não acredita que a repressão às rádios comunitárias seja uma política da Anatel e atribui os conflitos à falta de capacitação dos fiscais, que não são treinados para tratar desigualmente os desiguais. Ele reclamou também da falta de apresentação pelos fiscais do laudo técnico de interferência que justifique a averiguação de irregularidades. “A fiscalização da agência é um leão para as rádios comunitárias e um ratinho para as emissoras comerciais”, comparou.

O coordenador-executivo da Abraço também não poupou críticas ao departamento de outorgas do Ministério das Comunicações, que, segundo ele, trata as rádios comunitárias como um estorvo, enquanto atende a todas reivindicações das emissoras comerciais. “Há vários governos esse departamento persegue e dificulta a democratização das comunicações”, disse.

Sóter também reclamou da elaboração do plano de referência das rádios comunitárias pela Anatel, que limita a propagação das rádios comunitárias deixando uma faixa de dois quilômetros sem acesso ao sinal das emissoras comunitárias. Ele informou que a Anatel baseia o plano em determinação do Minicom, que não corresponde ao que está na lei de criação do serviço.

O gerente-geral de Administração de Planos de Radiofrequência da Anatel, Yapir Marotta, reconheceu que, com o plano atual, as emissoras comunitárias atingem apenas 6% da população que deveria atender. Mas disse que o plano é feito com base na lei de criação do serviço, que traz amarras à pluralidade de acesso dessas rádios.

Os integrantes do Conselho Consultivo consideraram as denúncias feitas pela Abraço como “graves” e solicitaram cópia dos documentos enviados ao Minicom para tomar as providências cabíveis para apuração das irregularidades. Por sugestão do conselheiro José Zunga, deverá ser criado um grupo de trabalho para encaminhar os conflitos entre a agência e as rádios comunitárias.

 

 

Liberdadenews.com.br

 

Secretário de Indústria, Comércio e Mineração da Bahia está no extremo sul

O secretário de Indústria, Comercio e Mineração James Correia, iniciou nesta segunda-feira, 14 de maio, uma jornada de visitas pelo extremo sul da Bahia. Com um investimento de cerca de R$550 milhões destinados a produção anual de 224 milhões de litros de etanol e açúcar para o Extremo Sul da Bahia, as usinas Ibirálcool e a União Industrial Açucareira (Unial), juntas, irão levar mais desenvolvimento e oportunidades para a região, além de gerar 3,6 mil empregos diretos nos primeiros quatro anos de operação. O anúncio foi feito hoje (14), durante a visita do secretário da Indústria, Comércio e Mineração, James Correia, às instalações das fábricas. “É um marco para a região que trará um impacto positivo para este novo ciclo de desenvolvimento, transformando o Extremo Sul em um novo polo sucro-alcooleiro do país”, ressaltou Correia.

Ainda durante a visita, a Ibirálcool,em Ibirapuã, foi anunciado que dentro de 60 dias, retomam as obras para que a usina entre em operação em março de 2011. Com investimentos de R$398 milhões destinados até a terceira fase, e geração de 1,6 mil empregos diretos, o presidente do grupo Bertin, controlador da Ibirálcool, Fernando Bertin, adiantou que irá triplicar a produção de cana, passando de um milhão para três milhões de toneladas ao ano, devido aos incentivos fiscais concedidos pelo Estado e projeto de financiamento do BNB.

“A Bahia é um mercado importador de açúcar e álcool do Nordeste e, pretendemos com o funcionamento da usina, abastecer o mercado da Bahia e partir para a exportação para os países árabes, a China e a índia, que já demonstraram interesse. Vale frisar que 98% da mão de obra estão sendo aproveitada da região”,destacou Bertin.

O projeto da Ibiralcool estava parado desde 2008 e durante todo este tempo o Governo da Bahia empenhou-se para resolver o impasse da usina que tem cerca de 80% das suas instalações prontas. “A retomada da Ibiralcool mostra o empenho do governador Jaques Wagner em gerar mais emprego no Estado. Esta usina é um dos projetos mais importantes do Extremo Sul, ela vai gerar renda para milhares de famílias da região”, ressaltou o secretário da Indústria, Comércio e Mineração.

Para Amy Bandeira, que trabalha no setor de eletricidade da usina, a expectativa é grande, já se pode perceber o movimentos de jovens se qualificando e adultos buscando reciclagem ou voltar para sala de ala a fim de conseguir uma vaga. “Isto é muito importante, pois os sonhos destas pessoas começam a mudar e para melhor”, afirmou Bandeira.

No segundo semestre, no dia 15 de julho, a Unial deve entrar em atividade e irá produzir álcool anidro, no município de Lajedão, tornando o Estado autossuficiente na produção de etanol. Segundo o diretor industrial Jarbas Lima de Araújo Filho, a usina entrará em operação produzindo 54 milhões de litros/ano, chegando a 140 milhões já na segunda safra. “É um importante investimento para a Bahia, de R$ 150 milhões e que vai proporcionar a geração de 2.000 empregos diretos”, explica Araújo Filho.

O secretário, que estará esta semana visitando municípios do Sul e Extremo Sul do Estado levando serviços da secretaria e abrindo o diálogo com prefeitos e empresários da região, para fortalecer as ações do governo, visita também amanhã (15), junto com o governador Jaques Wagner, a fábrica de papel celulose da Suzano, em Mucuri.

Pólo moveleiro – O funcionamento de um dos empreendimentos mais esperados pelos microempresários na área de móveis da região do Extremo Sul da Bahia, entrará em operação no próximo mês. Durante reunião com moveleiros e representantes de associações o secretário da Indústria, comércio e Mineração, James Correia, selou com os empresários o início das atividades do pólo.

O início da operação garante melhores condições de trabalho para as 25 empresas da Associação dos Moveleiros e Artefatos de Madeira do Extremo Sul (Amesul) e a geração de 700 empregos diretos, podendo chegar, ainda no primeiro ano, a mil pessoas contratadas.

Para o moveleiro Rui Macedo, a visita com o anúncio do funcionamento elevou a autoestima e acelerar o trabalho para o início das atividades. “A expectativa é de melhorias no retorno financeiro. Meus clientes disseram que estão ansiosos para virem comprar aqui, pois os produtos eles estão apostando que vão melhorar o acabamento”, garante Macedo, que fabrica móveis há 20 anos.

O novo empreendimento, financiado com recursos do Ministério da Integração Nacional e Prefeitura de Teixeira de Freitas, irá entrar em funcionamento produzindo basicamente móveis da chamada linha reta, como armários, camas, roupeiros e cadeiras.

Com investimentos no valor de R$ 3,4 milhões, a área destinada ao pólo tem, aproximadamente, 42,2 mil m², com três galpões tendo a possibilidade de expandir para mais 15 mil. O primeiro galpão é destinado a show room; o segundo, para incubadora com seis baias, e o terceiro, para a instalação das máquinas e equipamentos de uso comum.






Redação do Liberdadenews.com.br

Começa nesta segunda Campanha pró Idosos

A programação da semana anual de Conscientização para o Enfrentamento à Violência contra a Pessoa Idosa começa nesta segunda-feira (14), destacando o relançamento da campanha "Prioridade nos Transportes Públicos", iniciada há cerca de 2 anos. O evento, promovido pela Secretaria da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos (SJCDH), acontece até sexta-feira (18), no auditório da secretaria e em outros pontos da cidade, com o objetivo de conscientizar a população sobre os direitos dos idosos. Segundo o órgão promotor do evento, uma das principais queixas nas instituições e unidades competentes é a não obediência à destinação dos assentos nos ônibus aos passageiros com mais de 65 anos. Outro destaque é o debate entre representantes do Conselho Municipal do Idoso, Conselho Estadual do Idoso, Delegacia Especial de Atendimento ao Idoso, Ministério Público do Estado, Defensoria Pública do Estado e Núcleo de Direitos Humanos Especializado em Violência contra a Pessoa Idosa sobre a violência cometida contra o idoso no estado. O encontro acontece na quinta feira (17), às 9h30, na Praça da Piedade.

NOTA DO SINCOMERCIO

O Sindicato dos Trabalhadores do Comércio, não aceitou a proposta do sincomercio para fechamento do comercio nos jogos do brasil.

depois de muito esforço da diretoria do sincomercio na manhã desta sexta feira dia 11 de junho, em negociar o fechamento do comércio sem sucesso fica definido que o comercio funcionara normalmente nos horários dos jogos do brasil.

 



Liberdadenews.com.br

Criança é flagrada bebendo cerveja

A imagem de uma criança bebendo cerveja chocou os Estados Unidos nesta semana.

Durante uma partida de beisebol, a câmera flagrou o menino virando uma garrafa de cerveja na boca.

O bebê, de aproximadamente três anos de idade, estava sentado no meio de dois adultos.

A cena foi gravada no último final de semana e transmitida ao vivo para todo país.

A polícia agora está em busca dos pais.do garoto.

R7


Anuncie Aqui!

(73) 9972-7955 || (73) 3013-6687
liberdadenews@hotmail.com
Copyright © 2017 LiberdadeNews - A Força da Notícia. Todos os direitos reservados.
Joomla! é um software livre com licença GNU/GPL v2.0