Os três partidos elegeram quatro senadores cada um. Apesar de ter ficado em quarto lugar no total de votos, MDB teve maior concentração na votação e conseguiu eleger sete senadores. O PT e o PSDB seguem como campeões de votos para senador em todo o país, mas os dois partidos tiveram quedas de mais de 30% neste ano em comparação com 2010, quando 54 vagas também foram disputadas para o Senado, apontam dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Já o PSL desbancou o MDB e passou a ocupar o 3º lugar, com uma alta de mais de 4.200% no número de votos.

PT e PSDB são os partidos com mais votos para senador, mas tiveram queda em relação a 2010; já o PSL disparou e passou a ocupar o terceiro lugar

Juliane Souza/Arte G1

O PT de Fernando Haddad (no 2º turno da disputa presidencial) elegeu quatro senadores neste ano e teve uma queda de 37,1% no número de votos. Há oito anos, a sigla recebeu 39,4 milhões de votos nos candidatos a senador; já em 2018, foram 24,8 milhões. Mesmo assim, o PT se mantém como o partido que mais recebeu votos na disputa.

O PSDB, que ocupava a segunda posição em 2010 e continua a ocupar em 2018, também teve uma queda grande no número de votos: 34,3%. O partido também elegeu quatro senadores neste ano.

Já o PSL, do presidenciável Jair Bolsonaro, seguiu a tendência de maior participação partidária nestas eleições e teve uma alta de 4.247% no número de votos recebidos para senador. Em 2010, a sigla recebeu apenas 446,5 mil votos; já em 2018, foram 19,4 milhões. O partido elegeu quatro senadores.

O MDB, que em 2010 foi o terceiro partido a receber mais votos, teve uma queda de 46,7% e foi ultrapassado pelo PSL. Foram quase 24 milhões em 2010 contra 12,8 milhões em 2018.

Apesar de ter recebido bem menos votos que o PT, o PSDB e o PSL, porém, o MDB conseguiu eleger mais senadores que estes partidos: foram sete no total. Isso quer dizer que os votos dos outros partidos foram mais pulverizados entre seus candidatos que os do MDB, que teve uma maior concentração de votos em menos candidatos.

Média de votos por candidato

Um dos fatores associados à alta do PSL é o fato de que o partido teve um número muito maior de candidatos em 2018 que em 2010. Há oito anos, eram apenas quatro candidatos; agora, foram 22.

Esse movimento não aconteceu apenas entre os concorrentes para o Senado, mas entre todos os candidatos da sigla. Um levantamento do G1 publicado no final de setembro apontou que o número de candidatos do PSL passou de 680 em 2014 para 1.454 neste ano, uma alta de 113,8%. Com o aumento, o partido se tornou a sigla com mais candidatos nas eleições de 2018.

Entre 2010 e 2018, a média de votos por candidatos do PSL praticamente dobrou, passando de 444,5 mil votos por candidato para 882,5 mil.

Em relação ao PT, ao PSDB e ao MDB, o número de candidatos não mudou muito entre as eleições, mas a média de votos por candidato diminuiu consideravelmente. Com 22 candidatos, o PT teve 1,8 milhão de votos por candidato em 2010. Já em 2018, com 25 candidatos, a média caiu para 991,4 mil votos.

O PSDB aumentou o número de concorrentes de 17 para 23, mas acabou os pleitos com uma queda na média de votos por candidato de 1,8 milhão em 2010 para 883 mil em 2018.

Já o MDB teve 23 candidatos nas duas eleições, mas queda na média de votos de 1 milhão para 556,5 mil.

Initial plugin text


Horário de verão 2019 acaba no próximo fim de semana

A depender das configurações, a alteração nos relógios pode ser automaticamente feita pelas operadores de telefonia Odiado por uns, amado por

Trump declara emergência nacional para financiar muro na fronteira

'Todo mundo sabe que muros funcionam', disse o presidente. Na noite de quinta, o Congresso aprovou o orçamento do governo do país sem os fundos

Mucuri: Ex-prefeito terá de devolver R$ 307,1 mil; caso seguirá

Mucuri: O ex-prefeito de Mucuri, Paulo Alexandre Matos Griffo, terá de ressarcir R$ 307,1 mil, do próprio bolso, referente a pagamento em valor

Vereadores promovem sabatina com secretários de Teixeira na Câmara

Teixeira de Freitas: Na manhã desta quinta-feira, 14 de fevereiro, os secretários municipais de Projetos Estratégicos e Gerenciamento de

Presidente diz que Vale não pode ser 'condenada' por um acidente

Durante audiência na Câmara dos Deputados, Fabio Schvartsman afirmou todos os processos adotados pela Vale na operação de barragens serão

Moro diz que suspeitas sobre 'laranjas' do PSL serão apuradas

Ministro da Justiça afirmou que determinação de Bolsonaro de acionar a PF para investigar o caso já está sendo cumprida. Suspeitas recaem sobre

Bebianno diz que está triste e decepcionado após fala de Bolsonaro

O ministro Gustavo Bebianno, da Secretaria-Geral da Presidência, fez um desabafo com amigos mais próximos na noite desta quarta-feira (13), pouco

Câmara de Vereadores suspende andamento do concurso público em

O presidente da Câmara Municipal de Teixeira de Freitas, vereador Ronaldo Alves Cordeiro (PSC) encaminhou o Ofício nº 002/2019 ao promotor de

Teixeira é selecionada para executar Projeto de Meio Ambiente

Entre os dias 12 e 14 de fevereiro, município de Teixeira de Freitas será representado em Brasília pelo chefe de Gabinete, Dr. Hebert Fernandes

STF debate criminalização da homofobia: saiba o que está em jogo

Criminalização da homofobia é uma das demandas mais antigas de militantes LGBT no Brasil Nesta quarta-feira, o Supremo Tribunal Federal (STF)

UAI Brasil
O teixeirão 2018
Connect Informática
Nossos Apoiadores: