Lajedão: A Sessão Ordinária aconteceu no auditório da Câmara Municipal de Vereadores, na última segunda-feira dia 03 de maio, com a presença unânime dos parlamentares, empresários, ex-vereadores, o ex-prefeito Danilo Rodrigues Fraga, acompanhado do seu advogado Jansei, e comunidade.

No início dos trabalhos, prevaleceu a democracia, o presidente da Casa cedeu o uso da tribuna para o ex-prefeito Danilo Fraga, que em sua fala disse que não teria cometido nenhum crime para que os vereadores viesse rejeitar suas contas do ano de 2012. O advogado Jansen também questionou em vários fatores a conduta dos parlamentares em serem unânimes pela rejeição, e disse que o TCM tem um parecer técnico, mas, naquele momento prevaleceu o momento político.

O vereador Rodrigo Caires e relator e da Comissão de Finanças, disse que gostaria de deixar bem claro, que foi questionado sobre existir na Câmara, um parecer às escuras. "Isso não e verdade, essa Câmara tem feito um trabalho sério, um trabalho digno. Estamos seguindo o Tribunal de Contas. Se existe algum questionamento a ser feito, acho que deve ser ao Tribunal de Contas dos Municípios, que é o órgão maior, que fiscaliza os municípios da Bahia, e que rejeitou as contas da Prefeitura Municipal de Lajedão, na responsabilidade do ex-prefeito Danilo Rodrigues Fraga, referente ao exercício de 2012".

O procurador jurídico, Aquino Jorge Borges Bajar, relatou que a Câmara hoje cumpriu com mais um papel constitucional dela que é apreciar o parecer prévio relatado pelo Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia(TCM). "Na sessão de hoje, a Câmara deliberou pela manutenção da rejeição das contas, já estabelecidas pelo TCM, e assim ficando as contas do exercício de 2012 rejeitadas pelo plenário da Casa, por seis (06) votos favoráveis à rejeição, e três (03) votos contrários, ficando assim o ex-prefeito Danilo Fraga inelegível por oito (08) anos.

De acordo com o TCM, o ex-prefeito extrapolou o limite máximo para gastos com pessoal, o que comprometeu o mérito das contas. O relator do parecer relatou que houve excessos de gastos na Educação, Saúde, pela não recondução da despesa com pessoal ao limite previsto na Lei de Responsabilidade Fiscal.

Ao final dos trabalhos, o presidente da Câmara de Vereadores, o vereador Jovino Viana de Oliveira (Jove) agradeceu a todos que compareceram a mais uma Sessão Ordinária da Câmara Municipal de vereadores de Lajedão.

Por: Lenio Cidreira/Liberdadenews


Fachin autoriza transferência de Geddel para presídio em Salvador

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin autorizou nesta segunda-feira, 9, a transferência do ex-ministro Geddel Vieira Lima do

A NICA DA LIBERDADE 218

Ramiro Guedes LAMPIÃO NA BAHIA Um dos maiores estudiosos do lampionismo no Brasil é o promotor aposentado Edvar Cabral. Estudioso do assunto,

Dr. Pedro é pré-candidato a prefeito de Alcobaça pelo

Alcobaça: O partido Solidariedade anunciou esta semana o nome do seu pré-candidato a prefeito na cidade de Alcobaça. Trata-se do jovem médico,

Prefeitura entregará dois tratores na Feira da Agricultura Familiar

Uma Feira da Agricultura Familiar com clima de comemoração. Além da tradicional feira, que acontece quinzenalmente, a Secretaria de Agricultura

Força Nacional vai garantir segurança de povos indígenas no

A Força Nacional de Segurança Pública vai apoiar a Fundação Nacional do Índio (Funai) nas ações de garantia da integridade física e moral

PIB do Brasil cresce 0,6% no 3º trimestre, diz IBGE

Resultado mostra ligeira aceleração do ritmo de recuperação da economia entre julho e agosto. Resultado do 2º trimestre foi revisado para uma

MP que antecipa 13º a aposentados só vale até esta terça

Texto publicado por Bolsonaro determina que 50% do abono anual será pago em agosto; regra precisa ser validada pelo Congresso A medida

“Não é a minha pretensão ser candidato em 2022”, diz Wagner

O senador Jaques Wagner (PT) voltou a afirmar, nesta segunda-feira, 2, que não tem a pretensão de ser candidato ao governo da Bahia em 2022. O

Lei que pune estabelecimentos que discriminarem LGBT´s

Foi sancionada nesta sexta-feira, 29, a lei que caracteriza como infração administrativa, qualquer ato discriminatório praticado por

DiCaprio rebate Bolsonaro após ser acusado por queimadas

O ator Leonardo DiCaprio respondeu o presidente Jair Bolsonaro que o acusou de colaborar com queimadas criminosas na Amazônia por meio de doações

Nossos Apoiadores: