Durante pronunciamento em rede nacional na noite desta terça-feira, 24, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a causar polêmica ao comparar novamente a Covid-19 com uma “gripezinha”, criticar a imprensa, atacar governadores por determinarem quarentenas e de pedir o fim do isolamento social, o que chamou de “confinamento em massa”.

“Algumas poucas autoridades estaduais e municipais devem abandonar o conceito de terra arrasada, a proibição de transportes, o fechamento de comércio e o “confinamento em massa”, disse, referindo-se aos governadores. A quarentena tem sido uma das principais recomendações das autoridades de saúde, incluindo o próprio Ministério Federal, para evitar a proliferação do novo coronavírus.

Bolsonaro ainda acusou a mídia de provocar “histeria” na população, afirmando que os veículos de comunicação “espalharam pavor tendo como carro-chefe o grande número de vítimas na Itália”. Ele disse também que a “nossa vida tem que continuar” e que “devemos sim, voltar à normalidade”.

Ao falar das escolas, o presidente disse que a medida era desnecessária devido às informações do perfil mais acometido pela pandemia. “O que se passa no mundo tem mostrado que o grupo de risco é o das pessoas acima de 60 anos. Então, por que fechar escolas? Raros são os casos fatais de pessoas sãs com menos de 40 anos”.

Por fim, Bolsonaro minimizou mais uma vez, os efeitos do coronavírus e disse que os piores sintomas afetariam apenas os mais idosos. Ele chegou a afirmar que caso contraísse o vírus, não precisaria se preocupar porque teria somente uma “gripezinha” graças a seu “histórico de atleta”.

Bolsonaro foi alvo de novos protestos durante o seu pronunciamento. Além de Salvador, moradores de várias cidade do Brasil foram às janelas para bater panelas e pedir a saída dele da Presidência. Até as 17h desta terça-feira, o Brasil já tinha registrado 46 mortes e 2.201 casos de Covid-19.

Com Informações: A Tarde

Câmara retira saque do FGTS de pauta, e MP perderá validade

Retirada de pauta da MP foi a pedido do líder do governo, Vitor Hugo Os deputados decidiram não votar a Medida Provisória (MP) 946/2020, que

STF manda ação penal de Lula voltar para fase de alegações

A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu, nesta quarta-feira, 4, por 2 votos a 1, que um dos processos a que o ex-presidente Luiz

Pandemia: Governo economiza R$ 466 milhões com a máquina pública

Gastos com diárias, passagens e energia foram reduzidos Com milhares de servidores públicos trabalhando de forma remota em casa por causa da

Fernando da BR desponta como nome forte para a Prefeitura de

Fernando da BR lança sua pré-candidatura a prefeito do município de Ibirapuã Ibirapuã: Pré-candidato a prefeito de Ibirapuã, o bacharel em

Demanda por armas aumenta 620% na Bahia

No primeiro semestre do ano, a loja de armas, na capital baiana, do empresário Alexandre Lobo teve alta de 30% nas vendas, na comparação com o

Detran libera aulas e exames práticos para primeira habilitação

O Departamento Estadual de Trânsito (Detran-BA) publicou, neste sábado, 1°, a portaria que regulamenta o retomada das aulas e exames práticos

STF julgou quatro processos da Lava Jato contra políticos desde 2015

O Supremo Tribunal Federal (STF) só julgou quatro processos referentes à Lava Jato desde 2015, quando as investigações da operação atingiram

Pesquisa: Auxílio emergencial elevou em 24% renda pré-pandemia

Segundo estudo, dado destaca a pobreza e a desigualdade do país As pessoas que recebem o auxílio emergencial, pago pelo governo federal durante

Caixa atualiza informações sobre o auxílio emergencial

A Caixa Econômica Federal atualiza, ao vivo, nesta quarta-feira, 29, as informações sobre lotes e prazos de pagamento do auxílio emergencial

Toffoli suspende investigações sobre senador José Serra

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, suspendeu nesta quarta-feira, 29, duas investigações abertas pela Justiça

Nossos Apoiadores: