Norte-americana teria contraído mesmo subtipo do vírus que causou câncer no marido; uso de preservativo e vacina são formas de prevenção do HPV

A atriz norte-americana Marcia Cross, 57, conhecida pelo seu papel na série Desperate Housewives, declarou a um programa de TV que o câncer anal, o qual tratou no último ano, provavelmente foi ocasionado pelo HPV (vírus do papiloma humano). Segundo a atriz, o subtipo do vírus teria sido o mesmo causador do câncer de garganta de seu marido, em 2009.

De acordo com o cirurgião do aparelho digestivo Marcos Belotto, do Hospital Sírio-Libanês, o HPV, embora tenha grande relação com o câncer de colo de útero, também pode ocasionar o câncer anal. Isso ocorre porque o vírus gera uma série de alterações celulares, ocasionando lesões pré-cancerígenas, aumentando a predisposição à doença.

Além desses cânceres, o HPV pode gerar câncer de pênis, câncer de laringe, câncer de garganta e outros tumores associados.

Segundo a oncologista Andreia Melo, do Grupo Oncoclínicas, no Rio de Janeiro, a maior parte das pessoas já teve contato com o vírus. "Existem mais de 100 subtipos de HPV, alguns com maior risco de surgimento de câncer. Nem sempre o vírus HPV permanece de maneira persistente no organismo a ponto de provocar o câncer. A principal forma de contágio é a atividade sexual", afirma.

O médico explica que pessoas que não tenham parceiros fixos e homossexuais estão entre os grupos de risco para contrair o HPV anal. Desta maneira, o cirurgião orienta a consulta de um especialista, pelo menos uma vez ao ano, para que seja analisada a região exterior do canal anal e se realize uma anoscopia, exame que verifica até 4 cm dentro do ânus, permitindo a localização de lesões ocasionadas pelo vírus.

Por meio de tais exames, o profissional poderá diagnosticar o HPV e realizar o tratamento, retirando ou cauterizando as lesões, o que ajudará a prevenir a formação de um câncer. "As pessoas acham que o HPV só ocasiona verruguinhas, mas elas podem evoluir para o câncer", explica.

Com o diagnóstico, é possível saber se o subtipo do vírus contraído é maior ou menor potencializador de câncer e tratá-lo. "É importante que esse tratamento seja feito pelo casal, pois os dois podem estar com o vírus", afirma Belotto.

A oncologista explica que os sintomas do câncer anal são sangue nas fezes, alteração do hábito intestinal, coceira, ardor, feridas e incontinência fecal.

O câncer anal, segundo o médico, pode ser tratado e é altamente curável por meio de quimioterapia e radioterapia, se estiver em estágio inicial. Já em casos que o câncer esteja avançado, pode ser necessária a intervenção cirúrgica, fechando a abertura anal e desviando o intestino para outra saída, no caso, uma bolsa de colostomia.

Belotto afirma que a prevenção do HPV e, consequentemente, desses tipos de câncer, pode ser realizada por meio da vacinação e do uso de preservativo durante as relações sexuais. Andreia ressalta ainda que o preservativo não protege 100%, mas minimiza o risco de contágio. "A mucosa infectada pode transmitir o vírus".

Fonte: R7


Equipe da Regulação realiza mutirão para acabar com espera nas

Teixeira de Freitas: O fim de semana foi de muito trabalho para a equipe de servidores da Regulação de Teixeira de Freitas. Após a Prefeitura,

Servidores da Saúde são vacinados contra o sarampo

Os servidores da rede pública de saúde de Teixeira de Freitas foram imunizados contra o sarampo por integrarem o chamado “grupo de risco”. O

Centro Especializado de Reabilitação ganha novas especialidades

Teixeira de Freitas: O Centro Especializado de Reabilitação de Teixeira de Freitas (CER 4) está qualificado para atender as demandas

Prefeitura promove reestruturação para agilizar marcação de

Teixeira de Freitas: “A Regulação de Teixeira de Freitas já ficou boa e vai ficar ainda melhor com as novidades”. A afirmação é da dona

Nova terapia promete reduzir mortes por infecção generalizada

Medicamento chamado IRSh* combinado com antibióticos convencionais muda a "cara" da bactéria e corrige resposta do sistema

O sucesso do áudio pornô, que atrai cada vez mais mulheres

A indústria pornográfica migrou das fitas para o DVD, do DVD para internet, e agora acompanha a tendência de sucesso dos podcasts com uma

Uso de maconha medicinal é aprovado pela Anvisa

A Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou por unanimidade a legalização do uso medicinal da maconha. De acordo com o site Hypeness,

Veja os relatos de brasileiros que vivem a traumática paralisia do

Priscila Matos tem paralisia do sono há 25 anos, desde os 10 anos de idade "Eu tive essa sensação pela primeira vez aos nove anos. Acabei

Relatório identifica situação degradante em 40 hospitais

Vistorias feitas em 2018 apontam violência e exploração de trabalho Inspeções em 40 hospitais psiquiátricos de 17 estados das cinco regiões

Dezembro Vermelho: CTA realiza testes rápidos de HIV

O Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA) deu início nesta segunda-feira (02), às ações de conscientização do Dezembro Vermelho, com

Nossos Apoiadores: