Agência espacial americana explicou que não é possível a formação de arco-íris em Marte devido a ausência de gotículas de água dispersas na atmosfera do planeta.

Após a publicação de uma foto da atmosfera de Marte chamar atenção nas redes sociais, a Nasa, agência espacial americana, explicou na terça-feira (6) a origem do fenômeno. Aquilo que muitos acreditaram ser um arco-íris é, na verdade, apenas um fenômeno provocado pelo reflexo da luz na lente fotográfica.

"Arco-íris não é possível aqui (em Marte)", afirmou a Nasa na conta oficial robô do Perseverance no Twitter. "Arco-íris são criados pela luz refletida em gotículas de água redondas, mas não há água suficiente aqui para condensar e é muito frio para a água líquida na atmosfera. Esse arco é reflexo da lente", apontou a agência.

Um arco-íris surge quando a luz do Sol atravessa as gotas de água no ar. Na Terra, são comuns após as chuvas. A luz do sol incide sobre as gotículas de água e ocorre a refração, que faz a luz do sol, que é branca, se decompor nas sete cores que compõem seu espectro: vermelho, laranja, amarelo, verde, azul, anil e violeta.

Mas mesmo na Terra que tem as condições necessárias, os arco-íris nem sempre são observados, pois dependem do ângulo de incidência da luz nas gotículas de água na atmosfera e também da posição do observador.

Já o "flare" ou "lens flare" é um "defeito" na captação de uma imagem quando a luz entra pelas extremidades da lente das câmeras. O problema pode causar manchas de diferentes tipos, sendo mais comuns as circulares ou hexagonais.

Missão em Marte

Em 18 de fevereiro, pousou em Marte o robô Perseverance, sete meses depois de a missão ter partido dos Estados Unidos. Não é a primeira vez que a Nasa envia robôs ao planeta vermelho.

As missões anteriores constataram que, antes de se tornar um deserto gelado, Marte era quente o suficiente para abrigar oceanos de água líquida. A missão do Perseverance vai agora dar o próximo passo e tentar responder uma das grandes questões da astrobiologia: há sinais concretos de vida microbiana passada em Marte?

O robô também coletará amostras de rochas que serão trazidas à Terra no futuro e testará tecnologias pioneiras para uma eventual presença humana no planeta vermelho.

Fonte: G1

MEC prorroga prazo de inscrição para o Sisu

Anúncio foi feito na noite desta sexta O Ministério da Educação (MEC) prorrogou o prazo de inscrição para o Sistema de Seleção

Inep remarca provas do Encceja 2020 para agosto

Cenário de pandemia fez com que o Inep alterasse cronograma As provas do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e

Matrícula para alunos novos na rede estadual será retomada

Processo de matrícula do ano letivo 2020/21 vai até 14 de abril O processo de matrícula da rede estadual de ensino do ano letivo 2020/21

Inscrições para Olimpíadas de Língua Portuguesa vão até 30 de

Competição está em sua sétima edição A Olimpíada de Língua Portuguesa, que reconhece o trabalho de professores e estudantes do 5º ano

CAPES e Programa Fulbright abre inscrições para bolsas de estudo

As inscrições podem ser feitas até o dia 17 de maio; saiba como Em parceria com o Programa Fulbright, a Coordenação de Aperfeiçoamento de

Charles, a estrela autista

Autora Celina Bezerra lança nova obra de literatura infantil inclusiva Bruna, Sabrina e, agora, Charles... Personagens até bem pouco tempo

Receita propõe retirar isenção tributária de livros

Em novo documento sobre o projeto de fusão da PIS/Cofins em um único tributo, a Receita Federal afirmou que os livros poderiam perder a isenção

Dia do Jornalista: profissional mudou de atuação para se dedicar

Criador do Só Notícia Boa busca mostrar o lado bom do ser humano Consumir notícias ruins de modo exagerado pode levar a um ciclo de tristeza e

Ministro da educação diz que socialização da criança pode ser na

Debate nesta segunda (5) teve apresentação de argumentos sobre educação domiciliar, projeto que o governo quer regulamentar até julho. Os

Inep nega falha na correção das redações do Enem

Segundo o Inep, as redações podem passar por até quatro correções O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio

Nossos Apoiadores: