Nesta quarta-feira, 11, o ministro da saúde, Marcelo Queiroga, lançou um Plano Nacional para erradicar os casos autóctones de malária no Brasil - quando a doença é adquirida na zona da residência. A intenção é que, em 2025, o país tenha menos de 68 mil casos, em 2030, o número de óbitos seja zero e, até 2035, a malária seja eliminada.

Para o ministro, a pasta que comanda trabalha com o principal objetivo de eliminar o vetor da doença. "É uma ação que tem que ser considerada em três dimensões, onde principalmente deve ser tratado o vetor. São medidas simples, não têm nenhuma tecnologia que venha da Nasa. Temos que trabalhar para levar informação e levar recursos para a ponta. As pessoas que habitam a região endêmica conhecem bem a situação”, disse.

Em 2020, foram estimados 241 milhões de casos em 85 países - um aumento em comparação com o ano anterior, que registrou 227 milhões de casos -, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS). Já em óbitos, houve aumento de 12% em relação a 2019. Especificamente no Brasil, em 2020, foram em torno de 140 mil casos.

No caso Brasileiro, a maioria das ocorrências está concentrado na região norte do país, que comporta a Amazônia Legal. O Ministério da Saúde monitorou que a concentração de 80% dos casos autóctones ocorrem em 33 municípios da Região Amazônica. Em 2021, foram notificados 137,8 mil casos em que a infecção se deu dentro do país.

“Obviamente que o Ministério da Saúde tem uma estratégia de tratamento, de diagnóstico oportuno, de medidas de combate vetorial. Precisávamos, portanto, fortalecer todas as estratégias de controle da doença, tendo a estratégia da capacitação dos profissionais, de combate vetorial, assim como na estratégia coordenada das três esferas de gestão da saúde, tanto municipal, estadual e federal. É um plano estratégico em consonância com o plano da OMS para a eliminação da malária no país”, explicou Arnaldo Medeiros, secretário da vigilância sanitária do Ministério da Saúde e coordenador do plano.

Fonte: Atarde

Sesab descarta caso suspeito de varíola dos macacos na Bahia

A Secretaria Estadual de Saúde (Sesab) descartou na manhã desta quinta-feira, 16, o caso suspeito de varíola do macaco na Bahia anunciado ontem

Bahia registra primeiro caso suspeito da varíola dos macacos

A Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab) registrou na tarde desta quarta-feira (15), o primeiro caso suspeito de varíola dos macacos no

Teixeirense vítima de acidente na BR 101 precisa de doação de

Teixeira de Freitas: A teixeirense Mariane Teixeira dos Santos, de 32 anos, está necessitando de doações de sangue com urgência. As doações

Após matéria no Liberdade News, mãe de criança com epilepsia

Teixeira de Freitas: Nossa equipe de reportagem recebeu informações, nesta sexta-feira, 10 de junho, da senhora Marina Almeida Curvelo, mãe da

Cirurgia de moradora de Batinga será providenciada, diz Silvio

Itanhém: Através do Programa de Lucas Bocão cópias dos exames de pedido de avaliação de cirurgia dos rins de Neiva Oliveira Almeida, moradora

Mulher em Batinga está perdendo os rins por falta de cirurgia.

Itanhém: Ao que tudo indica, se depender de Aline Araújo, secretária da Saúde do município de Itanhém, Neiva Oliveira Almeida, moradora de

Mãe de criança com epilepsia faz apelo por medicamento especial

Teixeira de Freitas: Nossa equipe de reportagem foi procurada, nesta quarta-feira, 08 de junho, pela senhora Marina Almeida Curvelo, mãe da

São Paulo confirma primeiro caso da varíola dos macacos no Brasil

O primeiro caso de varíola dos macacos no Brasil foi confirmado nesta quarta-feira (8) na cidade de São Paulo. Conforme apurou o G1, o paciente

Lula e Janja testam positivo para Covid-19

Após recentes viagens pelo país, o casal Lula e Janja foi diagnosticado com covid-19, apontaram as redes sociais do líder das pesquisas de

Após apelos do radialista Edvaldo Alves no Jornal da Liberdade da

Teixeira de Freitas: Na edição desta tarde de quinta-feira (12) do jornal da Rádio Eldorado e no Liberdade News, que tem como âncora o

Nossos Apoiadores: