Planejamento pede apoio de parceiros e prevê medidas contra covid-19

Uma Paralimpíada otimizada, simplificada, com redução de custos e que priorize a saúde dos atores envolvidos. Ao menos no papel, é esse o objetivo do Comitê Organizador dos Jogos de Tóquio, segundo o planejamento montado em parceria com os governos do Japão e da capital do país e com o Comitês Olímpico Internacional (COI) e com o Comitê Paralímpico Internacional (IPC, na sigla em inglês). O evento, assim como a Olimpíada, foi adiado para 2021 por causa da pandemia do novo coronavírus (covid-19).

O projeto foi dividido em três frentes: posicionamento, princípios e roteiro. Nesta última, que inclui também o planejamento olímpico, é indicado o cronograma até 5 de setembro do ano que vem, quando termina a Paralimpíada (o evento começará em 24 de agosto). O calendário prevê a realização de testes de covid-19 entre março e maio, com o revezamento da tocha olímpica iniciando no fim de março e o da tocha paralímpica ocorrendo após 8 de agosto (quando termina a Olimpíada).

Quanto ao posicionamento, o Comitê entende que o cenário apresenta, ao movimento paralímpico, uma “enorme oportunidade de mostrar a força e a amplitude da resiliência humana” e de desenvolver uma sociedade “diversa e inclusiva”. Ainda segundo os organizadores, “com isso em mente”, os Jogos serão preparados com base no tripé de “prioridade à saúde e à segurança de atletas, espectadores, parceiros, voluntários e staff; redução dos custos do impacto do adiamento, com promoção do interesse público; e redução da complexidade dos Jogos, para garantir que eles sejam realizados de uma forma segura e sustentável nesse novo contexto”.

Tornar o evento menos complexo (e caro) também é abordado na definição de princípios. Um deles fala em “promover a colaboração entre as partes interessadas” em busca de “soluções criativas que simplifiquem a entrega dos Jogos, do ponto de vista de redução de custos e implementação de medidas contra a covid-19”. Entre as soluções estão “encorajar que os parceiros otimizem as delegações de trabalho em Tóquio” e “reconsiderar elementos culturais não essenciais aos Jogos”.

Segundo nota divulgada no site do Comitê Organizador, a entidade e o IPC revisaram “minuciosamente” o planejamento definido em 10 de junho e o atualizaram “para refletir os valores únicos dos Jogos Paralímpicos”. A nova versão foi levada ao Conselho Administrativo do Comitê Paralímpico Internacional na última terça (7). “O Comitê Tóquio 2020 permanecerá em estreita colaboração com todas as partes interessadas, continuando a envidar todos os esforços para uma entrega bem-sucedida dos Jogos”, encerra o comunicado.

Fonte: agência Brasil

Mercedes é a mais rápida em treinos para GP dos 70 anos da F1

Em Silverstone, equipe alemã faz dobradinha Nesta sexta-feira (7), na segunda sessão de treinos livres para o GP que marca os 70 anos da

Domènec Torrent é regularizado para o Flamengo no Brasileirão

O nome do treinador espanhol Domènec Torrent apareceu no Boletim Informativo Diário (Bid) da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), nesta

Conmebol aprova protocolo de saúde para Libertadores e Sul-Americana

As competições continentais na América do Sul já estão agendadas para voltar, mas diante da pandemia do novo coronavírus (covid-19), a

Atletismo: atletas retomam atividades de olho em Tóquio

Desde a última segunda-feira, 3, o NAR (Núcleo de Alto Rendimento Esportivo), localizado na zona sul de São Paulo, está reaberto para a

Sem público Liga dos Campeões volta modificada

A Liga dos Campeões retorna neste fim de semana após cinco meses de interrupção devido à pandemia de coronavírus, que teve como efeito uma

Bahia esbarra na defesa do Atlético-BA e placar não sai do zero

A final do Campeonato Baiano teve tudo para ter seu vencedor encaminhado na noite desta quarta-feira, 5, no estádio Pituaçu. No entanto, mesmo com

Natação: dupla brasileira atravessa o Canal da Mancha

Atletas completaram trajeto entre Inglaterra e França em 11 horas Na última quinta-feira (30), a dupla brasileira formada por Mariana Chevalier

Conmebol vai ajudar em voos para times da Libertadores e da Sul-

A Conmebol dará assistência financeira a todas as equipes que disputarão a Copa Libertadores e a Sul-Americana neste semestre, ambas suspensas

Ceará e Bahia decidem o título da Copa do Nordeste 2020

Vozão leva vantagem esta noite para faturar o bicampeonato A noite é de decisão na Copa do Nordeste, o maior torneio regional do país. Ceará

Corinthians se recusa a fazer exames da Covid-19 antes das finais

O Corinthians comunicou nesta segunda-feira, 3, que o seu elenco não passará pelos exames de detecção do Covid-19 antes das decisões do

Nossos Apoiadores: