Procuradoria revela resultado da autópsia de ídolo argentino

A autópsia realizada no corpo de Diego Maradona revelou que o ídolo argentino não consumiu drogas ou álcool nos dias anteriores à sua morte, mas indicou que ele sofria problemas cardíacos, renais, hepáticos e pulmonares, informou a Procuradoria, nesta quarta-feira (23), em comunicado.

O relatório complementar sobre amostras de sangue e urina de Maradona, que morreu aos 60 anos no final de novembro, foi realizado pela Polícia Científica de Buenos Aires e entregue na terça-feira aos procuradores que investigam a causa da morte do ex-jogador.

“Na data em questão foram recebidas as diligências vinculadas aos estudos complementares [toxicológico, histopatológico], cuja conclusão ratifica as conclusões do informe de autópsia recebido oportunamente”, disse a Procuradoria-Geral de San Isidro no comunicado enviado à Reuters.

O relatório químico da Procuradoria indicou a existência de sete psicofármacos e medicamentos para tratar depressão, ansiedade e alguns vícios, mas “não foi encontrada a presença de drogas de abuso”, afirmou uma fonte à Reuters.

Na amostras de sangue, a autópsia “detectou a presença de levetiracetam e desmetilvenlafaxina”, e na urina encontrou “levetiracetam, venlafaxina, desmetilvenlafaxina, quetiapina, 6-naltrexol e metoclopramida”.

O relatório “histopatológico” confirmou “um quadro compatível com cirrose hepática” e diversas patologias cardíacas, pulmonares e renais.

A primeira autópsia realizada um mês atrás indicou que Maradona morreu em consequência de um “edema agudo do pulmão secundário a uma insuficiência cardíaca crônica que se agravou, com uma miocardiopatia dilatada”.

A causa da morte de Maradona aparece com o título de “homicídio culposo”.

Fonte: Ramiro Scandolo - Buenos Aires (Argentina)

Atlético-MG volta a ser campeão brasileiro após 50 anos

Cinquenta anos depois, o torcedor do Atlético-MG pode, enfim, comemorar o título brasileiro. Nesta quinta-feira, 2, o Galo derrotou o Bahia por

Morre em Eunápolis o locutor esportivo Maurício César

Eunápolis: O jornalismo esportivo perdeu, na madrugada desta quinta-feira (28), um ícone do rádio. Após nove dias internado no Hospital

Robson Conceição começa melhor, mas perde disputa pelo título

O boxeador baiano Robson Conceição foi derrotado pela primeira vez na carreira e adiou o sonho de conquistar um título mundial em luta nesta

Skate street: Rayssa ganha etapa no Mundial nos EUA

Medalhista de prata na Olimpíada de Tóquio, Rayssa Leal, de apenas 13 anos, não para de crescer. A maranhense conquistou, ontem, o título da

Hebert Conceição pede recepção sem aglomeração: "Bora 'Baêa'

Após conquistar o ouro em Tóquio, Hebert Conceição fez agradecimentos, bem como aos familiares e amigos, do Comitê Olímpico do Brasil e não

Ouro: Brasil bate Espanha e é bicampeão olímpico no futebol

O Brasil venceu a Espanha na prorrogação e sagrou-se bicammpeão olimíco no futebol masculino pela segunda vez seguida, na Olimpíada de

Rebeca Andrade conquista a medalha de ouro para o Brasil no salto

A brasileira Rebeca Andrade conquistou a medalha de ouro no salto da ginástica artística dos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020 neste domingo, 1º.

Nos pênaltis, Brasil perde para o Canadá e sonho do ouro olímpico

Teve fim o sonho da primeira medalha de ouro olímpica para o futebol feminino nas Olimpíadas de Tóquio. Após um jogo tenso, disputado e que

Ítalo Ferreira conquista o primeiro ouro da história do surfe

O brasileiro Ítalo Ferreira conquistou a primeira medalha de ouro da história do surfe nas Olimpíada, ao derrotar o japonês Kanoa Igarashi na

Fla bate Chape de virada e volta a vencer no Brasileiro

Renato Gaúcho acompanhou a vitória por 2 a 1 das tribunas Com o novo técnico, Renato Gaúcho, acompanhando das tribunas do Maracanã, o

Nossos Apoiadores: