De acordo com dados do Sistema de Informação Hospitalar do governo federal, a Bahia é o estado que lidera o ranking de feridos por fogos de artifício entre os anos de 2008 e 2017, com o total de 1037 casos. O costume de soltar fogos de artifício sem o devido cuidado já levou mais de 5.063 mil pessoas ao hospital no Brasil. Os acidentes costumam acontecer entre os festejos juninos, que em algumas cidades se estendem até julho, dobrando a quantidade de internações por queimaduras.

Os números foram concluídos a partir de um levantamento feito pelo Conselho Federal de Medicina (CFM), em parceria com as Sociedades Brasileiras de Cirurgia da Mão e de Ortopedia e Traumatologia. Esta é a primeira vez que as entidades analisam esse tipo de informações referentes a um período de dez anos.

De acordo com a Folha de S. Paulo, ao longo da última década, 20% das internações ocorreram em municípios baianos. “A liderança da Bahia se justifica pela maior tradição de festejar o São João do que em os outros estados. É a festa mais comemorada por aqui, mais que o Carnaval", afirma o médico Jecé Brandão, do CFM. No estado, entre os dias 22 e 25 de junho deste ano, 75 vítimas de queimaduras por fogos e explosão de bombas foram atendidos em hospitais do estado.

Logo depois da Bahia aparece o estado de São Paulo, com 962 casos. Em terceiro lugar fica Minas Gerais, com 701 internações hospitalares por queimaduras com fogos. Minas é o estado brasileiro que mais produz fogos de artifício no país. O município de Santo Antônio do monte é responsável por 96% dos artefatos utilizados no país. "É preciso ter cautela no manuseio desses fogos, sobretudo promovendo ações de proteção às crianças", analisa o presidente do CFM Carlos Vital.


Como a poluição do ar pode prejudicar a saúde do seu intestino

O microbioma intestinal é composto de bilhões de bactérias. Cientistas têm tentado entender como elas afetam nossa saúde, aumentam o risco de

Saúde e Humanização: Prefeito Temóteo entrega Unidade Básica de

Teixeira de Freitas: A entrega da Unidade de Saúde no Bairro Teixeirinha aconteceu na tarde desta quinta-feira (21), com a presença do Prefeito,

Caixa instalada para mulheres abandonarem bebês nos EUA

A caixa, no quartel de bombeiros no Estado da Indiana, nos EUA, lembra mais um recipiente para cartas, mas, na verdade, é destinada a ter nela

Uma hora a mais de sono faz diferença?

Uma pesquisa recente mostra que a falta de sono afeta a memória e o desempenho no trabalho em áreas váriadas Muitos de nós fazemos isso.

O que é a neve preta que está caindo na Sibéria?

Cidade coberta por neve preta e tóxica fica próxima a uma mina de carvão Partes da cidade de Kiselyovsk, da região da Sibéria, na Rússia,

Distúrbios na visão, o sintoma muitas vezes ignorado da enxaqueca

Sintoma mais comum de doença que afeta 15% da população é a dor de cabeça, mas o que muitos não sabem é que ela pode se manifestar por meio de

Fevereiro roxo: entenda o lúpus, doença que afeta Selena Gomez

Doença autoimune causa inflamações na pele, articulações e órgãos; apesar de não ter cura, o lúpus pode ser tratado e paciente pode ter vida

Brasil corre risco de perder selo de erradicação do sarampo

O Brasil corre o risco de perder o certificado de erradicação do sarampo, obtido há três anos. Sem conseguir controlar a transmissão da

Prematuros apresentam mais risco de hidrocefalia

Mesmo com os avanços na medicina neonatal, os bebês que nascem prematuros (pré-termo), ou seja, com idade gestacional inferior a 37 semanas e

Fim do horário de verão: Como adaptar o corpo a essa mudança

O horário de verão chega ao fim neste sábado. Quem vive nos dez Estados e no Distrito Federal onde os relógios tiveram de ser adiantados há

UAI Brasil
O teixeirão 2018
Connect Informática
Nossos Apoiadores: