O Supremo Tribunal Federal (STF) confirmou nesta quarta-feira, 12, que o motorista profissional condenado por homicídio culposo pode ter a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) suspensa e ser impedido temporariamente de dirigir. Por unanimidade, o plenário entendeu que a medida não ofende o direito constitucional ao trabalho.

A pena de suspensão da carteira de habilitação está prevista no Artigo 302 do Código Brasileiro de Trânsito. Pelo dispositivo, o homicídio culposo cometido na direção de um veículo é punido com pena de detenção de dois a quatro anos, além da suspensão para dirigir.

Apesar de a suspensão estar prevista na norma desde 1997, a defesa de um motorista de ônibus que atropelou e matou um motociclista em Barbacena (MG), em 2004, alegou na Justiça de Minas que a pena não poderia ser aplicada a ele por inviabilizar o seu sustento como motorista profissional. Ao analisar o caso, a Justiça de Minas autorizou o motorista a dirigir. O Ministério Público resolveu recorrer ao Supremo.

Na sessão desta quarta, por unanimidade, os ministros seguiram voto proferido pelo relator, ministro Luís Roberto Barroso, e entenderam que o direito constitucional ao trabalho não é absoluto e a medida de suspensão da habilitação é uma forma de individualizar a pena para punir adequadamente cada crime cometido.

"O Brasil é um dos recordistas mundiais de acidentes de trânsito, embora tenha havido uma paulatina redução nos últimos anos. A pessoa fica impedida de dirigir, mas não de trabalhar", disse Barroso.

Seguiram o voto do relator os ministros Alexandre de Moraes, Edson Fachin, Rosa Weber, Luiz Fux, Cármen Lúcia, Ricardo Lewandowski, Marco Aurélio e o presidente Dias Toffoli.

Ao final da sessão, Toffoli disse que o julgamento é dos mais importantes realizados pela Corte.

"É um caso que pode parecer do ponto de vista jurídico simples, mas do ponto de vista da sua relevância e importância, é um dos casos mais importantes que nós julgamos nos últimos tempos", disse.

Fonte: Atarde

Governo destinará R$ 500 milhões para proteger a Amazônia

O Ministério do Meio Ambiente criou nesta sexta-feira (3) o Programa Floresta+ para valorizar quem preserva e cuida da floresta nativa do país. O

INSS prorroga antecipação do BPC e auxílio-doença até outubro

Medida visa evitar aglomerações nas agências durante a pandemia O governo federal publicou um decreto autorizando o Instituto Nacional do

Novo Decreto endurece normas de higienização e flexibiliza

Teixeira de Freitas: O Governo Municipal de Teixeira de Freitas publicou, nesta quinta-feira, (02) o Decreto nº 595/2020 com medidas de

Aeroporto de Teixeira de Freitas voltará a ter voos comerciais

Teixeira de Freitas: A nova previsão é que na primeira semana de Setembro, o Aeroporto de Teixeira de Freitas voltará a operar voos comerciais

Adiamento das eleições municipais para novembro é aprovado

PEC deve ser promulgada amanhã em sessão do Congresso A Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (1º), em dois turnos, a Proposta de

Senado aprova texto base que pune fake news nas redes sociais

O Senado Federal aprovou na noite desta terça-feira, 30, o texto base do projeto de lei que pune o uso de fake news e o ataque à honra nas redes

Governo prorroga por 2 meses auxílio emergencial

O ministro da Economia, Paulo Guedes, anunciou nesta terça-feira (30) a prorrogação do auxílio emergencial, destinado a trabalhadores

Mesmo em tempo de Pandemia a Prefeitura de Caravelas realiza diversas

Caravelas: Melhoria da infraestrutura de ruas, avenidas, praças e prédios públicos, estão entre as ações realizadas em diferentes bairros.

Lucas Bocão é pré-candidato a prefeito de Teixeira e se afasta do

Teixeira de Freitas: O radialista Lucas Rocha, o "Lucas Bocão" se afastou do seu programa diário na Rádio Eldorado FM e que leva o próprio nome

Confira o calendário de pagamento do 3º lote do auxílio

Quem solicitou pelo app ou pelo site começa a receber neste sábado A Caixa Econômica Federal anunciou no último dia 26 a data de pagamento da

Nossos Apoiadores: