A derrota de virada por 3 a 2 para a Austrália, na última quinta-feira, em Montpellier, pela segunda rodada do Grupo C do Mundial Feminino, já é passado. Isso é o que pensa a meia-atacante Marta, eleita seis vezes a melhor do mundo, sobre a situação da seleção brasileira na competição, que nesta terça enfrenta a Itália, em Valenciennes, para tentar a classificação às oitavas de final. Para ela, essa partida é de "vida ou morte" para o Brasil.

"A maior lição (contra a Austrália) foi que ganhamos o jogo, mas não conseguimos enxergar. A equipe não apresentou um desempenho que pudesse nos proporcionar o resultado certo e é algo em que precisamos trabalhar. Todos nós temos que estar em sintonia um com o outro", disse Marta, nesta segunda-feira, em uma entrevista publicada no site oficial da Fifa.

"É a vida ou a morte para nós agora. Precisamos da vitória (contra a Itália) para nos qualificar. Temos um lado competitivo, mas se criarmos chances, temos que pegá-las e terminar as jogadas, colocando a bola no gol", afirmou a brasileira.

Contra a Austrália, Marta jogou apenas o primeiro tempo, mas teve tempo para abrir o placar com um gol em cobrança de pênalti. Esse tento a colocou na história como a primeira a marcar em cinco Mundiais diferentes e igualar o recorde do atacante alemão Miroslav Klose marcando o seu 16.º gol em Copas do Mundo.

"Muito feliz, mas tudo depende do trabalho em equipe. Marta não seria a melhor artilheira da história da Copa do Mundo sem a ajuda de seus companheiros de equipe e de toda a equipe. É legal e me motiva também. É definitivamente algo que me empurra quando estou em campo", comentou a meia-atacante.

Sobre sua rotina antes de entrar em campo, Marta revelou que ainda se sente nervosa. "Eu fico muito nervosa, o que é realmente ridículo. Eu vou ao banheiro muito. Meu Deus! (risos). Não é nada, no entanto. É só para eu ir embora (risos). Não posso comer e também tenho um momento para falar com Deus. Eu sempre uso a porta da frente para entrar no ônibus e sair. Pode parecer loucura, mas é apenas algo que faço. Quando a bola começa a rolar, eu apenas coloco tudo fora da minha mente e me concentro no trabalho em mãos", disse.

Fonte: Estadão Conteúdo


Mundial de Handebol: Brasil se complica após três jogos sem vencer

Seleção depende de 2 vitórias e combinação de resultados para avançar O Brasil ficou numa situação delicada no Mundial de Handebol

Brasil estreará contra a Venezuela na Copa América de 2020

Veja a tabela da competição A seleção brasileira conheceu nesta terça-feira o adversário de estreia na edição de 2020 da Copa América.

Craques do Flamengo tatuam taça da Libertadores

Jogadores do Rubro-Negro fizeram questão de marcar conquista da maior competição da América, em seus corpos. Confira fotos a seguir Após o

Marta encontra Cristiano Ronaldo e evita falar sobre aposentadoria

Encontro de craques foi promovido pelo canal Desimpedidos Escolhida como melhor futebolista do mundo por seis vezes, Marta teve um encontro de

Real Madrid lança uniforme virtual exclusivo para o game Fifa 20

Torcedores podem comprar uniforme que não será usado pelo time em campo O Real Madrid lançou uma nova camiseta exclusiva para o game Fifa 20.

Finalista do TUF Brasil, Serginho Moraes é demitido do UFC

Vice-campeão do reality show deixou franquia após série ruim O Brasil perdeu um atleta do quadro de profissionais do Ultimate Fighting Brasil.

Prefeitura inaugura Campo de Futebol Society em Santo Antônio

Teixeira de Freitas: Jeolino Lopes da Silva “Gel Lopes”, este foi o nome dado ao Campo Society inaugurado pela Prefeitura de Teixeira de

Brasil empata com a França no Mundial Feminino de Handebol

Depois de perder para a Alemanha em sua estreia no Mundial Feminino de Handebol, a seleção brasileira empatou em 19 a 19 com a atual campeã

Atlético recebe Corinthians para tentar voltar a vencer no

Galo está há quatro jogos sem vencer na competição nacional De volta ao Independência, o Atlético encara o Corinthians neste domingo, às

Cruzeiro perde no Mineirão para o CSA e se complica na Série A

Raposa segue na zona de rebaixamento, na 17ª posição A má fase do Cruzeiro parece não ter fim. Com direito a pênalti perdido por Thiago

Nossos Apoiadores: