A Justiça Federal determinou que medicamentos à base de Canabidiol (CBD) e Tetraidrocanabinol (THC), já registrados pela Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa), sejam incluídos pela União na lista dos remédios ofertados pelo Sistema Único de Saúde (SUS). As informações são do Ministério Público Federal (MPF) na Bahia, na quinta-feira (7).

Conforme informou o MPF na Bahia, a sentença de 18 de fevereiro deste ano é fruto de três ações ajuizadas pelo MPF no município de Eunápolis, no sul da Bahia.

Duas das pessoas que entraram com a ação pretendiam garantir o tratamento com base nestes fármacos para dois pacientes, enquanto a última ação, de natureza coletiva, buscava a defesa do direito à saúde, como apontados nos artigos 196 a 200 da Constituição Federal.

Além da inclusão dos medicamentos, a sentença determina que a União incorpore remédios que vierem a ser registrados posteriormente e oferecê-los regularmente à população, baseado em prescrição e relatório médico, desde que as alternativas já disponibilizadas pelo SUS não surtam efeitos no paciente.

De acordo com a decisão, não possibilitar o acesso dos pacientes ao medicamento ou tratamento de que necessitam, cujo o valor não podem arcar, é frustrar a determinação constitucional de permitir o acesso de todos aos serviços de saúde e ter uma vida digna. Ainda segundo a Justiça, o fato de o medicamento não integrar a lista do SUS não pode, por si só, ser impedimento para o fornecimento ao paciente.

A Justiça determinou ainda o bloqueio de R$ 100 mil da União para garantir a compra dos medicamentos para cada paciente, de acordo com a prescrição médica. O medicamento deverá ser fornecido até que ele ou outro fármaco compatível de eficácia comprovada esteja disponível à população pelo SUS. A União tem o prazo de 30 dias para o cumprimento da decisão, sob pena de multa diária de R$ 1 mil.

Ações

Em uma das ações, assinada pelo procurador da República Gabriel Pimenta Alves em outubro de 2016, o MPF queria garantir o fornecimento, por parte da União, do medicamento Real Scientific Hemp Oil (RSHO), à base de canabidiol, para um rapaz de 27 anos, portador de epilepsia refratária de difícil controle.

De acordo com o procurador, a substância seria necessária ao tratamento das crises sofridas pelo paciente, a fim de evitar sequelas irreversíveis caso não fosse ministrada, uma vez que os tratamentos tradicionais não surtem mais efeito.

A outra ação foi de junho de 2017. Na ocasião, o procurador da República André Luís Castro Caselli ajuizou ação para assegurar o fornecimento do fármaco Canadibiol (RSHO) Oil CBD Gold a uma paciente que atualmente tem 10 anos e possui Transtorno do Espectro Autista. A criança apresenta diversos episódios de crises convulsivas.

A menina já havia sido submetida a variados tipos de tratamento tradicionais. No entanto, as terapias não surtiram efeito e as crises continuam provocando danos ao desenvolvimento cognitivo e psicomotor da paciente.

Na ação coletiva, ajuizada pelo procurador da República Fernando Zelada em outubro de 2017, o objetivo era a inclusão destes medicamentos na lista de fornecimento do SUS. Dessa forma, de acordo com o procurador, já em vista das ações ajuizadas individualmente, esta "tem outro viés, qual seja, a garantia do direito coletivo ao amplo acesso a medicação que não é fornecida pelo SUS".

Fonte: G1


Agentes de endemias de Caravelas recebem kits de combate à dengue

Os kits são formados por materiais e equipamentos de uma lista estabelecida pelo Ministério da Saúde, contendo tubos de ensaio, álcool, pesca

UMMI recebe cardiotocógrafo para avaliar a vitalidade fetal

Teixeira de Freitas: Com um olhar especial e humanizado às gestantes, a Prefeitura de Teixeira de Freitas, adquiriu para a Unidade Municipal

Anestesiologistas já atendem usuários do Planserv

Após 68 dias de suspensão dos serviços de anestesiologia aos usuários que atendem pelo Sistema de Assistência à Saúde dos Servidores

Hospital São Bernardo de Alcobaça fala do caso no atendimento de

Alcobaça: A circulação nas redes sociais de um vídeo sobre a falta de médico no Hospital São Bernardo (HSB) de Alcobaça foi um dos assuntos

Falso médico é preso por usar nome de profissional verdadeiro

Um falso médico foi preso em Nova Soure, no nordeste baiano, após uma denúncia anônima. Segundo a Secretaria da Segurança Pública (SSP-BA), o

Idoso morre após ser picado por escorpião

Um idoso de 76 anos veio a óbito um dia após ter sido picado por um escorpião no bairro de Valéria, em Salvador. Manoel Messias dos Santos

Pais devem se atentar ao uso excessivo de eletrônicos por crianças

Com os avanços tecnológicos percebe-se que as crianças estão cada vez mais conectadas no mundo virtual e nas diferentes ferramentas e

Bahia é o sétimo estado do Brasil com mais casos de meningite

Em um levantamento que levou em conta o período entre 2008 e 2018, o estado da Bahia configura-se como o sétimo estado brasileiro com mais casos

Ex-prefeito de Teixeira, Dr. Wagner, é transferido em UTI Aérea

Teixeira de Freitas: O ex-prefeito de Teixeira de Freitas, Dr. Wagner Ramos Mendonça, 69 anos de idade, deu entrada no Hospital Sobrasa, no final

Cerca de 630 milhões de pessoas devem ter diabetes até 2045

O Atlas do Diabetes, a cada atualização, aponta uma tendência alarmante sobre a doença no mundo. O levantamento da Federação Internacional de

UAI Brasil
O teixeirão 2018
Connect Informática
Nossos Apoiadores: