Ao chegar na manhã desta terça-feira (9) para a reunião de líderes para discutir a votação da reforma da Previdência no plenário da Câmara dos Deputados, o presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse que vai trabalhar para que o texto-base da proposta seja aprovado entre hoje e amanhã (10).

“Vamos trabalhar para isso. Não é uma votação simples: 308 votos é um número enorme de parlamentares. Ainda tem algumas conversas sendo feitas, mas a nossa intenção é que a gente possa fazer um bom debate durante o dia e, a partir do início da noite, tentar começar a construir o processo de votação. Tem que esperar para garantir quórum. Temos que chegar a 490 deputados [em plenário] para não ter risco de perder a votação”, afirmou.

Maia disse estar otimista de votar o texto-base e os destaques com sugestões de mudanças na proposta em primeiro e segundo turno até o fim desta semana. Por se tratar de uma proposta de emenda à Constituição (PEC 6/19), a matéria precisa do voto favorável de pelo menos 308 deputados em dois turnos de votação para ir à análise do Senado.

Tramitação

Maia marcou sessões no plenário a partir de segunda-feira (8) à tarde para garantir que a matéria comece a ser apreciada no dia seguinte, já que é preciso um interstício de duas sessões do plenário após a votação na comissão especial para que o texto entre em discussão no plenário. A votação da PEC 6/19 foi concluída na madrugada do último dia 5 na comissão especial da Câmara.

Para acelerar o processo de tramitação da reforma, é possível que os deputados aprovem um requerimento para quebrar esse interstício. “Dependendo de quando começa o processo de discussão, talvez não seja necessário [a quebra]. Se for necessário, os partidos da maioria e o partido do governo têm votos para quebrar [o interstício] e vamos trabalhar para ter votos para a aprovação da emenda”, disse Rodrigo Maia no fim de semana.

Entre o primeiro e o segundo turno de votação também é necessário um interstício, de cinco sessões. Segundo Maia, caso haja “vitória contundente” no primeiro turno há “mais respaldo político para uma quebra [do interstício] do primeiro para o segundo [turno]".

Fonte: Agência Brasil


Prefeito Temóteo se reúne com moradores de Cidade de Deus

Teixeira de Freitas: Na noite desta quinta-feira (19), o Prefeito Temóteo Brito esteve reunido com moradores do bairro de Cidade de Deus. A

Morre aos 71 anos o ex-prefeito de Guaratinga, Néu do Táxi

Guaratinga: O ex-prefeito de Guaratinga, Manoel Porto Martins, de 71 anos, conhecido como Néu do Táxi, morreu na noite de quinta-feira (19), na

Assembléia discute divisa entre Caravelas e Medeiros Neto

Caravelas: No centro dessa divisão territorial entre os dois municípios, está a área onde funciona a Usina de Álcool Santa Maria, que fica

TSE decide que candidaturas laranjas levam à cassação de toda a

O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) decidiu na noite desta terça-feira (17) que a presença de candidaturas de laranjas para fraudar a cota

Trabalhadores encerram greve dos Correios após uma semana

Os trabalhadores dos Correios da Bahia e de todo o Brasil decidiram aceitar a proposta do Tribunal Superior do Trabalho (TST) e encerrar a greve

Bolsonaro diz que sancionará projeto que amplia posse de arma no

O presidente Jair Bolsonaro chegou na tarde desta segunda-feira, 16, ao Palácio do Alvorada, residência oficial, após ter recebido alta, mais

Justiça rejeita denúncia contra Lula e irmão em derrota da Lava

O juiz Ali Mazloum, da 7ª Vara Federal Criminal em São Paulo (SP), rejeitou nesta segunda-feira (16) a denúncia apresentada

Prefeito Betão consegue pavimentação asfáltica da estrada que dá

Lajedão: O prefeito Humberto Carvalho Cortes, o "Betão", em sua luta incansável por melhorias no município de Lajedão, anuncia mais uma

Melhorias: Câmara de Lajedão aprova crédito de R$ 5,5 milhões

Teixeira de Freitas: O prefeito do município de Lajedão/BA, Humberto Carvalho Cortes, o “Betão”, no uso de suas atribuições, encaminhou no

Rui Costa assume pela primeira vez pré-candidatura à Presidência

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), assumiu pela primeira vez que poderá ser pré-candidato à Presidência da República em 2022. Reeleito

Nossos Apoiadores: