Prática trabalha os músculos de forma global, fortalecendo o centro de força do corpo e estabilizando a coluna vertebral.

Flexibilidade, condicionamento, potência e resistência muscular são alguns dos benefícios oferecidos pelo treinamento funcional. Reconhecido por reunir diferentes capacidades físicas em um único exercício, a prática tem sua base nos movimentos da vida diária, como pular, correr, puxar, agachar, girar e empurrar.

“Muita gente imagina que o funcional é um treino difícil e tem seus resultados limitados ao gasto calórico. No entanto, além de ser muito simples, alguns dos mais importantes diferenciais estão na melhora da flexibilidade, aumento da coordenação motora, ganho de agilidade, potência, tonificação muscular, resistência cardiorrespiratória e equilíbrio”, afirma o educador físico Magno Reis, personal trainer e instrutor da modalidade há mais de seis anos.

Tendo como pilar o fortalecimento do core - conjunto de músculos responsáveis pelo equilíbrio e adequação postural do tronco. Uma vantagem do funcional é a ativação contínua das musculaturas do abdômen, quadris e região lombar. “É importante ter em mente que o exercício funcional é todo o exercício que vise aprimorar e aperfeiçoar as capacidades físicas de um indivíduo, seja para as atividades da vida diária, ou para melhoria do desempenho e reabilitação no esporte”, destaca Reis. 

Enquanto a musculação se limita a aparelhos onde o aluno exercita suas capacidades físicas (força, coordenação motora flexibilidade, potência) de uma forma mais estática e localizada, o treinamento funcional melhora as mesmas capacidades físicas, agregando agilidade e equilíbrio, tudo isso feito de uma forma mais dinâmica, livre dos aparelhos localizados e utilizando o corpo por inteiro.

Apesar de não possuir contraindicações, a prática exige alguns cuidados. “Não existem restrições, ou seja, o exercício funcional pode ser adaptado para a realidade de cada pessoa. No entanto, é preciso ter discernimento e conhecimento do profissional de educação física para diminuição nos riscos de lesões e fadigas”, complementa Magno, que possui em seu grupo a presença de alunos idosos, hipertensos e com limitações articulares.

Pensando em quem nunca praticou mas deseja começar, a primeira orientação é fazer um check-up. “É importante que o médico ateste as condições físicas do aluno. Minhas recomendações são: procurar um bom professor de educação física; atentar-se aos hábitos alimentares com a ajuda de um nutricionista e; ter consciência que os resultados são alcançados com tempo, dedicação e disciplina”, conclui Magno.

Fonte: Correio24h.

Portugal aprova uso de maconha com finalidade medicinal

O parlamento de Portugal aprovou nesta sexta-feira (15) o uso de maconha para fins medicinais. Originada de dois projetos de lei - um do Bloco de

Vacinação contra a Gripe em Teixeira segue até a próxima sexta

O Ministério da Saúde decidiu prorrogar a vacinação contra a gripe até o dia 22 de junho. Com isto, os Postos de Saúde do Município de

Bahia: Ministério da Saúde prorroga vacinação contra gripe

O Ministério da Saúde decidiu prorrogar a Campanha Nacional de Vacinação contra Gripe até o dia 22 de junho, devido às baixas coberturas

Justiça condena médico a prisão por molestar paciente

O médico Abib Maldaun Neto, 54, especializado em nutrologia, foi condenado por violação sexual de uma de suas pacientes. Ele foi condenado a

Para 92% dos brasileiros, música melhora a experiência com sexo

Escutar música durante o sexo melhora a experiência, de acordo com 92,3% dos brasileiros. O resultado faz parte de uma pesquisa encomendada pelo

Médico é denunciado por cobrar para realizar cirurgias do SUS

O médico Samuel Artur Cardoso de Souza foi denunciado nesta segunda-feira (11) pelo Ministério Público estadual por cobrar pacientes do Sistema

Cidade gaúcha vive maior surto de toxoplasmose do Brasil

Um surto de toxoplasmose de grandes proporções atinge a cidade gaúcha de Santa Maria. O município já havia virado notícia no País há cinco

Chikungunya poderá ter novo surto nos próximos dois anos

Uma nova epidemia de chikungunya poderá ocorrer no Brasil nos próximos dois anos, sendo o Nordeste e a faixa litorânea na região Sudeste as

Um em cada 5 homens que fazem sexo com outros homens tem HIV

Um estudo realizado pela Universidade Federal do Ceará, financiado pelo Ministério da Saúde revelou  que em 12 cidades brasileiras, um em cada

Sintomas causados pela zika em bebês podem durar até idade adulta

Uma equipe de cientistas liderada por quatro pesquisadoras da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) desenvolveu um modelo de pesquisa em

Nossos Apoiadores: