Especialistas canadenses e americanos dizem que crianças não devem usar telas antes de completar 18 meses de idade

Deixar uma criança pequena passar muito tempo usando tablets, celulares e outros eletrônicos com telas pode atrasar o desenvolvimento de habilidades de linguagem e sociabilidade, de acordo com um estudo canadense.

A pesquisa, que acompanhou cerca de 2,5 mil crianças de 2 anos de idade, é a mais recente evidência no debate sobre quanto tempo de uso de telas é seguro para crianças.

No Canadá e nos Estados Unidos, especialistas dizem que as crianças não devem usar telas antes de completar 18 meses de idade.

No Reino Unido, onde não foi estabelecido tal limite, o Royal College of Pediatrics and Child Health (RCPCH) diz que não há evidências suficientes, mesmo quando se inclui este novo estudo, para estabelecer um "efeito negativo direto" deste comportamento.

O que diz a pesquisa?

Mães foram consultadas, entre 2011 e 2016, sobre o tempo de uso de telas e preencheram questionários sobre as habilidades e o desenvolvimento de seus filhos quando tinham 2, 3 e 5 anos.

Isso incluiu assistir a programas de TV, filmes ou vídeos, jogar videogames e usar computador, tablet, celular ou qualquer aparelho com uma tela.

Com a idade de 2 anos, as crianças passavam em média 17 horas em frente a telas por semana. Isso aumentou para cerca de 25 horas aos 3 anos, mas caiu para cerca de 11 horas aos 5 anos, quando as crianças começaram na escola primária.

As descobertas, publicadas no periódico JAMA Pediatrics, sugerem que há um aumento do tempo de uso de telas antes que qualquer atraso no desenvolvimento seja notado, em vez de um cenário em que crianças com problemas de desenvolvimento passam a usar telas por mais tempo.

Mas não está claro se o aumento do uso de telas é diretamente responsável. O maior tempo da tela pode ser um aspecto simultâneo a outros ligados ao atraso no desenvolvimento, como a forma como a criança é educada e o que a criança faz no restante do seu tempo de lazer.

O que indicam os cientistas?

Quando as crianças pequenas estão olhando para telas, elas podem estar perdendo oportunidades de praticar e dominar outras habilidades importantes.

Em teoria, isso poderia atrapalhar interações sociais e limitar o tempo em que as crianças passam correndo e praticando outras habilidades físicas.

Mesmo sem provas concretas de danos, a cientista Sheri Madigan e seus colegas, autores do estudo, dizem que ainda assim faz sentido limitar o tempo de uso de telas das crianças e garantir que isso não atrapalhe as "interações interpessoais ou o tempo em família".

Eles também disseram que talvez devessem ter acompanhado crianças ainda menores, porque está se tornando cada vez mais comum que bebês usem telas.

Quanto tempo de tela é excessivo?

É uma boa pergunta, sem uma resposta satisfatória. O novo estudo não faz qualquer recomendação neste sentido. Algumas das crianças de 2 anos estavam passando mais de quatro horas por dia, ou 28 horas por semana, em frente a telas, de acordo com suas mães.

As diretrizes da Associação Americana de Pediatria (AAP) indicam:

* Para crianças com menos de 18 meses, evite qualquer uso de tela além de chamadas de vídeo;

* Pais de crianças com idades entre 18 e 24 meses que desejam introduzir o uso de mídias digitais devem escolher uma programação de qualidade e assistir junto com seus filhos para ajudá-los a entender o que estão vendo;

* Para crianças de 2 a 5 anos, o uso de telas deve ser limitado a uma hora por dia e a programas de qualidade. Os pais devem assistir com os filhos;

* Para crianças de 6 anos ou mais, imponha limites consistentes, garantindo que o tempo de tela não atrapalhe o sono e a atividade física.

A Sociedade Canadense de Pediatria vai além, dizendo que crianças com menos de 2 anos não devem usar telas.

O RCPCH publicou diretrizes no início deste ano, mas não estabeleceu limites. A organização diz que que "as evidências são fracas para orientar os pais sobre o nível adequado de tempo de tela" e que "não pode recomendar um limite de tempo de tela para crianças em geral".

Em vez disso, aconselha as famílias a se perguntarem:

* O tempo de tela na sua casa é controlado?

* O uso de telas interfere no que a família quer fazer?

* O uso de telas interfere no sono?

* Você consegue controlar o que a criança come durante o tempo de uso de tela?

Se uma família ficar satisfeita com as respostas, então, é provável que esteja se saindo bem nesta questão complexa, diz o RCPCH.

Como reduzir o tempo de tela?

A AAP aconselha que as famílias estabeleçam períodos em que mídias não são usadas, como refeições ou deslocamentos de carro, bem como locais da casa em que mídias não são permitidas, como os quartos.

O RCPCH diz que os adultos devem analisar seu próprio tempo de uso de telas e dar um bom exemplo.

A maioria dos especialistas também aconselha que as crianças não usem telas uma hora antes de dormir, para que seus cérebros tenham tempo de relaxar para dormir.

"Ainda precisamos de mais pesquisas para dizer se crianças são mais vulneráveis ​​aos danos causados ​​pelo uso de telas e qual impacto que isso pode ter na sua saúde mental", disse Bernadka Dubicka, do Royal College of Psychiatrists.

"Também precisamos avaliar os efeitos de diferentes tipos de conteúdo, porque há também formas positivas de usar telas."

Fonte: BBC News


Cidades da região têm água contaminada, revelam testes de Ongs

Testes realizados pelas empresas de abastecimento de municípios brasileiros mostram que algumas cidades da Bahia consomem um perigoso coquetel

Simaria diz que trocaria dinheiro que já guardou para ter saúde

Simone, 34, e Simaria, 36, foram convidadas para participar do programa Altas Horas deste sábado (20), na Globo, e cantaram ao lado de Marília

Não quero ser o único, diz primeira pessoa do mundo curada do HIV

Primeira pessoa do mundo curada do vírus HIV, o americano Timothy Ray Brown (53), que em princípio era chamado de “paciente de Berlim”,

Saúde: qual a importância da prevenção?

“Prevenir, é melhor que remediar” -  expressão antiga que ainda faz todo sentido nos dias atuais. Quando se trata de saúde, quanto mais cedo

Caravelas se prepara para realizar a conferência de saúde

Caravelas: A população de todo o município está participando da mobilização local, em cada unidade de saúde de Caravelas. Esse trabalho vai

HMTF faz captação de múltiplos órgãos para doação

Teixeira de Freitas: A equipe da Organização de Procura de Órgãos (OPO) Extremo Sul, sediada no Hospital Municipal de Teixeira de Freitas,

Gripe: Teixeira inicia campanha de vacinação no dia 10 de abril

A Secretaria de Saúde de Teixeira de Freitas já está se preparando para a Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe, que acontecerá entre

Prefeitura de Teixeira inicia obras de melhorias no Hospital

Teixeira de Freitas: A Prefeitura de Teixeira de Freitas iniciou mais uma importante obra na cidade. Trata-se da reforma do Hospital Municipal. Os

Caravelas vai reinaugurar o Hospital Municipal

Caravelas: As obras foram realizadas pelo município com recursos próprios em toda a estrutura física (hidráulica, elétrica, revestimento,

Jovem morre após ter parasitas descobertos em seu cérebro

Um jovem de 18 anos morreu após ter parasitas em seu cérebro, de acordo com um estudo de caso publicado no "New England Journal of Medicine".

UAI Brasil
Nossos Apoiadores: