Entidades representativas emitiram notas após o assassinato do jornalista Lourenço Veras, conhecido com Léo Veras, na última quarta-feira, 12. O jornalista foi morto a tiros na cidade paraguaia de Pedro Juan Caballero. Veras era responsável por um site que noticiava a disputa do narcotráfico na fronteira entre Brasil e Paraguai.

Em nota, a Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji) lamentou a morte do jornalista brasileiro e pediu agilidade das autoridades no esclarecimento do caso. “Todo assassinato de jornalista é uma tentativa de calar o mensageiro, comprometendo a liberdade de imprensa”, diz o texto.

A Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) disse que a violência atinge a categoria e toda a sociedade. No texto, a Fenaj destaca que “sem jornalismo não há democracia”.

O Sindicato de Jornalistas Profissionais do Mato Grosso do Sul afirmou que Veras já havia relatado ameaças de morte recebidas por seu trabalho de investigação e denúncia do tráfico. Para a entidade, o jornalista é “mais uma vítima dos ataques contra os trabalhadores da comunicação”.

Investigação

De acordo com a Polícia Nacional do Paraguai, Léo Veras foi atingido por cerca de 12 tiros de pistola 9 milímetros.

Ontem, o vice-ministro de Assuntos Políticos do Ministério do Interior do Paraguai, Jesus Lara Céspedes, se reuniu com membros do sindicato dos jornalistas do país, que expressaram preocupação com o assassinato. O vice-ministro informou que um grupo formado pelos melhores investigadores da Polícia Nacional foi enviado de Assunção para Pedro Juan Caballero para reforçar os trabalhos de apuração do crime.

“A situação em Pedro Juan Caballero é muito preocupante. O ambiente de violência em que trabalham os companheiros. Agora tivemos o compromisso do vice-ministro de tomar medidas, de levar profissionais de Assunção e esperamos uma resposta favorável na prática”, disse o secretário-geral do sindicato, Jimmy Peralta.

Veras trabalhava há mais de 15 anos na região da cidade de Pedro Juan Caballero, que faz fronteira com Ponta Porã (MS), e é considerada uma das principais portas de entrada de drogas e armas no Brasil. Em janeiro deste ano, 75 presos fugiram de um presídio localizado na cidade paraguaia. De acordo com autoridades policiais, a maioria dos presos tem ligação com o grupo Primeiro Comando da Capital (PCC).

Fonte: Atarde


Itamaraju : Homem baleado no Bairro Novo Prado morre no Hospital

Itamaraju: Um homem baleado durante o final da tarde de segunda-feira 30/03 no Bairro Novo Prado em Itamaraju não resistiu aos ferimentos e acabou

Sargento da PM morre por Covid-19 em SP, diz corporação

Uma sargento da Polícia Militar (PM) morreu na segunda-feira (30) em São Paulo por Covid-19, informou nesta terça-feira (31), a assessoria de

Trio é flagrado transportando 100 quilos de maconha na Bahia

Dois homens e uma mulher foram presos, na madrugada desta terça-feira, 31, após serem flagrados com 100 quilos de maconha dentro de um veículo.

Desentendimento por prestação de serviço acaba em morte

Santa Cruz Cabrália: Jenílson Pereira Castro, de 27 anos, foi morto no fim da tarde de sábado (28), em Santa Cruz Cabrália, após uma

Mulher torturada por traficantes; homem pede ajuda em presídio

Eunápolis: Dois casos de espancamento foram registrados em menos de 24 horas cidade de Eunápolis. As vítimas, um homem e uma mulher, deram

Motociclista morre ao colidir com égua na BA-001 em Belmonte

Belmonte: Um motociclista morreu ao colidir em uma égua no km 16 da BA-001, em Belmonte, por volta das 20h de domingo (29). Vicente Alves dos

Lotéricas voltam a funcionar normalmente nesta segunda-feira (30) em

Teixeira de Freitas: Os proprietários de Casas Lotéricas de Teixeira de Freitas informam que a partir desta segunda-feira, 30 de março, as

Justiça libera mais de 800 presos de penitenciárias baianas

Bahia: Mais de 800 presos foram liberados das unidades penitenciárias da Bahia, por causa da pandemia do novo coronavírus, após decisões

Morte de prefeito é a 1ª por coronavírus no Piauí

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) confirmou neste sábado (28) a primeira morte pelo novo coronavírus no Piauí. O paciente que morreu

Eunápolis: Polícia investiga assassinato brutal de homem de 54 anos

Eunápolis: A polícia de Eunápolis investiga um crime brutal que ocorreu nesta quinta-feira (26), na zona rural do município. Silenildo

Nossos Apoiadores: