8ª COORPIN elucida homicídio de Uagdon e identifica grande organização criminosa em Teixeira

Teixeira de Freitas: O Núcleo de Homicídio e Tráfico (N.H.T) da 8ª COORPIN, chegou a conclusão de mais um procedimento e com isso elucidou mais um homicídio, e identificou uma grande organização criminosa, que atua em Teixeira de Freitas. Durante os trabalhos da equipe do NHT, liderados pela delegada coordenadora, Valéria Chaves, e do seu delegado titular, Manoel Andreetta, o homicídio ocorrido no dia 10 de janeiro de 2017, que vitimou Uagdon de Oliveira Reis, vulgo "U", foi elucidado, tendo a disputa por pontos de tráfico de drogas e um relacionamento amoroso como motivação.

O crime aconteceu na Rua Aurelino J. de Oliveira, no Bairro Vila Vargas, por volta das 16h00, quando a vítima foi surpreendida por 02 indivíduos armados, que efetuaram diversos disparos de arma de fogo contra a vítima, e fugiram. Os tiros acertaram a cabeça, e também a área pélvica da vítima, algo comum em crimes passionais. O delegado Manoel Andreetta esteve no local do crime acompanhado do investigador Sérgio Adriano, e deram início às investigações. Por fim, o Núcleo de Homicídio chegou aos autores do crime, quais sejam Ezequiel Alves de Alcântara, o vulgo “Patati” e Milton Vieira Filho, o “Miltinho”.

No dia do crime, a dupla criminosa estava a bordo uma motocicleta Honda/XRE 300, de cor preta, placa policial FSP 4815, licenciada em Guarulhos/SP e armados com 01 pistola "ponto 40" e 01 revólver 38. Segundo as investigações, o crime ocorreu por disputa de territórios entre grupos de traficantes rivais e por motivos passionais. Uagdon era envolvido com o grupo de traficantes liderados por Audimar Serafim, o “Fala Fina” e Roberto Ribeiro Santos, o “Beto Carroceiro”, que atuavam no Bairro Tancredo Neves, e migrou para o Bairro Redenção.

Ainda segundo a Polícia, por conta de um relacionamento amoroso, Uagdon começou a atuar no Bairro, e iniciou o comércio de drogas no território do grupo de traficantes rivais, que foram identificados como Farlei Ferreira, o “Coroa” e Eudo Ferreira Batista, o “Eudinho”, e tem como comparsas e gerentes diretos, Carlos Vinicius Sinfrônio dos Santos, o “Tróia”; Milton Vieira Filho, o “Miltinho” (este tombou em confronto com a RONDESP) e Ezequiel Alves de Alcântara, o “Patati”. A namorada de Uagdon, já havia tido um relacionamento amoroso com Ezequiel [Patati], mas, ele não aceitava o fim da relação, e isso gerou uma discussão e troca de agressões físicas entre a vítima [Uagdon] e o “Patati”, dias antes do crime.

A briga aconteceu na localidade conhecida como Memel, e então proferiram ameaças mútuas de morte. O Ezequiel, que é o executor, pediu permissão aos líderes para matar Uagdon, e na companhia de “Miltinho”, que era quem comandava o tráfico no Bairro Redenção [após a morte de Alex Silva Rodrigues, o Lequinha] e foram executar o Uagdon. Uma das armas usadas para matar Uagdon foi apreendida no Auto de Resistência que vitimou “Miltinho”, sendo um revólver 38. Já a motocicleta Honda/XRE 300, usada no crime, foi apreendida em poder de Sisenande Cruz Almeida e Vinicius Laranjeiras da Cruz, que tombaram em confronto com a Polícia Civil no dia 20 de Abril.

Após finalizar os procedimentos e elucidarem o crime, foi representada pela prisão preventiva dos integrantes do grupo, sendo os mandados expedidos pela Justiça. Os laudos do Departamento de Polícia Técnica, bem como a microcomparação balística irá fundamentar ainda mais as provas que a Polícia Civil já possui. O caso está em posse da delegada Rina Andrade e dos delegados Bruno Ferrari e Ricardo Amaral, que são os responsáveis por formalizar as representações e elaborar o relatório final do caso. Com isso, a Polícia Civil através do N.H.T elucida mais um homicídio, e através das provas colhidas e diligências, chegam a dois grupos, que segundo os delegados, dão ordem de mortes e levam terror a diversos bairros da cidade.

O Núcleo de Homicídio e Tráfico disse que nas ações e nas investigações teve o apoio da Polícia Militar, através da 87ª CIPM e, principalmente do Conjunto Penal de Teixeira de Freitas, sob o comando do Tenente Coronel Osiris Cardoso, que vem realizando um mapeamento e banco de dados de todos os internos da Unidade. 

Matérias relacionadas:

Jovem é executado com mais de 10 tiros de pistola "Ponto 40" no Vila Vargas

Teixeira: Dois mortos em confronto e dois acusados de homicídios presos na Operação Picadeiro

"Miltinho" em fuga troca tiro com a RONDESP e morre no Hospital Municipal de Teixeira

Jovem é preso pelo PETO com pistola 765 e drogas no Bairro Teixeirinha

Policiais militares da CETO/ROTAM prendem dupla após assalto no Bairro Tancredo Neves



AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Comentários anônimos (perfis falsos ou não) ou que firam leis, princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas podem ser excluídos caso haja denúncia ou sejam detectados pelo site. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, entre outros, podem ser excluídos sem prévio aviso. Caso haja necessidade, também impediremos de comentar novamente neste site os perfis que tiveram comentários excluídos por qualquer motivo. Comentários com links serão sumariamente excluídos.


Anuncie Aqui!

(73) 9972-7955 || (73) 3013-6687
liberdadenews@hotmail.com
Copyright © 2017 LiberdadeNews - A Força da Notícia. Todos os direitos reservados.
Joomla! é um software livre com licença GNU/GPL v2.0