A grande preocupação da população teixeirense com o estado de calamidade em que vive a saúde pública no município, especialmente nos últimos 90 dias, inclusive com registros de mortes acima da média diariamente no Hospital Municipal e na Maternidade Santa Rita – levou o Ministério Público Estadual e a Câmara Municipal a se reunirem na tarde desta terça-feira (28/03), para tratarem do assunto.

A reunião foi na sede regional do Ministério Público do Estado da Bahia, em Teixeira de Freitas, entre o promotor de Justiça George Elias Gonçalves Pereira, titular da 5ª Promotoria Pública de Cidadania e Proteção à Moralidade e ao Patrimônio Público e Cível da 1ª Vara -, e o vereador Agnaldo Teixeira Barbosa, o “Agnaldo da Saúde” (PR), presidente da Câmara Municipal de Teixeira de Freitas e o vereador Valci Vieira dos Santos (SD), presidente da Comissão de Cultura, Educação e Saúde da Câmara Municipal.

O promotor George Elias acaba de concluir um procedimento que foi instaurado em desfavor da atual gestão municipal diante da demonstração de incapacidade administrativa de agir em favor da população junto às suas signatárias que administram a saúde pública no município. No procedimento de apuração dos atos da empresa ProVida, diante dos inúmeros registros de mortes por falta de profissionais especializados, medicamentos, equipamentos e recursos outros, o Ministério Público Estadual recomenda o devido cumprimento do dever da empresa com a saúde pública local, extinção do contrato da mesma ou responsabilização do prefeito por ação de improbidade administrativa. Havendo até a possibilidade do pedido de afastamento do gestor por incapacidade administrativa, caso ele não assuma logo, de qualquer forma, o controle da saúde pública.

Conforme o promotor de justiça George Elias, o gestor precisa adotar as medidas necessárias para que o Município assuma todo e qualquer serviço de saúde que deveria ter sido prestado pelo Instituto de Assistência à Saúde e Promoção Social (Provida). Segundo o promotor de Justiça, o instituto não estaria cumprindo o contrato que firmou com o Município para a execução das ações e serviços de saúde pública junto ao Hospital Municipal de Teixeira de Freitas, à Unidade Municipal Materno Infantil e à Unidade de Pronto Atendimento 24 Horas.

Dentre os serviços que o Município deverá assumir atendendo à recomendação do Ministério Público Estadual estão os prestados pela Unidade de Tratamento Oncológico (Unacon), além dos serviços de hemodinâmica, cardiologia invasiva e radiologia intervencionista. O MP recomendou também que o Município instaure procedimento para apurar as irregularidades cometidas pelo ProVida, a exemplo do precário fornecimento de insumos e medicamentos essenciais, atrasos no pagamento de médicos e demais funcionários da saúde, interrupção dos serviços médicos de hemodinâmica, cardiologia e oncologia prestados no Hospital Municipal de Teixeira de Freitas e na Unacon.

O presidente do Poder Legislativo, vereador Agnaldo Teixeira, demonstrou a sua preocupação com a realidade na saúde pública local e informou, que independente do Ministério Público e da Procuradoria do Município, a Câmara Municipal deve e precisa tomar as suas próprias providências para que o direito à saúde pública seja fundamental e inerente ao ser humano, bem como à sua vida com dignidade. Contudo, o presidente Agnaldo disse que o prefeito Temóteo Brito (PSD), vem adotando medidas cuidadosas para não agravar ainda mais o problema, onde tem sido cauteloso nas providências adotadas para que a crise passe na saúde entre as definições novas para as diretrizes que possibilitem o fortalecimento do controle social na implementação da saúde pública municipal.

Para o vereador Valci Vieira, presidente da Comissão de Saúde da Câmara, o Ministério Público Estadual está fazendo o seu papel como órgão defensor dos direitos do povo e a Câmara Municipal também tem o seu dever de fazer sua parte como órgão que representa as garantias do povo no parlamento, sobretudo, instaurando a partir de agora, atos que definam diretrizes para a plena garantia da saúde como direito fundamental do ser humano e como política de Estado, condicionante do desenvolvimento humano, econômico e social pautado na seguridade social, no marco do conceito ampliado e associado aos direitos humanos.

Fonte: Athylla Borborem/TN

Teste em tempo real para HPV passa a ser feito pelo SUS na Bahia 

Exame para detecção do vírus será realizado no Lacen-BA  O teste em tempo real para detecção do vírus papiloma humano (HPV) já pode ser

Equilíbrios físico e mental: saiba mais sobre o Pilates

Método pode ser utilizado por diversos públicos e no atendimento de diferentes objetivos. Aliado na busca por um corpo equilibrado, forte e

Diagnóstico de Câncer já é coberto por seguro

Poucas palavras assustam mais as pessoas que “câncer”, doença que até a década passada tinha o peso de uma sentença de morte. Do início

Febre amarela: ministério registra 35 casos e 20 mortes no Brasil

Em meio ano, 20 pessoas morreram. Dados do Ministério da Saúde consideram meses de julho do ano passado a janeiro deste ano. SP e MG têm maior

Dança é aliada de quem quer emagrecer, socializar e ser feliz

Quer cuidar da saúde? Coreografias ajudam no bem-estar e a não fazer feio no Verão É só virar o ano que a promessa “vou cuidar mais da

Salvador: Morre paciente com febre amarela transferido de Itaberaba

O homem de 49 anos que estava com febre amarela, transferido do município de Itaberaba, na Chapada Diamantina, para Salvador, morreu no final da

Produção de vacina da febre amarela aumenta 212,3%

A importação cresceu 300% no último ano, segundo Sanofi Pasteur A produção de vacina da febre amarela no Brasil cresceu 212,3%, passando de

Treinamento Funcional é opção para ganho de força e equilíbrio

Prática trabalha os músculos de forma global, fortalecendo o centro de força do corpo e estabilizando a coluna vertebral. Flexibilidade,

Samu de Feira de Santana tem 40 vagas para médicos: inscrições

O Samu de Feira de Santana, cidade a 100 quilômetros, está com vagas abertas para o processo seletivo de médicos. São 40 vagas. As

Bahia está entre os estados que vão adotar vacina fracionada da

Agora, uma dose que antes era aplicada em uma só pessoa será utilizada em quatro. Divisão da vacina vai garantir o fornecimento nessas regiões,

Lecão natal
Casa das Correias
New Impress
previcon
Connect Informática
Pitagoras Connect
Nossos Apoiadores: