O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, afirmou nesta segunda-feira (8) que o ministério enviará ainda nesta semana para o Palácio do Planalto uma proposta de projeto de lei que prevê o aumento do prazo de validade da carteira de motorista (atualmente de cinco anos) e também da quantidade de pontos pela qual o motorista perde a habilitação em caso de acúmulo de infrações.

O ministro não detalhou o projeto, mas disse que, além de aumentar a pontuação para a suspensão da carteira, a proposta também acelerará o processo de suspensão em casos de infrações mais graves, como dirigir sob o efeito de álcool. “A questão da prorrogação e mais um conjunto de questões, como a alteração na pontuação para perda de habilitação depende de lei. Já está pronto e será enviado para o Planalto ainda esta semana”, disse.

Atualmente, o motorista pode ter a carteira suspensa se acumular, ao longo de 12 meses, 20 ou mais pontos. Esses pontos são acumulados de acordo com as infrações cometidas no trânsito. O projeto também vai tornar mais ágil, disse o ministro, a suspensão da habilitação em casos de infrações muito graves, como dirigir sob o efeito de álcool.

Renovação da carteira

A ampliação do prazo de validade da carteira de motorista já havia sido anunciada em fevereiro pelo presidente Jair Bolsonaro. Na época, o presidente afirmou que a medida integraria uma série de medidas de 'desburocratização e economia' para o trânsito. Atualmente, a CNH tem validade de cinco anos.

Segundo o ministro Tarcísio Freitas, não existe razão para justificar a necessidade de renovação a cada cinco anos. Também sem dar detalhes, ele afirmou que há outros procedimentos que precisam ser alterados.

O ministro afirmou que outras medidas ainda serão tomadas, como o fim da obrigatoriedade do uso de simuladores como condição para se requisitar a carteira de motorista, dependem de resoluções do Conselho Nacional de Trânsito (Contran). Ele disse esperar a medida provisória que vai alterar a composição do Contran para apresentar as propostas.

Fonte: G1


Bolsonaro assina decreto que encerra com o horário de verão

Confirmando anúncio feito no início do mês, o presidente Jair Bolsonaro assinou nesta quinta-feira, 25, decreto que encerra com o horário de

ACM Neto intensifica atendimento a prefeitos e ex-prefeitos

ACM Neto (DEM) vai reservar parte da sua agenda para receber em seu gabinete prefeitos e ex-prefeitos aliados na Bahia de maneira "mais intensa". O

STJ julga nesta terça recurso de Lula contra condenação do triplex

A 5ª Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) julga na tarde desta terça-feira, 23, um recurso em que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da

Governo anuncia novas regras para a Lei Rouanet

O Ministério da Cidadania anunciou nesta segunda-feira, 22, as novas regras para o financiamento de projetos culturais por meio da Lei Federal de

Mutirão de Escritura no Colina Verde acontece no dia 25 de abril

Teixeira de Freitas: Na próxima quinta-feira, dia 25 de abril, a Prefeitura Municipal de Teixeira de Freitas, por meio da Secretaria de

Conta de luz ficará mais cara na Bahia a partir desta segunda-feira

Responsável pela regulamentação do setor elétrico no país, a Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) autorizou, na última terça-feira

Governo Bolsonaro quer privatizar Correios

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) já autorizou que a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) entre na lista de privatização, segundo

A NICA DA LIBERDADE 204

Ramiro Guedes NOTRE DAME Na tragédia do incêndio da Notre Dame, além de um valiosíssimo patrimônio cultural da humanidade, algumas opiniões

Ex-deputado Luiz Argolo deixa prisão após quatro anos

O ex-deputado federal Luiz Argolo deixou a penitenciária Lemos de Brito, em Salvador, nesta terça-feira (16), após decisão do juiz Almir

Prefeitura prorroga desconto de 20% no IPTU até o dia 10 de maio

A Prefeitura de Teixeira de Freitas prorrogou para até o dia 10 de maio o prazo para o pagamento em cota única com 20% de desconto do Imposto

UAI Brasil
Nossos Apoiadores: