Testes realizados pelas empresas de abastecimento de municípios brasileiros mostram que algumas cidades da Bahia consomem um perigoso coquetel com 27 agrotóxicos encontrados na água utilizada pela população. Mucugê, na Chapada Diamantina, Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador (RMS), Itapetinga, Centro Sul, e São Félix do Coribe, no Oeste, estão no topo de uma lista de 271 municípios baianos em que se encontrou pelo menos um agrotóxico na água que abastece as torneiras das cidades.

Obtidos em uma investigação conjunta pela ONG Repórter Brasil, da Agência Pública e da organização suíça Public Eye, os dados dizem respeito ao período entre 2014 e 2017. As informações são parte do Sistema de Informação de Vigilância da Qualidade da Água para Consumo Humano (Sisagua) do Ministério da Saúde. O estudo detectou em 1.396 municípios no país todos os 27 pesticidas.

No extremo sul da Bahia, as populações de municípios como Alcobaça, Belmonte, Caravelas, Eunápolis, Guaratinga, Itabela, Itagimirim, Itamaraju, Itanhém, Itapebi, Jucuruçu, Medeiros Neto, Mucuri, Nova Viçosa, Porto Seguro, Prado, Santa Cruz Cabrália e Ibirapuã podem estar consumindo água contaminada com agrotóxico, ainda segundo o estudo.

O levantamento revela ainda quais químicos estão acima dos níveis permitidos pela legislação do país e pela regulação europeia, que proíbe 21 dos 27 pesticidas encontrados na água dos brasileiros. Mas, ainda que não ultrapassem os limites legais aqui, a preocupação é de que eles juntos atuem como um coquetel nocivo à saúde.

Na Bahia, dos quatro municípios em que foram detectados os 27 agrotóxicos, Camaçari é o único em que se detectou agrotóxicos com concentrações acima do nível permitido no Brasil.

Em nota, a Embasa informou que as análises realizadas semestralmente pela empresa no período entre 2014/2018 apresentaram valores que demonstram a inexistência de substâncias presentes em agrotóxicos. “Isso significa que os parâmetros de potabilidade da água distribuída pela empresa estão de acordo com as determinações da Portaria de Consolidação nº 05, anexo XX, de 2017, do Ministério da Saúde”, diz a nota.

Os defensivos agrícolas possuem diversos níveis de intoxicação, que podem variar de acordo com a quantidade do produto e tempo de exposição a ele. O Ministério da Saúde alerta que os venenos podem entrar no corpo por meio de contato com a pele, mucosas, respiração ou ingestão. Os sintomas mais comuns logo após a exposição são mal-estar, dor de cabeça e cansaço. Nos casos mais graves, pode se identificar lesões de pele, tonturas, dificuldade respiratória, podendo ocorrer coma e morte.

Fonte: Radar64

 

ONU diz que cerca de 7 mil recém-nascidos morrem diariamente

Relatório divulgado por agências das Nações Unidas estima que quase 7 mil bebês morrem todos os dias antes de completar um mês de vida, e

A importância das proteínas para a saúde dos músculos

Quem acompanha personal trainers e influenciadores fitness nas redes sociais já deve ter reparado que, além de muitos exercícios físicos, a

Morte precoce de criança comove população de Medeiros Neto

Medeiros Neto e região se comoveram com a morte precoce do garoto Ícaro Santos Silva, de apenas 9 anos de idade, ocorrida nesta madrugada de

Setembro Verde: aumenta o número de captação de órgãos no HMTF

Teixeira de Freitas: O Setembro Verde é uma campanha nacional que ganhou força em Teixeira de Freitas. O objetivo da campanha é sensibilizar a

Secretaria de Saúde promoverá ações durante Setembro Amarelo

Teixeira de Freitas:  Setembro é o mês escolhido pelo CVV (Centro de Valorização da Vida) para que sejam feitas ações intensificadas de

Carreta de rastreamento do câncer de mama chega em novembro

Teixeira de Freitas: Aconteceu na tarde desta segunda-feira (2) a primeira reunião para apresentação da logística de atendimento da Unidade

UPA implanta modelo de atendimento com avaliação imediata de

Teixeira de Freitas: Com o objetivo de melhorar o fluxo de atendimento na unidade, a direção da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Teixeira

Sarampo: estados recebem doses extras da vacina tríplice viral

As secretarias de Saúde de todos os estados começaram a receber esta semana as doses extras da vacina tríplice viral, para garantir a

Reforma e modernização do Hospital de Caravelas proporciona mais

Caravelas: O que para muitos é algo normal e corriqueiro, para os caravelenses é motivo de orgulho. O sucateamento da principal unidade de saúde

Estudo testa uso de canabidiol contra o crack

Pesquisa conduzida pela Universidade de Brasília (UnB) vai avaliar se o canabidiol, substância presente na maconha, é eficaz no tratamento de

Nossos Apoiadores: