Fenômeno será registrado na madrugada de segunda-feira (21) e observado em toda a América. Como em todo eclipse lunar total, satélite irá adquirir uma tonalidade avermelhada, a chamada 'lua de sangue'.

Na madrugada da próxima segunda-feira (21), o Brasil poderá ver um eclipse lunar total – quando Sol, Terra e Lua se alinham e nosso planeta faz sombra sobre o satélite. O fenômeno será parecido com o que vimos em julho de 2018, mas poderá ser observado por mais tempo em todas as cidades do país.

O eclipse começa à 00h36 (21h36 de Nova York). O fase da umbra – quando a sombra do Sol começa a ser observada na Lua tem início à 01h33 (22h33 de Nova York). Às 03h12, o satélite estará na fase total máxima. A fase parcial segue até às 04h50 (01h50 de Nova York) e tudo termina às 5h48.

Diferente de um eclipse solar total – quando o que é "escondido" é o Sol – a observação da versão lunar não exige um óculos de proteção. A visão da Lua é a olho nu. Um binóculo ou uma luneta simples podem ajudar. É mais fácil de assistir em áreas menos iluminadas – campos e praias – e com o horizonte livre.

"Quando o eclipse começar, a Lua vai estar alta. Mas quando a fase total começar, ela já vai estar no lado oeste do céu, e é pra lá que as pessoas precisam olhar", disse Josina Nascimento, pesquisadora do Observatório Nacional.

A Lua também estará próxima de seu perigeu – ponto de sua órbita mais perto da Terra. Por isso, ela parecerá maior para quem a observa da perspectiva do nosso planeta. Quando isso acontece, o fenômeno é chamado de "superlua".

"O perigeu será no dia 21, às 18h, horário de Brasília. E a gente considera superlua quando esse perigeu acontece no mesmo dia, no dia anterior, ou até no dia seguinte da lua cheia", explicou Josina.

Lua de sangue

Em todo eclipse lunar total se observa a chamada "lua de sangue" – termo usado popularmente, mas não adotado tecnicamente pelos astrônomos, e que se refere ao tom avermelhado que a Lua assume quando entra na fase máxima de sombreamento. Essa mudança de cor é provocada pelos mesmos fatores que fazem o céu ser azul.

Nesta segunda, a Lua deverá assumir essa tonalidade na fase total do eclipse. Sol, Terra e Lua ficarão alinhados, e nosso planeta bloqueará a passagem dos raios solares até o satélite. A forma como a luz de cores vermelho e laranja é "desviada" ao passar pela atmosfera da Terra e reflete na Lua, criando o tom da "lua de sangue".

Próximo eclipse lunar total

O mundo verá o próximo eclipse total da lua só em 2021 – com possibilidade de observação parcial no Brasil. Outros fenômenos parciais acontecem antes. No Brasil, um eclipse total plenamente visível ocorrerá apenas em 16 de maio de 2022.

Em compensação, teremos um eclipse solar total "aqui do lado" no dia 2 de julho: a Lua passará entre o Sol e a Terra, "tampando" sua luz. O Sol ficará escuro por alguns minutos, os animais se escondem, um fenômeno bastante raro. Ele poderá ser observado em uma faixa que vai do Chile até a Argentina.

"Eclipse solar é mais interessante, porque ele só acontece em uma faixa muito pequena na Terra. É diferente da Lua: quem está vendo a Lua no horário, está vendo o eclipse", disse Josina. "Ele é muito mais raro. Poucas pessoas já viram um eclipse total do Sol uma vez, e pouquíssimas viram duas vezes na vida. Isso porque ele não vai passar duas vezes no mesmo lugar tão cedo".

Fonte: G1


DHPP entrega presentes para as crianças do Papai Noel dos Correios

A Polícia Civil da Bahia, através do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) atendeu mais de 150 chamados especiais, nesta

Ação entre Amigos ajudará a Associação Pestalozzi na compra de

Teixeira de Freitas: Ação entre Amigos realizará um bingo para ajudar a Associação Pestalozzi a comprar um terreno para ampliar os trabalhos

Programação do réveillon 2020 de Alcobaça

Alcobaça : Serão quatro dias de festa, de 28 à 31 de dezembro, com várias atrações, dois trios elétricos e a tradicional queima de fogos na

Regulamentação dos cassinos no Brasil: o que esperar para 2020?

No Brasil, se tem um assunto polêmico que está sempre em pauta, durante muitos anos, este com certeza diz respeito aos cassinos e aos chamados

Mãe de Lexa investe em plásticas para estrear como rainha de

Darlin Ferrattry, que desfila em 2020 pela Unidos de Bangu, na Série A do carnaval carioca, colocou 350 ml de silicone e fez lipoaspiração no

De vermelho e branco, fiéis reforçam devoção à Santa Bárbara

As cores vermelha e branca ganha o Largo do Pelourinho na manhã desta quarta-feira, 4, quando é celebrada a Festa de Santa Bárbara, reconhecida

Turistas injetarão R$ 80 milhões na economia

Alta temporada: Salvador receberá 176 mil turistas a bordo de transatlânticos Cinco anos atrás, a catarinense Regina Rochenback, 63 anos,

Viúva Negra, dos Vingadores, ganha filme solo

Muita ação e uma 'reunião de família' marcam o primeiro trailer do longa, que também tem Florence Pugh, Rachel Weisz e David Harbour no elenco.

Anitta é comparada a Kim Kardashian pela 'Vogue America'

Para a publicação, a funkeira é uma mulher empoderada que não tem medo de demonstrar sua sensualidade O que a brasileira Anitta e a

Anitta grava clipe com Melim para nova música 'Meu mel'

A música virá acompanhada de um vídeoclipe que foi gravado durante o festival On Board da Rádio Mix Na última semana, a cantora Anitta

Nossos Apoiadores: