O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF) publicou uma medida cautelar para proibir autoridades públicas de investigarem ou tomarem ações no sentido de responsabilizar o jornalista Glenn Greenwald, do The Intercept Brasil, pela publicação de mensagens vazadas. Para fundamentar sua decisão, o magistrado usou como justificativa a proteção do sigilo constitucional da fonte, garantido a jornalistas.

"A despeito das especulações sobre a forma de obtenção do material divulgado pelo jornalista – matéria que inclusive é objeto de investigação criminal própria –, a liberdade de expressão e de imprensa não pode ser vilipendiada por atos investigativos dirigidos ao jornalista no exercício regular da sua profissão", sustentou Mendes, acrescentando que a corte já concedeu habeas corpus para impedir a quebra do sigilo da fonte de Greenwald.

Segundo o portal Conjur, a cautelar foi definida no âmbito de uma ação impetrada pela Rede Sustentabilidade. Ao tomar conhecimento, por meio de notícias, de que a Polícia Federal (PF) teria solicitado ao Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) informações sobre movimentações financeiras do jornalista, o partido defendeu que havia "violação ao preceito fundamental da liberdade de expressão".

Editor fundador do The Intercept Brasil, Greenwald é o principal alvo de ataques dos defensores da Lava Jato, que afirmam que as matérias publicadas pelo site querem destruir os avanços da operação. Já o Intercept ressalta que é pautado pelo interesse público, evidente nas mensagens que mostram autoridades públicas burlando regras para atingir um determinado feito. O site conta com o apoio do jornalista Reinaldo Azevedo, do jornal Folha de S. Paulo, da revista Veja, do El País e do portal UOL.

Conversas de Dallagnol, por exemplo, expuseram o procurador incentivando investigações fora de sua competência, articulando peças de acusação junto com os juízes e participando de reuniões secretas e remuneradas com bancários. Assim como os demais implicados nas mensagens, o coordenador da Lava Jato no Ministério Público Federal (MPF) alega que não reconhece a autenticidade do conteúdo, que afirma ser proveniente da ação criminosa de hackers.

Fonte: Bahianoticias


7 mil pescadores e marisqueiras prejudicados por óleo na Bahia

Até esta terça-feira, 12, sete mil pescadores e marisqueiras que tiveram as atividades prejudicadas pelo óleo, que atingiu o Nordeste

Idoso e adolescente são atingidos por tiros em Belmonte

Belmonte: Um idoso de 62 anos e um adolescente de 16 anos foram atingidos por tiros no bairro Ponta de Areia, em Belmonte, por volta das 20h de

Polícia apreende arma, drogas e munições na Bahia

Material foi localizado durante o cumprimento de um mandado de busca e apreensão, realizado por policiais da DT, daquela cidade Um revólver,

Eunápolis: Recuperado carro que não foi devolvido após locação

Eunápolis; Uma motorista de 28 anos foi detida no início da manhã desta terça-feira (12). Ela é suspeita de apropriar indebitamente de um

Mulher relata, coceira, dores e febre após contato com óleo

Tailane ficou três dias de cama e teve manchas vermelhas nas nádegas e no joelho Uma mulher afirma que teve manchas vermelhas na pele, coceira,

Polícia investiga assassinato de homem de 22 anos em Eunápolis

Eunápolis: A polícia vai abrir investigação para tentar esclarecer o assassinato que ocorreu por volta das 22h30 de sábado (09), na cidade de

Moto é furtada em centro baixo de Itamaraju

Itamaraju: Durante a tarde deste domingo (10), uma pessoa teve sua motocicleta furtada nas proximidades da feira da cidade baixa em Itamaraju. De

Presos latrocidas de motorista por aplicativo em Conquista

Autuados em flagrante também por ocultação de cadáver, os latrocidas Rodrigo Porto Oliveira Silva, 22 anos, o 'Playboy', e Alexandre Cruz

tonelada de carne bovina transportada de forma indevida é apreendida

Ubaitaba: Cerca de uma tonelada de carne bovina transportada de forma indevida foi apreendida durante uma fiscalização de rotina no Km-455, na

Terapeuta é preso acusado de abusar de pacientes

Valendo-se da condição profissional para abusar sexualmente de pacientes, o terapeuta ocupacional João Batista Araújo Júnior teve o mandado de

Nossos Apoiadores: