No ano passado, foram confirmadas três ocorrências associadas a vírus importado

A notícia do aumento no número de casos de sarampo registrados em São Paulo e em outros seis estados do país neste ano acendeu um alerta sobre a doença. Em 2019, até o dia 1º de junho, foram notificados 143 casos suspeitos de sarampo na Bahia, segundo a Secretaria Estadual de Saúde (Sesab). Desses, 58 estão sendo investigados. Os demais não foram confirmados. No ano passado, dos 425 casos notificados como suspeitos, apenas três foram confirmados, todos em Ilhéus, no Sul do estado.

A última vez que houve um surto da doença na Bahia foi em 2006. Em 2019, não há registro de casos nos municípios baianos.

A Sesab informou ainda que fará uma campanha de multivacinação para crianças no período de 5 a 23 de agosto para todas as vacinas, incluindo a do sarampo, com objetivo de completar a caderneta de vacinação.

A última vez que o vírus se manifestou na Bahia foi em 1999, em Salvador. Os casos que surgiram depois disso estão associados ao contato dos pacientes com pessoas de outros estados ou países. O surto de 2006 ocorreu nos municípios de João Dourado, Filadélfia, Senhor do Bonfim e Pindobaçu, com 77 casos confirmados associados a vírus importado.

O Ministério da Saúde informou que até a semana passada o Brasil tinha 123 casos de sarampo confirmados neste ano. O Pará lidera o ranking com 53 confirmações, sendo seguido de São Paulo (51 casos), Rio de Janeiro (7), Minas Gerais (4), Amazonas (4), Santa Catarina (3) e Roraima (1).

Pará, São Paulo, Rio de Janeiro, e Minas Gerais já são considerados estados em situação de surtos ativos. Ainda na semana passada, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, prometeu distribuição de doses de vacina contra o sarampo para os estados que fizerem a solicitação à pasta.

Segundo o MS, o sarampo é uma doença infecciosa aguda, de natureza viral, grave, transmitida pela fala, tosse e espirro, e extremamente contagiosa. Ela pode ser contraída por pessoas de qualquer idade. A doença pode ser prevenida pela vacina.

Quem tem sarampo, geralmente, tem febre alta, acima de 38,5°C, dor de cabeça, e manchas vermelhas, que surgem primeiro no rosto e atrás das orelhas, e, em seguida, se espalham pelo corpo.

Outros sintomas são tosse, coriza, conjuntivite e manchas brancas que aparecem na mucosa bucal conhecida como sinal de koplik, que antecede de 1 a 2 dias antes do aparecimento das manchas vermelhas. O vírus pode provocar infecções respiratórias, otites, doenças diarreicas, e doenças neurológicas.

O vírus do sarampo pode ser identificado na urina, nas secreções nasofaringes, no sangue, no líquor ou em tecidos do corpo pela técnica de reação em cadeia da polimerase (PCR). Não existe tratamento específico para a doença. É recomendável a administração da vitamina A em crianças, para reduzir a ocorrência de casos graves e fatais. Já o tratamento profilático com antibiótico é contraindicado.

Fonte: Correio24h


Equipe da Regulação realiza mutirão para acabar com espera nas

Teixeira de Freitas: O fim de semana foi de muito trabalho para a equipe de servidores da Regulação de Teixeira de Freitas. Após a Prefeitura,

Servidores da Saúde são vacinados contra o sarampo

Os servidores da rede pública de saúde de Teixeira de Freitas foram imunizados contra o sarampo por integrarem o chamado “grupo de risco”. O

Centro Especializado de Reabilitação ganha novas especialidades

Teixeira de Freitas: O Centro Especializado de Reabilitação de Teixeira de Freitas (CER 4) está qualificado para atender as demandas

Prefeitura promove reestruturação para agilizar marcação de

Teixeira de Freitas: “A Regulação de Teixeira de Freitas já ficou boa e vai ficar ainda melhor com as novidades”. A afirmação é da dona

Nova terapia promete reduzir mortes por infecção generalizada

Medicamento chamado IRSh* combinado com antibióticos convencionais muda a "cara" da bactéria e corrige resposta do sistema

O sucesso do áudio pornô, que atrai cada vez mais mulheres

A indústria pornográfica migrou das fitas para o DVD, do DVD para internet, e agora acompanha a tendência de sucesso dos podcasts com uma

Uso de maconha medicinal é aprovado pela Anvisa

A Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou por unanimidade a legalização do uso medicinal da maconha. De acordo com o site Hypeness,

Veja os relatos de brasileiros que vivem a traumática paralisia do

Priscila Matos tem paralisia do sono há 25 anos, desde os 10 anos de idade "Eu tive essa sensação pela primeira vez aos nove anos. Acabei

Relatório identifica situação degradante em 40 hospitais

Vistorias feitas em 2018 apontam violência e exploração de trabalho Inspeções em 40 hospitais psiquiátricos de 17 estados das cinco regiões

Dezembro Vermelho: CTA realiza testes rápidos de HIV

O Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA) deu início nesta segunda-feira (02), às ações de conscientização do Dezembro Vermelho, com

Nossos Apoiadores: