Serão oferecidas 310 mil vagas neste ano. Programa terá modalidades de acordo com renda familiar do candidato

As inscrições para o Fies (Fundo de Financiamento Estudantil) referentes o primeiro semestre de 2018 estarão abertas entre 19 e 23 de fevereiro. O Novo Fies divide o programa em diferentes modalidades, conforme a renda familiar do candidato.

São 310 mil novas vagas para 2018. Na primeira modalidade, serão ofertadas 100 mil vagas com juros zero para os estudantes que tiverem uma renda per capita mensal familiar de até três salários mínimos. Candidatos incluídos nessa situação começarão a pagar as prestações respeitando o seu limite de renda; dessa forma, os encargos diminuem consideravelmente.

As outras duas modalidades de financiamento são para estudantes com renda familiar de até cinco salários mínimos. Para atender a essa parcela de candidatos, o Novo Fies terá recursos dos Fundos Constitucionais e de Desenvolvimento.

O estudante passará a conhecer o valor integral do curso a ser financiado durante a assinatura do contrato. Isso melhora as condições de financiamento para o candidato, e essa transparência também vai ajudá-lo a escolher melhor o curso e a instituição, afirma o diretor de Políticas e Programas de Educação Superior do Ministério da Educação, Vicente Almeida.

Inscrições: Para poder concorrer a uma vaga, o candidato deverá cumprir por antecipação os seguintes requisitos: ter feito uma das edições do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a partir de 2010, com média igual ou superior a 450 pontos, e não ter zerado a redação.

As inscrições serão realizadas exclusivamente pela internet, no site do Fies Seleção. Em caso de pré-seleção em uma das vagas disponíveis para financiamento, o estudante deverá complementar informações da sua inscrição e, posteriormente, fechar a contratação do financiamento.

Poderão ser financiados os cursos de graduação com conceito maior ou igual a três no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes) ofertados pelas instituições de ensino superior participantes do Fies. Também poderão participar do programa os cursos que, ainda não avaliados pelo Sinaes, estejam autorizados para funcionamento pelo cadastro do MEC. Durante o curso, o estudante deve ter rendimento para ser aprovado em todas as matérias.

Fonte: R7


Centenas de crianças e pais participam de Passeio Ciclístico

Teixeira de Freitas: Um domingo diferente. Neste dia 19 de agosto centenas de pessoas entre crianças e jovens participaram do Passeio Ciclístico

Período de matrículas da EJA em Teixeira de Freitas segue até

Teixeira de Freitas: Após matéria divulgada sobre a data limite para matrículas no EJA, a Assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal

Homenagem: Faculdade Pitágoras inaugura Auditório Dom Zuqueto em

Teixeira de Freitas: Na noite desta terça-feira, 14 de agosto, a Faculdade Pitágoras inaugurou o Auditório Dom Zuqueto, que recebeu esse nome em

Pró-reitor do Ifba morre vítima de latrocínio em Salvador

Morreu nesta segunda-feira, 13, vítima de latrocínio (roubo seguido de morte), o pró-reitor de Desenvolvimento Institucional do Instituto

Moradores de Cruzeiro do Sul denunciam fechamento de escola,

Vereda: Nesta segunda-feira, 06 de agosto, nossa equipe de reportagem recebeu uma denúncia de moradores da zona rural de Cruzeiro do Sul, distrito

Professores da Uneb iniciam paralisação de cinco dias

Os professores da Universidade do Estado da Bahia (Uneb) iniciaram, na manhã desta segunda-feira (6), um protesto de cinco dias. Com isso, os

Telhado de escola municipal desaba no sul da Bahia

O telhado de uma escola municipal desabou na madrugada deste sábado (4), em Ilhéus, no sul do estado. De acordo com a Secretaria de Educação

Professores da Uneb prometem semana de protestos nas 24 unidades

Docentes protestam contra falta de infraestrutura, por passagem docente e maior orçamento. Paralisação será de 06 a 11 de agosto e atrasará o

Número de famílias brasileiras endividadas cresce em julho

Uma pesquisa da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) apontou que o percentual de famílias brasileiras

Metade dos professores do Brasil não recomenda a própria profissão

Metade dos professores brasileiros não recomendaria a própria profissão a um jovem, por considerá-la desvalorizada. De acordo com a pesquisa

Nossos Apoiadores: