Na manhã dessa quarta feira (23), trabalhadores do movimento sem terra (MST) ocuparam a sub prefeitura de Itabatã, distrito de Mucuri, são mais de 500 famílias nessa localidade, já na cidade de Itamaraju, também ocuparam a prefeitura cerca de 700 famílias. Segundo os trabalhadores eles reivindicam a pauta feita em 2012, onde os prefeitos prometeram melhorias no transporte, saúde, educação, infra estrutura e melhoria em geral nos assentamentos.

Como não tiveram respaldo dos prefeitos, eles resolveram fazer essa ocupação por tempo indeterminado, até que os gestores os recebam e que cheguem a um acordo.

Os integrantes do MST chegaram ás prefeituras com fogões, bolsas, colchões e alimentos suficientes para permanecer por um bom tempo. A Liderança fez questão de deixar claro que a manifestação é em prol da educação, construção ou reforma de escolas em vários assentamentos, melhoria no transporte escolar. Mas também aproveitaram para cobrar alguns benefícios na saúde e infra estrutura.

No ano passado também no mês de Janeiro aconteceu esse movimento com as mesmas reivindicações, onde os prefeitos os receberam e prometeram resolver os problemas, 1 ano depois segundo Cinair da Silva Paixão, Dirigente estadual do movimento  nada foi resolvido.

“Não podemos permitir que as aulas comecem nas mesmas condições do ano passado, a ocupação é a forma que o Movimento tem para cobrar dos gestores a realização de suas obrigações”. Enfatiza o dirigente estadual do movimento, Cinair da Silva Paixão. Segundo informações apenas as prefeituras de Mucuri e Itamaraju foram ocupadas até o momento, mas nos próximos dias mais 10 prefeituras entraram na lista.

Por: Mirian Ferreira/Liberdadenews

Foto: Sulbahianews

Vestibular Pitagoras 2017.2
Casa das Correias
New Impress
previcon
Lecão Car 2017
Connect Informática
Nossos Apoiadores: