Um novo estudo questiona o estereótipo de “preguiçoso” de usuários de maconha

Um novo estudo parece quebrar o esteriótipo de usuários de maconha. De acordo com uma pesquisa publicada no Frontiers in Public Health, as pessoas que fumam maconha são mais propensas a fazer exercícios físicos com mais frequência.

Os pesquisadores entrevistaram 600 usuários adultos que fumam maconha e vivem em estados dos Estados Unidos onde a droga é legal, como Colorado, Califórnia, Nevada, Oregon e Washington. As questões eram sobre o uso de cannabis e exercícios, incluindo quando as pessoas usavam a droga, se sentiam que isso afetava seus treinos e como eles achavam que isso influenciava a motivação e a recuperação do exercício.

Segundo os resultados, mais de 50% dos usuários de cannabis disseram que a erva os motivam a se exercitar. Cerca de 80% dos entrevistados também afirmaram que fumam antes ou depois de se exercitar.

Além disso, 70% relataram que o uso de maconha aumentava seu prazer durante os treinos, enquanto quase 80% sentiam que a erva melhorava sua recuperação pós treino. Porém, apenas cerca de 35% consideraram que ela realmente melhorava seu desempenho nos exercícios.

“Há um estereótipo de que o uso de cannabis leva as pessoas a serem preguiçosas e não ativas fisicamente, mas esses dados sugerem que esse não é o caso”, escreveu a autora sênior Angela Bryan, professora do Departamento de Psicologia e Neurociência e Instituto de Ciência Cognitiva, em uma declaração.

Segundo a coautora do estudo Arielle Gillman, ex-aluna de doutorado na Universidade do Colorado “há evidências que sugerem que certos canabinoides amortecem a percepção da dor, e também sabemos que os receptores ligados à cannabis no cérebro são muito semelhantes aos receptores que são ativados naturalmente durante a atividade física.”

No entanto, os resultados do novo estudo são limitantes por serem autoavaliações de voluntários selecionados e que vivem em estados onde a droga é legalizada. “Os estados que legalizaram a cannabis também são aqueles notoriamente mais ativos fisicamente”, afirma a co-autora em um comunicado.

O uso recreativo de maconha agora é legal em 10 estados norte-americanos, e o uso medicinal é permitido em mais 21.

Fonte: Gooutside


SUS amplia público para vacinas contra febre amarela e gripe

A partir de 2020, o Sistema Único de Saúde (SUS) passará a ofertar uma dose de reforço da vacina de febre amarela para crianças com 4 anos de

Equipe da Regulação realiza mutirão para acabar com espera nas

Teixeira de Freitas: O fim de semana foi de muito trabalho para a equipe de servidores da Regulação de Teixeira de Freitas. Após a Prefeitura,

Servidores da Saúde são vacinados contra o sarampo

Os servidores da rede pública de saúde de Teixeira de Freitas foram imunizados contra o sarampo por integrarem o chamado “grupo de risco”. O

Centro Especializado de Reabilitação ganha novas especialidades

Teixeira de Freitas: O Centro Especializado de Reabilitação de Teixeira de Freitas (CER 4) está qualificado para atender as demandas

Prefeitura promove reestruturação para agilizar marcação de

Teixeira de Freitas: “A Regulação de Teixeira de Freitas já ficou boa e vai ficar ainda melhor com as novidades”. A afirmação é da dona

Nova terapia promete reduzir mortes por infecção generalizada

Medicamento chamado IRSh* combinado com antibióticos convencionais muda a "cara" da bactéria e corrige resposta do sistema

O sucesso do áudio pornô, que atrai cada vez mais mulheres

A indústria pornográfica migrou das fitas para o DVD, do DVD para internet, e agora acompanha a tendência de sucesso dos podcasts com uma

Uso de maconha medicinal é aprovado pela Anvisa

A Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou por unanimidade a legalização do uso medicinal da maconha. De acordo com o site Hypeness,

Veja os relatos de brasileiros que vivem a traumática paralisia do

Priscila Matos tem paralisia do sono há 25 anos, desde os 10 anos de idade "Eu tive essa sensação pela primeira vez aos nove anos. Acabei

Relatório identifica situação degradante em 40 hospitais

Vistorias feitas em 2018 apontam violência e exploração de trabalho Inspeções em 40 hospitais psiquiátricos de 17 estados das cinco regiões

Nossos Apoiadores: