Os coletores menstruais vieram para conquistar muitas adeptas. Já refletiu sobre as vantagens desse novo aliado do público feminino? Vamos relatar aqui quais são os principais benefícios nessa opção e alguns incômodos que fazem algumas mulheres descartarem o uso do coletor e preferir os absorventes convencionais. E para a saúde ginecológica da mulher, o coletor é a melhor alternativa? Confira:

Economia

Entre as vantagens encontradas no uso dos coletores menstruais a economia merece destaque. Para adquirir o produto vai precisar gastar cerca de R$80, parece um investimento alto, mas com absorventes convencionais a mulher costuma gastar muito mais. O coletor tem vida útil de até dez anos. Já parou para pensar, ou melhor, somar quanto gastou em absorvente nos últimos dez anos?

Consciência ambiental

Imagina quantos absorventes são descartados no lixo comum diariamente? Usar o coletor ajuda a diminuir a produção de lixo no planeta, uma vez que vai reutilizar o produto e somente descartar o fluxo sanguíneo.

É mais saudável!

Para as mulheres que ainda tinham dúvida na questão da saúde e higiene, especialistas consultados pelo portal Trocando Fraldas afirmam que o coletor menstrual é saudável e traz mais benefícios para a higiene íntima feminina. O copo é introduzido internamente, o que ajuda a combater a proliferação de bactérias presentes na umidade dos absorventes comuns.

Mais segurança e conforto no dia a dia

Algumas mulheres afirmam que o coletor é tão confortável, que até esquece que está menstruada. O uso dos absorventes aumenta as chances de vazamento, além do desconforto nos dias mais quentes. As mulheres que possuem um sangramento mais intenso e que precisavam trocar frequentemente o absorvente, com o uso do coletor pode ficar mais tempo e se sentir mais segura ao decorrer do dia. É importante ficar atenta a quantidade de fluxo, esvaziar sempre que necessário e não ultrapassar as 12 horas máximas de uso.

Desvantagens

Embora o uso do coletor menstrual apresente uma série de benefícios, nem todas as mulheres conseguem se adaptar ao produto. A inserção e a retirada do coletor, assim como o posicionamento adequado para evitar o vazamento, são as principais dificuldades.

Ao manter a musculatura vaginal rígida, especialistas explicam que dificulta a abertura do copo. A retirada também pode ser um problema, pois existe o vácuo, sendo assim o ideal é remover o ar e só depois retirar o coletor.

As cólicas também podem surgir para algumas mulheres, mas não costuma ser frequente. A dor abdominal sinaliza o posicionamento incorreto do coletor. Ao realizar a dobra para introduzir o coletor e não certificar que foi aberto no canal da vagina pode ocorrer os vazamentos. Esses empecilhos faz com que muitas mulheres ainda prefiram os absorventes tradicionais.

Leia em Saúde – O que acontece com o corpo da gestante durante a gravidez

Por: Daiana Barasa

Até 2020, mais de 80 milhões de pessoas no mundo terão glaucoma

A Organização Mundial de Saúde (OMS) e centros de pesquisas internacionais estimam que, em 2020, 80 milhões de pessoas no mundo terão

Médicos cubanos movem ações para permanecerem no Brasil

Os médicos cubanos do Programa Mais Médicos ingressaram com ações na Justiça contra a Organização Panamericana de Saúde (opas) para poderem

Bruno Magno passará por nova amputação e precisa da sua ajuda

Bruno Magno Pereira de 22 anos, terá que passar por um novo procedimento cirúrgico para uma amputação na perna direita. O jovem que nasceu e

Quase tudo pronto: Policlínica será inaugurada no dia 17 de

Teixeira de Freitas: O Prefeito de Teixeira de Freitas, Temóteo Alves de Brito, Presidente do Consórcio de Saúde, esteve hoje, quarta-feira

Radiografia revela pinça cirúrgica deixada dentro de paciente

Um morador da cidade de Juiz de Fora, em Minas Gerais, descobriu uma pinça cirúrgica que estava dentro de seu abdome. Segundo informações do

Cidades baianas recebem 116 médicos brasileiros formados no exterior

A Bahia recebeu nesta segunda-feira (9) 116 médicos brasileiros formados no exterior para integrar o programa Mais Médicos. Os profissionais vão

Mutirão da saúde em Alcobaça para atender pacientes com glaucoma

A ação será realizada no próximo dia 19 de outubro, na Estratégia de Saúde da Família (ESF) 01, localizada no centro de Alcobaça. Ao longo

Saúde: Menino de 11 anos fica cego devido a restrição alimentar

Um menino de 11 anos foi diagnosticado com cegueira devido a uma restrição alimentar. Ele sofria de eczema e múltiplas alergias, o que levou à

Vestibular Pitagoras 2017.2
Casa das Correias
New Impress
previcon
Lecão Car 2017
Connect Informática
Nossos Apoiadores: