O executivo da OAS Adriano Santana, responsável pelas entregas de recursos na região Nordeste, afirmou em sua delação premiada, homologada pelo Supremo Tribunal Federal (STF), ter montado uma sistemática de pagamentos de caixa dois e propina para o grupo político do então governador da Bahia Jaques Wagner (PT), hoje senador, de acordo com o jornal O Globo.

Santana disse que pagou R$ 1 milhão em propina a Wagner, entre 2012 e 2013, período em que o petista ocupava o Palácio de Ondina. No documento, os ex-executivos da OAS citam repasses de caixa dois associados a Wagner nos anos de 2010 e 2012, mas não há o valor que foi repassado.

Segundo Santana, o intermediário de Wagner no recebimento de propina e caixa dois junto a OAS era o empresário Carlos Daltro, ex-funcionário da empreiteira. O delator da OAS citou Wagner em dois anexos. Em um deles, descreve a utilização de um contrato fictício com uma empresa de Pernambuco para repassar, em 2013, a propina de R$ 1 milhão a Carlos Daltro, que seria operador de Wagner.

Procurado, o senador não quis comentar a delação: “A defesa do senador Jaques Wagner informa que não comentará uma informação que desconhece, sobre uma suposta delação premiada à qual sequer teve acesso”, disse Wagner, por meio de sua assessoria.

Além do ex-governador petista, o ex-presidente da Petrobras e ex-secretário de Planejamento do governo baiano José Sérgio Gabrielli é apontado pelo ex-executivo Ramilton Lima como beneficiário de uma mesada de R$ 10 mil paga pela empreiteira depois que ele deixou a estatal, em 2012. O dinheiro teria sido repassado ao petista, em espécie, na filial da construtora em Salvador, durante todo o ano de 2013, totalizando R$ 120 mil.

De acordo com os delatores, a influência de Jaques Wagner teria feito a empreiteira realizar repasses de caixa dois para seus aliados na Bahia. Segundo Adriano Santana, o deputado federal Nelson Pelegrino (PT-BA) recebeu da OAS R$ 1 milhão, via caixa dois, em 2012, quando disputou e perdeu a eleição para a Prefeitura de Salvador.

O atual deputado federal Marcelo Nilo (PSB-BA), que presidiu o parlamento estadual quatro vezes, recebeu, segundo Santana, “vantagem indevida” da OAS. Os valores variavam de R$ 50 mil a R$ 400 mil e teriam sido pagos entre 2012 e 2013. Marcelo Nilo rechaçou a acusação: “Nunca recebi recurso de nenhum Adriano Santana, porque não conheço ninguém com esse nome”.

Fonte: Bahianoticias


Morre ex-deputado Eujácio Simões Filho aos 71 anos

O ex-deputado federal Eujácio Simões Filho morreu neste domingo (18) aos 71 anos em Salvador. O velório acontece no Cemitério Jardim da

A NICA DA LIBERDADE 211

Ramiro Guedes MILLÔR E A BÍBLIA DO CAOS Esse dia 16 de agosto é aziago, pois lembra a morte de Millor Fernandes, excelente escritor, humorista

PIS/Pasep: benefício para os nascidos em agosto está liberado

O abono salarial do calendário 2019/2020 do Programa de Integração Social (PIS ) e do Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público

REFIS: Departamento da Dívida Ativa funciona em horário ampliado

A Prefeitura Municipal de Teixeira de Freitas informa que com o objetivo de oferecer mais flexibilidade para a população em função do Refis

Teixeira: Prefeitura e Defensoria Pública fazem campanha “Sou pai

Teixeira de Freitas: Com o objetivo de orientar as famílias com relação aos assuntos relacionados à paternidade, a Defensoria Pública do

Ministro sinaliza que pode desbloquear verba das federais

Procurado pelo G1, MEC não confirmou data para descontingenciamento, mas disse que 'vem articulando com o Ministério da Economia a possibilidade de

Prefeitura de Alcobaça começa obras de revitalização da Orla de

Alcobaça: A cidade tem uma das orlas mais atrativas de todo o litoral baiano e você sabia que vai ficar ainda mais bonita? Então, as obras já

Carro de vereador é incendiado na porta de casa

No início da madrugada desta terça-feira, 13, o carro de som do vereador Carlos de Tijuaçu, do município baiano de Senhor do Bonfim, foi

Vereador Cabral faz duras críticas e denúncia desmandos da

Medeiros Neto: Nossa equipe de reportagem recebeu um vídeo de um internauta, gravado na última sessão da Câmara Municipal de Medeiros Neto,

Governo decreta situação de emergência em três municípios

O governo do estado homologou a situação de emergência nos municípios de Maetinga, Ibicaraí e Vitória da Conquista. Os decretos estaduais

Policia
Nossos Apoiadores: