O Atlas do Diabetes, a cada atualização, aponta uma tendência alarmante sobre a doença no mundo. O levantamento da Federação Internacional de Diabetes (IDF, na sigla em inglês), referente a 2017, comprovou um aumento de 10 milhões de pessoas portadoras da doença nos últimos dois anos.

De acordo com os dados da organização, atualmente o mundo conta com 425 milhões de adultos diabéticos. Segundo a IDF, é preocupante a falta de conhecimento: um a cada dois diabéticos não sabe que é portador da doença.

Número de casos cresce com rapidez

Levantamento da Federação Internacional de Diabetes comprovou um aumento de 10 milhões de pessoas portadoras da doença nos últimos dois anos.

A estimativa, segundo o relatório, é de que até 2045 a população com diabetes aumente em quase 50%, alcançando o total de 629 milhões. A projeção inclui pessoas com e sem diagnóstico da doença. O levantamento ainda aponta dados com recorte por país e região. O Brasil, na lista de países com maior quantidade de pessoas portadoras da doença, aparece em 4º lugar, com 12,5 milhões. O país fica atrás dos Estados Unidos (30,2 milhões), Índia (72,9 milhões) e China (114,4 milhões). Para 2045, estima-se que o Brasil desça uma posição, ocupando assim a 5ª colocação – mas aumentando o número de diabéticos para 20,3 milhões.

Segundo a IDF, os bebês podem adquirir a doença na gestação. Segundo o Atlas, um em cada seis nascidos foram afetados pela hiperglicemia em 2017. O relatório aponta uma tendência maior à doença nos adultos na faixa etária de 20 a 79 anos: um em cada 14 possui diabetes. Outro dado preocupante é o das pessoas nesta faixa etária sem diagnóstico: 5,7 milhões, o correspondente a 46%.

Os custos relacionados à doença são altos: US$ 727 bilhões no mundo em 2017, o equivalente a mais de R$ 2,3 trilhões. Deste total, o Brasil atingiu R$ 77 milhões.

A TARDE tentou obter dados com o Centro de Diabetes e Endocrinologia da Bahia, mas não obteve retorno.

Fonte: Atarde


Brasil confirma primeiro caso do novo coronavírus

O Brasil registrou nesta terça (25) o primeiro caso de coronavírus. A Folha apurou que o teste de contraprova de um paciente que já havia sido

Saúde: Saiba os cuidados que o folião deve ter no carnaval

Especialistas dizem que é preciso se hidratar e evitar excessos Já é carnaval! São quatro dias de festa, no mínimo. Haja preparo físico e

Estudantes com deficiência auditiva vão ter acesso à tecnologia do

O prazo máximo para efetivar a oferta ao SUS é de 180 dias Os estudantes com deficiência auditivo, de qualquer nível acadêmico, vão poder

Anvisa aprova regras para liberação de terapias genéticas no

Tratamentos e medidas preventivas com modificação do DNA podem ajudar a tratar doenças como o câncer. A Agência Nacional de Vigilância

Aumenta para 5 o número de suspeitos de coronavírus no Brasil

O Ministério da Saúde passou a monitorar cinco casos suspeitos do novo coronavírus no Brasil, de acordo com o balanço divulgado nesta

Pessoas que se recuperaram do coronavírus tem sangue usado para

País pede que pessoas que se curaram de coronavírus doem plasma. Médicos afirmam que, em alguns casos, pacientes se recuperam em até 24

Treinamos as crianças a serem irritantes, diz psicoterapeut.

"Às vezes, elas (crianças) querem tanto a sua atenção que obter uma atenção negativa sua (com broncas ou brigas) é melhor do que não obter

Vigilância Epidemiológica realiza palestra contra a dengue

Teixeira de Freitas: A luta contra a dengue precisa da participação de todos. Neste conceito, a equipe de Vigilância Epidemiológica de Teixeira

Cai para três número de casos suspeitos de coronavírus no Brasil

Total de casos descartados sobe para 45 em todo o país O número de casos suspeitos de infecção por coronavírus no Brasil caiu para três,

OMS diz que coronavírus já matou 1669 pessoas

Segundo Organização Mundial da Saúde, 51.857 casos já foram confirmados com exames, maior parte deles estão na China. A Organização Mundial

Nossos Apoiadores: