Um juiz do Paraguai concedeu nesta terça-feira (7) prisão domiciliar ao ex-jogador Ronaldinho Gaúcho e ao irmão, Assis Moreira. Os dois respondem por entrarem no país com documentos paraguaios adulterados e estavam detidos havia mais de um mês.

Eles pagaram uma fiança de US$ 1,6 milhão de dólares (cerca de R$ 8,4 milhões) e ficarão hospedados em um hotel no centro de Assunção. Os irmãos estão proibidos de deixar o país.

De acordo com o juiz Gustavo Amarilla, os responsáveis pelo hotel autorizaram que a prisão dos dois brasileiros fosse cumprida no local. O jornal paraguaio "ABC Color" informa que Ronaldinho e Assis vão ficar em quartos diferentes.

Ronaldinho e Assis estavam desde o dia 6 de março presos na Agrupación Especializada, quartel da Polícia Nacional do Paraguai transformado em cadeia de segurança máxima.

Prisão no Paraguai

Ronaldinho e Assis estão detidos desde 6 de março, após entrarem no Paraguai com documentos paraguaios adulterados. Outras três pessoas foram presas, inclusive o empresário brasileiro Wilmondes Sousa, acusado de fornecer os passaportes aos irmãos.

De acordo com o promotor paraguaio Federico Delfino, existia um processo de naturalização no Paraguai aberto para Ronaldinho Gaúcho e seu irmão, Assis Moreira. Segundo ele, o procedimento corria à revelia dos dois brasileiros.

Ainda segundo Delfino, o esquema também envolve um funcionário público paraguaio, que teria apresentado uma série de documentos à Direção de Migração do Paraguai para naturalizar os dois irmãos.

Ao envolver órgãos oficiais paraguaios, o caso se ampliou no país. Em 5 de março, o diretor geral da Direção de Migrações, Alexis Penayo, pediu demissão do cargo e criticou o Ministério do Interior pela demora na resolução do caso envolvendo Ronaldinho Gaúcho.

Fonte: G1

Porto Seguro divulga regras para reabertura de academias

A prefeita de Porto Seguro, Cláudia Oliveira, assinou, na tarde de sexta-feira (29), o decreto 10.823/20, que mantém, até 14 de junho, a

Homens X mulheres: Lista mostra diferença de pagamentos no esporte

Osaka e Serena são as únicas mulheres entre 100 atletas mais bem pagos Apenas duas mulheres estão no privilegiado grupo dos 100 atletas mais

Governo autoriza treinos presenciais dos times a partir de segunda

Mesmo sendo o Estado nordestino com mais casos de Covid-19, com 37.821 casos e 2.733 mortes confirmadas, de acordo com a Secretaria de Saúde do

Força mental pode contar a favor do judô brasileiro na Olimpíada

Técnica da seleção masculina elogiou atitude de atletas na pandemia No comando da seleção brasileira masculina de judô desde 2018, a sensei

Conor Mcgregor aceita 'super luta' proposta por Anderson Silva

Uma das maiores lendas do MMA, o brasileiro Anderson Silva poderá realizar uma das lutas mais inesperadas da história. Apontado como o maior

Covid-19: grupo McLaren planeja demitir 1.200 funcionários

Desligamento atingirá cerca de 25% do total de trabalhadores Doze dias após perder o piloto de Fórmula 1 Carlos Sainz para a Ferrari que o

Basquete: Fiba propõe ações para retomada das ligas nacionais

Para federação, testes e orientações devem ser prioridades Uma série de orientações a serem seguidas para a retomada das ligas nacionais de

Vôlei: Fofão é eleita 3ª melhor estrangeira da Champions League

Ex-jogadora brasileira conquistou ouro olímpico Campeã nos Jogos de Pequim (2008) e bronze nos de Atlanta (1996) e Sydney (2000), a levantadora

Ex-técnico de Bahia e Vitória, Vadão morre aos 63 anos

Treinador lutava contra um câncer no fígado Técnico com passagens por Bahia, Vitória e seleção brasileira feminina, Oswaldo Fumeiro Alvarez,

Presidente do UFC planeja eventos em misteriosa 'Ilha da Luta'

Dana White diz que vai levar octógono para 'praia', em junho e julho Sem uma data prevista para liberação de eventos esportivos em Las Vegas,

Nossos Apoiadores: