A prefeita afastada de Santa Luzia, Roseli Ferreira Pimentel (PSB), deixou a penitenciária Estevão Pinto, em Belo Horizonte, neste sábado (7), depois que o Superior Tribunal de Justiça (STJ) concedeu prisão domiciliar à ela. A política foi presa no início de setembro, por suspeita de envolvimento na morte de um jornalista em agosto do ano passado.

De acordo com a Secretaria de Estado de Administração Prisional (Seap), a prefeita é monitorada por meio de tornozeleira eletrônica. O advogado dela, Marcelo Leonardo, informou que havia pedido ainda no habeas corpus o cancelamento do afastamento da política da Prefeitura de Santa Luzia, mas o pedido não foi julgado. A prefeita afastada estava presa no Complexo Penitenciário Feminino Estevão Pinto, em Belo Horizonte, desde o dia 7 de setembro. Ela é suspeita de envolvimento na morte do jornalista Maurício Campos Rosa, do jornal "O Grito".

O crime foi em agosto do ano passado. Segundo a polícia, a prefeita pagou R$ 20 mil pela execução do assassinato e para isso cometeu outro crime: peculato. As investigações apontam que o dinheiro saiu da prefeitura, por meio de uma nota fiscal que simulou a compra de três toneladas de mamão para merenda escolar. Em setembro, a assessoria Executivo municipal informou que a prefeita afastada não está recebendo salário e que o vice, Fernando César de Almeida Nunes Rezende (PRB), assumiu a administração do município.

Roseli teve o mandato cassado cinco vezes e ainda estava no cargo por causa de liminar. Ela e o vice-prefeito, Fernando Rezende, são acusados de captação ou gasto ilícito de recursos financeiros na campanha eleitoral. Outra condenação Roseli já havia sido condenada em primeira instância por outra irregularidade. Nesta ação, ela foi considerada culpada de ter determinado, por meio de mensagens enviadas por celular, que diretores de escolas municipais influenciassem pais de alunos durante as eleições. Segundo a juíza eleitoral Arlete Aparecida da Silva Coura, houve abuso de poder político e econômico. Ela teria se aproveitado de sua influência política e dos recursos municipais para favorecer a sua candidatura.

A prefeita é acusada de ter determinado, por meio de mensagens enviadas por celular, que diretores de escolas municipais influenciassem pais de alunos durante as eleições. De acordo com a decisão judicial, “comentários compartilhados e as experiências narradas demonstram que as servidoras públicas em questão realizaram campanha eleitoral valendo-se dos cargos por elas exercidos na rede municipal de ensino”. A prefeita e o vice foram declarados inelegíveis por oito anos e ainda foram condenados a pagar multa de R$ 15 mil.

Fonte: G1

Presos dois suspeitos de matar garota achada em saco de lixo

Informação foi divulgada pela Polícia Civil. Prisões ocorreram após investigadores acharem, dentro de uma casa, sacos plásticos parecidos com o

Suíço é morto dentro da antiga Caverna Mágica em Porto Seguro

Ele morava na localidade há vários anos e levou mais de 10 tiros Um suíço foi morto por volta das 20h desta sexta-feira (23), em Trancoso,

Colisão entre motos deixa um jovem ferido em Itamarajú

Um jovem ficou ferido após acidente envolvendo duas motos durante a noite desta sexta-feira (23/02), em Itamaraju. Segundo informações, duas

Caminhão carregado de gado tomba na BR-101

Alguns amimais morreram e outros se espalharam pela pista Por volta das 21h de sexta-feira (23), uma carreta que transportava gado tombou na

Traficante é preso em flagrante no subúrbio de Salvador

Policiais civis da 29ª Delegacia Territorial (DT), de Plataforma, prenderam o traficante Henrique Douglas da Silva Pereira, na tarde de

Gerrc prende em flagrante assaltante de ônibus

Policiais do Grupo Especial de Repressão a Roubos em Coletivos (Gerrc), da Polícia Civil, com apoio de equipes da Delegacia de Repressão a

Traficante é flagrado com drogas e preso

Trinta e quatro porções de maconha e 20 pedras de crack foram apreendidas, na tarde de quinta-feira (22), no bairro João Paulo II, com o

Envolvido em tiroteio é preso em Eunápolis

Investigadores da Delegacia Territorial (DT) de Eunápolis prenderam, na quarta-feira (21), Mateus Rocha Moreira, conhecido como Mateus Cowboy.

Mulher é presa em Belmonte tentando aplicar golpe na Caixa

Uma ação realizada por policiais militares do 8ºBPM-Belmonte capturou uma mulher acusada de tenta aplicar um golpe na agência da Caixa

Caminhão foi roubado e motorista sequestrado por três horas na

Bandidos estavam armados e interceptaram caminhão Por volta das 2h da madrugada desta sexta-feira (23) um caminhoneiro de 23 anos ficou por quase

Nossos Apoiadores: