DJ 2018.1

O problema existe, mas a criança mal se dá conta. Imagens distorcidas ou não percebidas, sejam de longe ou de perto. O pior acontece mais tarde, impactando o rendimento escolar: criança que não enxerga direito mostra pouco interesse nas aulas e é incapaz de se concentrar. Segundo dados do Conselho Brasileiro de Oftalmologia, 12% das crianças em idade escolar e pré-escolar precisam de óculos.

Ainda segundo o Conselho, 57% das crianças com problemas visuais são desatentas e agitadas. Daí a importância de reconhecer os sintomas o mais cedo possível e levar a criança ao médico. Cabe aos pais darem atenção à saúde dos olhos dos filhos, desde o período que antecede a alfabetização. O exame do reflexo vermelho deve ser feito ainda no berçário. "É ele que garante, logo após o nascimento, a identificação de alterações como catarata congênita e tumores oculares", informa o oftalmologista Antônio Nogueira, do CENOE Hospital de Olhos, que conta com três unidades, em Ilhéus, Jequié e Porto Seguro.

O especialista alerta ainda que, na infância, as queixas oculares devem ter tratamento imediato. Isso porque o não uso de óculos nos primeiros anos piora alterações como miopia, astigmatismo e hipermetropia, o que pode levar ao estrabismo, devido ao esforço visual, e à perda da visão num dos olhos (ambliopia ou olho preguiçoso), a principal causa de cegueira infantil.

Nas crianças, alguns sintomas devem ter atenção: dor de cabeça, apertar os olhos perto da tela do televisor, lacrimejar excessivamente durante o dia, dificuldade na hora de ler e demonstrar sensibilidade à luz ou tampar os olhos com a mão. "Uma criança de seis anos se comportava como autista porque tinha nove graus de miopia e a sua família não sabia do problema. Bastou essa criança receber óculos de lentes adequadas para voltar a enxergar e interagir com os colegas", conta o oftalmologista.

Alcobaça realizou maior ação de saúde da história do município

Alcobaça: Cerca de mil pessoas foram atendidas por diversos médicos especialistas, no segundo Mutirão da Cidadania, uma ação realizada por

Prefeitura de Teixeira de Freitas repassa incentivo aos Agentes

Teixeira de Freitas: Nesta sexta-feira, dia 20 de abril, a Prefeitura Municipal de Teixeira de Freitas, através da Secretaria Municipal de Saúde,

Caps II realiza comemoração em alusão do Dia Mundial da Saúde em

Teixeira de Freitas: Na manhã desta quarta-feira, dia 18 de abril, o Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), realizou um evento em alusão ao Dia

Alcobaça vai dar início à campanha de vacinação contra a gripe

Alcobaça: Os dias estão ficando cada vez mais frios. É a proximidade do inverno, estação do ano quando aumentam os casos de gripe e febre,

Os diferentes tipos de vírus da gripe que circulam pelo Brasil

Este ano, até 7 de abril, o Brasil contabilizou 286 casos de influenza, comumente conhecida como gripe. Desse total, 117 casos e 16 óbitos foram

BA registra aumento de 50,6% em ataques de escorpiões

O número de acidentes com escorpiões na Bahia subiu 50,6% em dois anos. Ao todo, de 2015 a 2017 as notificações saíram de 10.136 para 15.265.

Idoso de 61 anos morre com gripe H1N1 em Serrinha

Um idoso de 61 anos morreu com a gripe H1N1 na cidade de Serrinha, a cerca de 175 km de Salvador. De acordo com Edy Gomes, coorndenador do

Bahia tem 4 mortes por H1N1; campanha de vacinação começa dia 23

Bahia teve quatro mortes provocadas pela gripe H1N1, até o dia 7 de abril, conforme dados divulgados pela Secretaria de Saúde do Estado

Vacina feita no Brasil eliminou câncer de pele em cobaias, diz

Pesquisadores brasileiros desenvolveram uma vacina contra o câncer e obtiveram bons resultados nos testes realizados em camundongos. O resultado

Prefeito de Alcobaça se reuniu com a equipe de saúde do Caxangá

Alcobaça: O objetivo, segundo o Prefeito Léo Brito, foi ouvir as demandas destes profissionais, ao tempo em que mantém uma sintonia com as

 

 

Nossos Apoiadores: