Em entrevista à rede televisiva Fox News neste domingo (19), ele defendeu guerra comercial contra produtos chineses.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou neste domingo (19), em entrevista à rede de TV Fox News, que a China pretende se tornar a maior economia do mundo, mas que isso não vai acontecer enquanto ele estiver no poder.

Os EUA e a China estão em uma escalada de protecionismo econômico –os americanos elevaram tarifas de importação de 5.000 produtos chineses, e Pequim retaliou com uma taxa em cerca de 2.500 itens americanos.

Para Trump, essa é parte de uma estratégia dos chineses para se tornarem o país com a maior economia do mundo.

"Acredito que essa seja a intenção deles. Eles são ótimas pessoas, têm uma cultura incrível. Eu gosto muito do presidente Xi [Jinping], mas ele está do lado da China e eu estou do nosso lado", afirmou em ao apresentador Steve Hilton, na Fox News.

A entrevista foi gravada na semana passada na Casa Branca, mas exibida no domingo (19). Em guerra comercial com a China, Trump declara emergência nacional e proíbe equipamentos 'suspeitos'.

Trump acusou seus antecessores de serem fracos demais com a China. "Com eles, nunca tiramos 10 centavos da China. Não culpo os chineses, mas todos os nossos presidentes, e não só Obama. Eles deixaram isso acontecer", disse o presidente norte-americano.

"Estou muito feliz, pois a China não está tão bem quanto nós [na economia]. Se Hillary Clinton tivesse virado presidente, a China hoje seria uma economia maior do que a nossa." - Donald Trump

O presidente disse, ainda, que muitas empresas estão saindo da China e se mudando para outros países asiáticos, como o Vietnã, por causa das tarifas impostas pelos Estados Unidos.

"É a maior realocação da atualidade. E você vai ver muitas empresas americanas fazendo mais produtos nos Estados Unidos. Podem até comprar da China, mas tiraremos deles com tarifas. Isso não é tão ruim. Mas vou tirar deles e dar para os nossos agricultores."

Ele acrescentou que nenhum acordo com a China chegará a "50%" para cada um. "Tínhamos um acordo muito forte, tínhamos um bom acordo, mas eles mudaram [o acordo]. Então eu disse, OK, vamos tarifar os produtos deles", contou.

Fonte: G1


Prefeito Temóteo se reúne com moradores de Cidade de Deus

Teixeira de Freitas: Na noite desta quinta-feira (19), o Prefeito Temóteo Brito esteve reunido com moradores do bairro de Cidade de Deus. A

Morre aos 71 anos o ex-prefeito de Guaratinga, Néu do Táxi

Guaratinga: O ex-prefeito de Guaratinga, Manoel Porto Martins, de 71 anos, conhecido como Néu do Táxi, morreu na noite de quinta-feira (19), na

Assembléia discute divisa entre Caravelas e Medeiros Neto

Caravelas: No centro dessa divisão territorial entre os dois municípios, está a área onde funciona a Usina de Álcool Santa Maria, que fica

TSE decide que candidaturas laranjas levam à cassação de toda a

O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) decidiu na noite desta terça-feira (17) que a presença de candidaturas de laranjas para fraudar a cota

Trabalhadores encerram greve dos Correios após uma semana

Os trabalhadores dos Correios da Bahia e de todo o Brasil decidiram aceitar a proposta do Tribunal Superior do Trabalho (TST) e encerrar a greve

Bolsonaro diz que sancionará projeto que amplia posse de arma no

O presidente Jair Bolsonaro chegou na tarde desta segunda-feira, 16, ao Palácio do Alvorada, residência oficial, após ter recebido alta, mais

Justiça rejeita denúncia contra Lula e irmão em derrota da Lava

O juiz Ali Mazloum, da 7ª Vara Federal Criminal em São Paulo (SP), rejeitou nesta segunda-feira (16) a denúncia apresentada

Prefeito Betão consegue pavimentação asfáltica da estrada que dá

Lajedão: O prefeito Humberto Carvalho Cortes, o "Betão", em sua luta incansável por melhorias no município de Lajedão, anuncia mais uma

Melhorias: Câmara de Lajedão aprova crédito de R$ 5,5 milhões

Teixeira de Freitas: O prefeito do município de Lajedão/BA, Humberto Carvalho Cortes, o “Betão”, no uso de suas atribuições, encaminhou no

Rui Costa assume pela primeira vez pré-candidatura à Presidência

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), assumiu pela primeira vez que poderá ser pré-candidato à Presidência da República em 2022. Reeleito

Nossos Apoiadores: