Não é novidade que as mulheres devem eliminar os maus hábitos e manter uma rotina saudável durante a gravidez. O que muitas delas não sabem é que, ao manterem vícios como o do fumo, estão aumentando a probabilidade de os filhos desenvolverem danos na retina.

Quem mostra a relação é um estudo publicado na revista JAMA Ophthalmology. O estudo analisou 1406 crianças dinamarquesas que ou tinham nascido com peso a menos ou que tinham sido expostas ao fumo do tabaco ingerido pela mãe. Após a análise, descobriu-se que o tabaco afeta o desenvolvimento da camada de fibra nervosa da retina da criança.

Eles identificaram que, quando exposta ao tabaco, essa camada ficou 5,7 micrometros mais fina do que a das crianças de mães que não fumavam. Em relação ao peso da criança, aquelas que nasceram com um peso menor do que o padrão também apresentaram uma camada de retina mais fina. Nesse caso, a fibra nervosa foi 3,5 micrometros mais fina. 

A camada de fibras nervosas da retina é responsável por transmitir informações visuais do olho para o cérebro. E quando essa camada é muito fina, aumentam os riscos de complicações como deficiências visuais e glaucoma, que pode levar à cegueira. “O cigarro pode estimular o desenvolvimento de diversas doenças, todo mundo sabe.

O que agrava a situação, no caso das gestantes, é que elas não estarão prejudicando apenas o próprio organismo, mas também expondo seus filhos, que podem adquirir uma doença ocular ainda na gestação”, comenta o oftalmologista Antônio Nogueira, do CENOE Hospital de Olhos, que conta com três unidades em Ilhéus, Jequié e Porto Seguro.

Vestibular Pitagoras 2017.2
Casa das Correias
New Impress
previcon
Lecão Car 2017
Connect Informática
Nossos Apoiadores: