Se confirmar a expectativa do PT de Minas Gerais e sair candidata para uma das vagas do estado no Senado, a ex-presidente Dilma Rousseff teria chances de vencer as eleições 2018. É o que mostra sondagem do instituto Paraná Pesquisas divulgada nesta terça-feira (10). De acordo com o estudo, Dilma teria 16,9% das intenções de votos contra 15,2% dos apoios declarados ao ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot.

Como o estado de Minas Gerais terá duas vagas disponíveis no Senado nas próximas eleições, ambos poderiam acabar eleitos – criando uma situação inusitada já que a ex-presidente foi denunciada pelo ex-PGR. O empresário Josué Alencar (PMDB), filho do ex-vice-presidente da República José Alencar, aparece em terceiro com 15,1% das intenções. Aécio Neves, cujo destino no Senado pode ser decidido amanhã no Supremo Tribunal Federal, aparece em quarto com 13,7% dos votos.

Em outro cenário, dessa vez sem Dilma, o também petista e atual governador de Minas, Fernando Pimentel, lidera com 24,6% das intenções de voto.  Segundo informações do jornal O Globo, lideranças do PT de Minas estariam cogitando lançar a candidatura da ex-presidente a uma vaga no Senado Federal. Para isso,Dilma tem até abril do ano que vem para mudar seu domicílio eleitoral do Rio Grande do Sul para alguma cidade de Minas Gerais.

Vale lembrar que, no julgamento do impeachment, os senadores acabaram livrando a petista da perda de seus direitos políticos, que poderia deixá-la inelegível por até oito anos. Com isso, mesmo condenada no impeachment, a ex-presidente está autorizada a disputar as próximas eleições.  A pesquisa da Paraná Pesquisas foi realizada entre os dias 30 de setembro e 5 de outubro com 1.507 eleitores de 70 municípios do estado. A margem de erro é de 2,5% — e no caso da intenção de voto para senador, cada entrevistado poderia escolher dois candidatos.

Informações: A Gazeta


Ciro fará giro pelo Nordeste para recuperar espaço perdido para

O candidato do PDT, Ciro Gomes, fará um giro por pelo menos cinco estados do Nordeste na próxima semana. A estratégia é recuperar o espaço

Doria diz que pretende estender projeto Cidade Linda para outras

Candidato ao governo visitou praça no Morumbi, Zona Sul da capital e falou sobre parceria público-privada. João Doria faz campanha na Zona Sul de

STJ nega arquivamento de ação que investiga amigo de Lula no caso

Advogado Roberto Teixeira solicitou que apurações sobre suposta lavagem de dinheiro fossem arquivadas. Segundo Ministério Público, ele

Antipetistas ricos deixam Marina e Amoêdo e migram para Bolsonaro

Candidato do PSL tem captado eleitor que rejeita o PT, mas tinha outra opção para o 1º turno. Alckmin tenta fazer o mesmo, mas não consegue.

Vaquinhas virtuais representam apenas 0,36% das arrecadações de

As chamadas vaquinhas virtuais, utilizadas pela primeira vez nas eleições de 2018, representaram até agora apenas 0,36% das arrecadações totais

Candidatos terão 25 seguranças e PF avalia proteção a mulher e

Ministro da Segurança Pública diz que inquérito sobre agressão em Minas deve terminar no prazo e nova investigação será aberta sobre

Bolsonaro prega voto útil para bloquear estratégia de adversários

O candidato do PSL a presidente da República, Jair Bolsonaro, que segue internado no Hospital Israelita Albert Einstein onde se recupera de ataque

Lewandowski diz que tentará liberar na próxima semana voto sobre

Ministro paralisou julgamento ao pedir vista e, com isso, caso saiu do plenário virtual e recomeçará em votação presencial. Definição sobre

Bolsonaro veta substituição em debates e diz a aliados que aposta

O general Hamilton Mourão, candidato a vice-presidente na chapa de Jair Bolsonaro Sara Resende/TV Globo O candidato do PSL à Presidência, Jair

Marina diz que vetaria legalização do aborto caso o tema fosse

Candidata da Rede à Presidência afirmou que legalização do aborto deveria ser discutida em plebiscito. Sem citar nomes, ela criticou

Nossos Apoiadores: