Bahia: O Ministério Público Federal denunciou o secretário de Saúde da Bahia, Flávio Vilas Boas Pinto, e o secretário executivo do Ministério da Saúde, Antônio Carlos Figueiredo Nardi, por não atenderem a liminar da Justiça Federal em relação a ações que viabilizassem a distribuição de análogos de insulina no interior do estado da Bahia.

Os diabéticos residentes no interior do estado tinham que se deslocar até Salvador para se submeterem a uma perícia médica prévia, além de terem que buscar mensalmente as insulinas na capital baiana. Mesmo após sucessivas intimações para efetivação da medida liminar, passados mais de cinco anos, a União e o Estado da Bahia não cumpriram a decisão integralmente. O estado alega ausência de repasse pela União, e esta, por sua vez, sustentou a ausência de informações essenciais para efetivação do repasse.

A medida é relacionada a Ação Civil Pública nº 0024027-6.2012.4.01.3300 interposta pelo MPF contra o Estado da Bahia e União, em 2012, visando à implantação de protocolo clínico e o fornecimento de insulina de ação basal ultrarrápida aos pacientes com diabetes "mellitus" na Bahia. Em agosto de 2012, a Justiça Federal expediu medida liminar determinando a implantação do protocolo pelo estado e o repasse dos recursos para aquisição dos medicamentos pela União.

Uso de análogos de insulina - De acordo com a denúncia, verificou-se que as insulinas regular e NPF são insuficientes para o controle glicêmico de alguns pacientes, sendo necessário que o Sistema Único de Saúde (SUS) contemple o fornecimento dos análogos de insulina de ação basal e ultrarrápida – glargina (Lantus), determir (Levemir), asparte (Novorapid), lispro (Humalog) e glulisina (Apidra). "A imprescindibilidade dos análogos de insulina para ampla variedade de portadores de diabetes "mellitus" é, inclusive, evidenciada por relatórios médicos colacionados pelo "Parquet Estadual", destaca o procurador regional da República, Ronaldo Albo.

A partir de audiência pública realizada em Criciúma (SC), que contou com participação do presidente da Associação Catarinense de Medicina e endocrinologista pediátrico, Genoir Simoni, o MPF coletou informações de que o tratamento inadequado do diabetes "mellitus" acarreta uma séria de complicações. Segundo ele, entre as principais estão: o infarto agudo do miocárdio, o derrame, o AVC, as lesões de grandes vasos periféricos, a mionecrose diabética (degeneração progressiva do organismo), a retinopatia, a perda progressiva da visão, a nefropatia levando à insuficiência renal – sendo uma das principais causas de hemodiálise no Brasil –, perda da sensibilidade periférica, a dificuldade de esvaziamento gástrico, impotência sexual, sensibilidade diminuída dos órgãos internos e cardiomiopatia.

Concentração do atendimento - Apesar de estabelecer o protocolo, o estado da Bahia concentrou o fornecimento da insulina no Centro de Diabetes e Endocrinologia do Estado da Bahia (Cedeba) em Salvador, sem o devido alcance aos usuários residentes no interior do estado, restringindo, sobremodo, o fornecimento dos análogos de insulina, em afronta à determinação judicial. O estado sustentou o cumprimento da decisão liminar, alegando que instituiu o protocolo técnico e que os medicamentos estavam sendo distribuídos através do Cedeba aos pacientes cadastrados.

Segundo o MPF, as ordens judiciais foram afrontosamente descumpridas, menosprezadas e ignoradas sistematicamente pelo secretário estadual de Saúde, tendo em vista que, após duas intimações pessoais, o acusado manteve o protocolo clínico divergente do que lhe fora determinado e deixou de fornecer os dados requisitados pelo Ministério da Saúde para mensuração dos repasses a serem efetivados, comprometendo a entrega de medicamentos tanto no Cedeba quanto no interior baiano.

Do mesmo modo, o secretário executivo do Ministério da Saúde, Antônio Carlos Figueiredo Nardi, manteve-se inerte após lhe serem entregues pessoalmente dois ofícios, solicitando informações sobre o cumprimento da medida liminar. Assim, verifica-se que a União não realizou a compra de medicamentos ou o repasse determinado em decisão liminar, bem como que o agente responsável foi inegavelmente cientificado da tutela antecipada concedida.

Para o MPF, o Estado da Bahia dissimulou o cumprimento da liminar concedida ao instituir o Protocolo Técnico para a dispensação de análogos de insulina basal e ultrarrápida, em desacordo com aquele criado pelo Cedeba. O MPF chegou a noticiar a continuidade do descumprimento da liminar em oito ocasiões, inclusive no Cedeba, sendo que na oitava houve o falecimento de um paciente logo após interrupção do fornecimento das insulinas Lantus e Novorapid.

O juízo reconheceu o desajuste do protocolo implantado pelo estado, determinando o cumprimento integral da decisão liminar e a comprovação do fornecimento dos medicamentos também no interior do Estado, no prazo de dez dias. Apesar das intimações ocorridas em abril e maio de 2014, o Estado da Bahia também manteve-se inerte.

Segundo o procurador, os denunciados praticaram os crimes previstos nos artigos 132 do Código Penal (perigo para a vida ou a saúde de outrem) e 330 (desobedecer a ordem legal) . O crime de perigo para a vida ou saúde foi observado 195 vezes, pois deixaram de fornecer ou retardaram o fornecimento de medicamentos indispensáveis ao tratamento de diabetes mellitus.

A denúncia aguarda recebimento pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1).

Número da denúncia para pesquisa processual: 0000688-98.2017.4.01.0000

Assessoria de Comunicação Social
Ministério Público Federal
Procuradoria Regional da República

Alunos do 13° BEIC prendem suspeito com mandado de prisão no Centro

Teixeira de Freitas: Início da tarde deste sábado (21), Alunos do 13° BEIC, que estão realizando estágio de vivência operacional na área

Três procurados na Operação Teixeira Livre são presos pela 89ª

Mucuri: Policiais Militares do 1° Pelotão da 89ª CIPM de Mucuri, guarnição responsável pela “Ronda Rural” nos distritos e comunidades do

Teixeira: Acusado de tráfico é preso dentro de bar no Bairro

Teixeira de Freitas: Na noite desta sexta-feira (20), uma guarnição do PETO da 87ª CIPM, em ronda ostensiva pelo Bairro Liberdade ll, passavam

Terceiro criminoso que tombou em confronto com a PM em Alcobaça é

Alcobaça: No Final da manhã desta sexta-feira 20 de julho, o terceiro criminoso, que veio a óbito na troca de tiros com policiais do PETO/88ª

Homem morre após caminhão despencar de ponte

Um homem morreu após o caminhão que ele dirigia despencar de uma ponte na cidade de Potiraguá, no sul da Bahia. De acordo com informações da

PM que matou tio a tiros é condenado: ele é suspeito de atirar em

O Policial Militar Renato Simões de Medeiros Filho, de 25 anos, foi condenado, na madrugada desta sexta-feira (20), a 12 anos e seis meses de

Acusado de tráfico é preso pelo PETO vendendo drogas no Jardim

Teixeira de Freitas: Policiais do SOInt e do PETO da 87ª CIPM de Teixeira de Freitas estavam em ronda de rotina, no Bairro Jardim Caraípe, quando

Idosa com problemas mentais incendeia a própria casa no Centro de

Teixeira de Freitas: Uma idosa, com problemas de saúde mental, colocou fogo em um colchão, vindo as chamas a se alastrar por toda a residência.

Acusado de matar motorista da Brasileiro morre em confronto com a

Itamaraju: Na manhã desta quinta-feira, 19 de julho, policiais civis do SI da Delegacia Territorial de Itamaraju/BA, comandados pela Delegada de

Desaparecido há uma semana mototaxista é encontrado morto

Porto Seguro: O corpo do mototaxista Cláudio Silva Rodrigues dos Santos, 22 anos, que estava desaparecido há mais de uma semana, foi encontrado

Nossos Apoiadores: