A Polícia Federal (PF) e o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MP-RJ) descobriram, por meio de relatório conjunto, que o chefe do Escritório do Crime, Adriano Magalhães da Nóbrega, morto em fevereiro deste ano, na zona rural do município baiano de Esplanada, usava uma concessionária de luxo na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio, para vender e comprar carros.

O local foi alvo de pesquisas na internet feitas por Ronnie Lessa, acusado de matar a vereadora Marielle Franco (PSOL) e o motorista Anderson Gomes, e era frequentado por um homem de confiança dele, preso por dar sumiço às armas do policial militar da reserva. De acordo com o documento, “o estabelecimento Garage Store é suspeito de realizar transações com Adriano da Nóbrega, alvo da Operação Intocáveis, e foi pesquisado por Ronnie Lessa junto à ferramenta Google”.

A Garage Car Store vende carros de luxo, novos e usados, e com blindagem. Um dos donos da concessionária afirma que nunca fez qualquer tipo de transação comercial com Adriano ou Lessa e que ninguém ligado ao local foi chamado a prestar esclarecimentos às autoridades. Ainda segundo o relatório, homens ligados a Lessa e Adriano se conheciam e frequentavam as mesmas festas. Ronnie Lessa e Adriano Magalhães da Nóbrega se conheceram quando atuavam na Polícia Militar do Rio de Janeiro. Ambos passaram pelo Batalhão de Operações Especiais (Bope) e atuaram ilegalmente como seguranças para bicheiros cariocas.

Em agosto de 2018, Adriano prestou depoimentos à Delegacia de Homicídios (DH) da Capital sobre as mortes de Marielle e Anderson. Ele disse não se recordar onde estava no momento do atentado. A respeito de Lessa, afirmou apenas conhecê-lo da Polícia Militar, sem entrar em detalhes. Ronnie Lessa foi preso em março de 2019, quando deixava o condomínio em que morava na Barra da Tijuca em um carro blindado. O relatório foi assinado por um investigador da PF e por um policial civil cedido ao Grupo Atuação Especial contra o Crime Organizado (Gaeco) do MP-RJ, e finalizado dias depois da prisão do PM da reserva.

Fonte: Atarde

Defesa do prefeito Fernando Gomes acusa juiz de perseguição

O juiz Ulisses Maynard, da 1ª Vara da Fazenda Pública, emitiu mais uma decisão  contra o prefeito de Itabuna, Fernando Gomes, em que o acusa de

"Traidor do Povo": Uldurico Júnior e David da Caixa são xingados e

Caravelas: Cada vez mais o povo vem se manifestando contra os políticos de nosso país. Nunca na história desse país, o povo teve tanto acesso a

Lixão a céu aberto: Populares insistem em jogar lixo nas ruas de

Teixeira de Freitas: Cerca de 180 toneladas de lixo são recolhidos diariamente em nossa cidade, segundo o site da Prefeitura Municipal. A equipe

IBGE: População desocupada sobe para 12,4 milhões em julho

Dados fazem parte da Pnad covid-19 divulgada hoje pelo instituto A população desocupada do país, entre 12 e 18 de julho, chegou a 12,4 milhões

Justiça determina extinção de mandato do prefeito de Itabuna

A Câmara Municipal de Itabuna deverá, em um prazo de 15 dias, declarar extinto o mandato do prefeito Fernando Gomes (PTC) e, consequentemente,

Preso pela PF, Baldy sai de cargo de secretário de Transporte

Ele ficará afastado 30 dias para cuidar exclusivamente da defesa O secretário de Transportes do Estado de São Paulo, Alexandre Baldy, preso

Pedidos de seguro-desemprego caem para 570,54 mil em julho

Do total de pedidos, 66,2% foram feitos pela internet As solicitações de seguro-desemprego chegaram a 570.543 em julho. O número representa uma

Moradores reclamam de péssimos serviços de manutenção prestados

Teixeira de Freitas: Na tarde desta quinta-feira, 06 de agosto, a equipe do Liberdade News esteve no Bairro Santa Rita, na Rua Senador Queiroz, e

Auxílio: Guedes avisa que "não tem dinheiro para ficar em R$ 600"

Por outro lado, ministro indicou que uma nova prorrogação do auxílio, com um valor menor e até o fim do ano, não está descartada O ministro

Geladeira e fogão podem ficar mais baratos com IPI menor, diz Guedes

Ministro afirma que medida ajudará população de renda mais baixa A proposta de reduzir a cobrança de Imposto sobre Produtos Industrializados

Nossos Apoiadores: