Uma a cada 20 crianças sofre de algum distúrbio de visão, diz pesquisa

O problema existe, mas a criança mal se dá conta. Imagens distorcidas ou não percebidas, sejam de longe ou de perto. O pior acontece mais tarde, impactando o rendimento escolar: criança que não enxerga direito mostra pouco interesse nas aulas e é incapaz de se concentrar. Segundo dados do Conselho Brasileiro de Oftalmologia, 12% das crianças em idade escolar e pré-escolar precisam de óculos.

Ainda segundo o Conselho, 57% das crianças com problemas visuais são desatentas e agitadas. Daí a importância de reconhecer os sintomas o mais cedo possível e levar a criança ao médico. Cabe aos pais darem atenção à saúde dos olhos dos filhos, desde o período que antecede a alfabetização. O exame do reflexo vermelho deve ser feito ainda no berçário. "É ele que garante, logo após o nascimento, a identificação de alterações como catarata congênita e tumores oculares", informa o oftalmologista Antônio Nogueira, do CENOE Hospital de Olhos, que conta com três unidades, em Ilhéus, Jequié e Porto Seguro.

O especialista alerta ainda que, na infância, as queixas oculares devem ter tratamento imediato. Isso porque o não uso de óculos nos primeiros anos piora alterações como miopia, astigmatismo e hipermetropia, o que pode levar ao estrabismo, devido ao esforço visual, e à perda da visão num dos olhos (ambliopia ou olho preguiçoso), a principal causa de cegueira infantil.

Nas crianças, alguns sintomas devem ter atenção: dor de cabeça, apertar os olhos perto da tela do televisor, lacrimejar excessivamente durante o dia, dificuldade na hora de ler e demonstrar sensibilidade à luz ou tampar os olhos com a mão. "Uma criança de seis anos se comportava como autista porque tinha nove graus de miopia e a sua família não sabia do problema. Bastou essa criança receber óculos de lentes adequadas para voltar a enxergar e interagir com os colegas", conta o oftalmologista.



AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Comentários anônimos (perfis falsos ou não) ou que firam leis, princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas podem ser excluídos caso haja denúncia ou sejam detectados pelo site. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, entre outros, podem ser excluídos sem prévio aviso. Caso haja necessidade, também impediremos de comentar novamente neste site os perfis que tiveram comentários excluídos por qualquer motivo. Comentários com links serão sumariamente excluídos.


Anuncie Aqui!

(73) 9972-7955 || (73) 3013-6687
liberdadenews@hotmail.com
Copyright © 2017 LiberdadeNews - A Força da Notícia. Todos os direitos reservados.
Joomla! é um software livre com licença GNU/GPL v2.0