O governador eleito Ronaldo Caiado ao votar no último domingo

Márcio Venicio/TV Anhanguera

O governador eleito de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), viajará ao Rio de Janeiro nesta quarta-feira (10) para anunciar o apoio ao candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro.

Bolsonaro também deve receber nesta quarta-feira o apoio da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA) do Congresso, conhecida como a "bancada ruralista".

Ao blog, Caiado antecipou a decisão de apoiar Bolsonaro. "Vou ao Rio de Janeiro para apoiar Bolsonaro. Ele me ligou hoje [terça, 9], no fim da tarde. No segundo turno, é preciso ter um lado. Tenho 24 anos de mandato parlamentar e nunca votei abstenção. Sempre tive lado", disse.

Questionado sobre o motivo de não ter apoiado Bolsonaro já no primeiro turno, Caiado explicou que tinha um palanque com 12 partidos e que os aliados deles apoiavam no primeiro turno várias candidaturas, como a de Ciro Gomes (PDT) e a de Alvaro Dias (Podemos).

Apesar de Caiado ser do DEM, ele não apoiou a candidatura do tucano Geraldo Alckmin (PSDB). Isso porque o ex-governador de Goiás Marconi Perillo, adversário político no estado, era o coordenador da campanha do PSDB.

Caiado fez críticas à situação que vai herdar no estado. “Tenho um governo do estado com sérias dificuldades. Dilapidaram com o estado de Goiás. O maior hospital de emergência está fechado”, disse o governador eleito.

Frente Agropecuária

Além de Caiado, Bolsonaro deve receber nesta quarta-feira vários representantes da Frente Parlamentar da Agropecuária.

A articulação com as bancadas temáticas tem sido feita pelo deputado Onyx Lorenzoni (DEM-RS), apontado por Bolsonaro como novo ministro da Casa Civil num eventual governo.

"As conversas na Câmara rederam muito", disse Lorenzoni ao blog nesta terça. Ele estava a caminho da 26ª conversa do dia com parlamentares.

 

Editoria de Arte / G1


STF vai adiar julgamento de suspeição de Moro no caso Lula

Gilmar Mendes concluiu que não haveria como debater o caso de Moro O julgamento da suspeição de Sergio Moro na condenação de Lula no caso

STF e Câmara podem analisar decreto das armas nesta semana

O ministro Dias Toffoli, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), informou ao blog que a Corte deve começar a julgar nesta quarta-feira (26) o

Bolsa Família: frequência escolar deve ser enviada até

Secretarias municipais de educação de todo o país devem enviar o registro de frequência escolar de beneficiários do Programa Bolsa Família ao

A NICA DA LIBERDADE 208

Ramiro Guedes LITURA RECOMENDADA Recomendar “Crime e Castigo”, de Dostoiévski, é recomendar um mergulho no mais profundo da alma humana em

Prefeito e vereadores do município de Caravelas viajam à Salvador

Caravelas: Na viagem, realizada à capital do estado da Bahia, levaram as demandas para abertura de poços artesianos e tratores. Silvio Ramalho

Presidente dos Correios anuncia que vai se afastar do cargo

Na semana passada, Jair Bolsonaro afirmou que já havia decidido demitir o general Juarez Cunha. "Hoje me afasto dos Correios. Foram 7 meses de

Isenção de visto para cidadãos de EUA, Canadá Japão e Austrália

A isenção de visto de visita para estrangeiros da Austrália, do Canadá, dos Estados Unidos e do Japão, já passou a valer. Determinada por

Maia diz que comissão pode aprovar Previdência na semana que vem

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse hoje (17) que a reforma da Previdência pode ser aprovada pela comissão

Governo suspende exigência de aulas para tirar habilitação das

Depois desse período, número de aulas práticas para obter ACC vai cair de 20 para 5. Decisão passa a valer daqui 90 dias. O Conselho Nacional

Auxílio-reclusão e pensões podem ser inferiores ao salário

O relatório da reforma da Previdência, entregue nesta quinta-feira, 13, pelo deputado Samuel Moreira (PSDB-SP), estabelece que o

Nossos Apoiadores: