Diplomata foi convocada para explicar apoio a ataque que matou general

Chamada para explicar o apoio que o Brasil deu ao ataque dos EUA que matou o general Qassim Suleimani, a diplomata Maria Cristina Lopes disse ao governo iraniano que a manifestação não deve ser entendida como contrária ao Irã. A informação é da Folha de S. Paulo.

Maria Cristina foi convocada pelas autoridades do Irã depois de uma nota divulgada pelo Itamaraty endossando a operação que terminou com a morte de Suleimani. O texto fala em apoiar a "luta contra o flagelo do terrorismo", seguindo argumentação comum aos EUA, que acusam Suleimani de planejar atos de terrorismo contra americanos.

A diplomata é a encarregada de negócios da missão do Brasil em Teerã. Representantes de outros países que apoiaram os EUA também foram chamados para esclarecer a posição.

A convocação de um diplomata é o modo de um governo mostrar descontentamento com outro. Maria Cristina é a número dois da embaixada do Brasil em Teerã. O titular da missão diplomática no país persa, Rodrigo Azeredo, passa férias no Brasil atualmente.

Os iranianos se queixaram na reunião de que o governo Bolsonaro comprou de maneira integral a versão dos EUA para explicar o ataque que matou o general, em Bagdá.

Também reclamaram porque o Itamaraty incluiu na nota uma menção a ataques sofridos pela embaixada dos EUA em BAgdá. Os americanos acusam o Irã pelo ato, mas o país nega.

Maria Cristina recebeu orientações do ministério em Brasília. Ela afirmou que a nota não é uma condenação ao Irã e que as relações entre o país e o Brasil são amplas, não devendo ficar restritas ao tema tratado no comunicado.

A diplomata afirmou ainda que o terrorismo não é problema exclusivo do Oriente Médio e que o Brasil se preocupa com o crescimento da ameaça também em outras partes do mundo, como a Venezuela.

Fonte: Correio24h

Prova de vida de servidores aposentados é suspensa até 31/10

Quem teve benefício suspenso pode pedir para restabelecer pagamento Os servidores federais aposentados, pensionistas e anistiados políticos

Governo define metas para a mineração nos próximos anos

Programa define a agenda para o setor no período de 2020 a 2023 O presidente Jair Bolsonaro e ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque,

Marta Helena: Candidata a prefeita registra Boletim de Ocorrência e

Teixeira de Freitas: A candidata a prefeita pelo PSDB em Teixeira de Freitas, Marta Helena Leal, esteve na Delegacia Territorial de Teixeira de

Secom divulga informação incorreta sobre queimadas em 2020

Publicação foi feita no sábado (26) no perfil em rede social da Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência da República. A

Trump indica ultraconservadora para a Suprema Corte

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, oficializou neste sábado, 26, a sua escolha para a Suprema Corte norte-americana. Com

Lei prorroga incentivo fiscal para exportadores durante pandemia

Ampliação busca evitar redução na atividade econômica brasileira O presidente da República, Jair Bolsonaro, sancionou hoje (24) a Lei n°

Mais de 517 mil pedidos de candidatura para eleições 2020 são

Desse total, 18.416, (3.83%) concorrem ao cargo de prefeito O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) registrou até o momento 517.786 solicitações de

Juiz Marcus Aurelius da 183ª Zona Eleitoral de Teixeira faz

Teixeira de Freitas: O Juiz Marcus Aurelius Sampaio, encaminhou um vídeo direcionado aos pré-candidatos a vereadores e prefeitos, bem como a toda

De São Paulo, Temóteo envia vídeo mostrando que está bem e

Teixeira de Freitas: O prefeito municipal de Teixeira de Freitas, Temóteo Brito, enviou um vídeo informando à população teixeirense que ele

João Bosco garante na Justiça o direito de se candidatar às

Teixeira de Freitas: No último dia 21 de setembro de 2020, o juiz da 5ª Vara da Fazenda Pública de Salvador, Dr. Pedro Rogério Castro Godinho,

Nossos Apoiadores: