Inep informa que Encceja teve um número recorde com 75% mais inscrições que em 2018. As provas serão aplicadas no dia 25 de agosto

As inscrições para o Encceja (Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos) bateram recorde em 2019. Foram 2.973.375 inscrições entre 20 e 31 de maio. O número é 75% maior que em 2018, quando o exame teve 1.695.607 inscritos.

As inscrições para o ensino médio foram maioria: 2.331.799, o que representa 78,4% do total. Os inscritos para as provas do ensino fundamental somam 641.576, ou 21,6% do total.

Os dados foram apresentados em Coletiva de Imprensa na manhã desta terça-feira (4), na sede do Ministério da Educação, em Brasília (DF). Participaram o secretário-executivo do Ministério da Educação, Antonio Paulo Vogel; o presidente do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), Alexandre Lopes; e Camilo Mussi, diretor de Tecnologia e Disseminação de Informações Educacionais e diretor substituto de Avaliação da Educação Básica do Inep.

“O Encceja é uma oportunidade para aquelas pessoas que não conseguiram concluir o ensino fundamental ou o ensino médio na idade adequada. É uma nova chance para essas pessoas conseguirem a certificação e, assim, seguirem na sua atividade profissional ou acadêmica, por exemplo, ingressando na universidade”, afirmou o presidente do Inep, Alexandre Lopes.

As provas do Encceja serão aplicadas no dia 25 de agosto, pela manhã e pela tarde, em 611 munícipios brasileiros. Para participar, basta que o candidato tenha a idade mínima exigida para cada etapa: 15 e 18 anos para ensino fundamental e médio, respectivamente, na data de aplicação do exame.

Perfil do participante – No ensino fundamental, 53% dos inscritos são do sexo feminino. Já no ensino médio, as mulheres são 51,51% dos inscritos.

No ensino fundamental, os cinco estados com maior número de inscritos foram:

São Paulo (15,56%);

Rio de Janeiro (10,95%);

Paraná (10,3%);

Rio Grande do Sul (10,27%);

Minas Gerais (8,48%).

No ensino médio, os cinco estados com maior percentagem de inscritos são:

São Paulo (18,37%);

Rio de Janeiro (12,09%);

Paraná (9,26%);

Minas Gerais (9,04%);

Rio Grande do Sul (8,15%).

Os dados completos podem ser consultados no Press Kit do Encceja 2019.

Novidades – A edição de 2019 tem novidades, principalmente relacionadas à acessibilidade. Pela primeira vez, o edital tem uma versão em Língua Brasileira de Sinais (Libras), disponível no canal do Inep no YouTube. Quem já teve laudo médico aprovado em outras edições não precisou apresentar um novo durante a inscrição.

Os participantes surdos, deficientes auditivos e surdocegos tiveram a oportunidade de indicar, durante a inscrição, se usam aparelho auditivo ou implante coclear. Outra mudança foi a necessidade de justificar o motivo da ausência na edição passada.

A segurança também foi reforçada. O participante que deixar seu aparelho eletrônico emitir qualquer som durante a aplicação da prova será eliminado. Além disso, todos os lanches serão revistados.

Provas

O Encceja tem quatro provas objetivas, cada uma com 30 questões de múltipla escolha, e uma redação. A nota mínima exigida é de 100 pontos nas provas objetivas e de cinco pontos na redação.

Só obtém o certificado quem consegue a nota mínima exigida em cada uma das quatro provas mais a redação. No momento da inscrição, o participante precisou selecionar as provas que pretende fazer.

Para quem já participou de outras edições do Encceja e obteve nota suficiente em alguma das provas, basta fazer as que faltam. Também durante a inscrição o participante já escolheu a instituição certificadora que vai emitir o certificado.

Para a certificação do ensino fundamental, o participante é avaliado em Ciências Naturais; Matemática; Língua Portuguesa, Língua Estrangeira Moderna, Artes, Educação Física e Redação; e História e Geografia.

Para o ensino médio, as áreas avaliadas são Ciências da Natureza e suas Tecnologias; Matemática e suas Tecnologias; Linguagens e Códigos e suas Tecnologias e Redação; e Ciências Humanas e suas Tecnologias.

Certificação ou Declaração de Proficiência

Os resultados podem ser usados de duas formas. Quem conseguir a nota mínima exigida nas quatro provas objetivas e na redação, tem direito à certificação de conclusão de ensino fundamental ou do ensino médio. Quem conseguir a nota mínima em uma das quatro provas, ou em mais de uma, mas não em todas, tem direito à declaração parcial de proficiência.

O Inep elabora, aplica e corrige as provas do Encceja, mas a certificação é feita pelas Secretarias Estaduais de Educação e Institutos Federais de Educação Ciência e Tecnologia que tiverem assinado termo de adesão ao Encceja com o Inep. O participante deve escolher a instituição certificadora na qual prefere solicitar a certificação ou a declaração parcial de proficiência durante a inscrição.

Encceja Exterior e PPL

O Inep aplica o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) no Brasil e no exterior. O Encceja Exterior é aplicado em parceria com o Ministério das Relações Exteriores e terá seu edital publicado ainda em junho. A aplicação para pessoas privadas de liberdade também ocorre tanto no Brasil quanto em outros países, nesse caso, em parceria com o Ministério da Justiça.

Fonte: R7


Capes anuncia novas regras para bolsas de pós-graduação

Modelo leva em consideração desempenho acadêmico e IDHM Cursos de mestrado e doutorado poderão perder até 10% ou ganhar mais 30% do número

Estudantes da UESB vencem workshop internacional de tecnologia

O desperdício de alimentos em feiras livres é um problema social que pode ser resolvido com apenas um caixote de feira, uma placa de

Não passou no vestibular? Confira dicas para recuperar a motivação

Aprenda a ter ânimo para voltar a estudar e não desistir do seu sonho Não passar no vestibular é uma situação que não é tão simples de

Curso de Biomedicina está entre os mais concorridos da área de

Biomédicos focam em pesquisas sobre causadores de enfermidades e suas possíveis curas A Biomedicina é uma carreira que transita entre a Biologia

MEC busca alternativa para voltar a emitir carteira de estudante

O Ministério da Educação (MEC) informou nesta segunda (17) que busca alternativas para garantir aos estudantes a emissão gratuita de

Resultado da segunda chamada do ProUni já está disponível

Estudantes têm até o dia 28 para apresentar documentação O Ministério da Educação divulgou hoje (18) o resultado da segunda chamada do

MEC não pode emitir carteira estudantil a partir desta segunda-feira

IDs terão validade até a data de expiração O Ministério da Educação (MEC) não está emitindo novas identidades estudantis (IDs) – as

Matrícula na educação infantil cresceu 12,6% nos últimos cinco

O crescimento foi impulsionado pelas matrículas em creches O número de matrículas na educação infantil aumentou em 12,6% nos últimos cinco

Praticar atividade física com vídeos da internet pode causar graves

Vídeos que circulam pela internet são alternativas “fáceis” e baratas Cada dia mais comum no ambiente virtual, aplicativos, blogs e vídeos

Saiba quais são os fenômenos astronômicos previstos para 2020

Calendário prevê eclipses solares, lunares e chuvas de meteoros Os fenômenos astronômicos previstos para 2020 vão além da Superlua deste

Nossos Apoiadores: