O derretimento das geleiras no Himalaia coloca em risco 2 bilhões de pessoas

O Himalaia, a cordilheira que abriga a maioria das montanhas mais altas do mundo, pode perder um terço das geleiras da região até o final do século devido ao aquecimento global. Isto quer dizer que boa parte de suas montanhas, incluindo o Monte Everest, podem ficar ‘nuas’. O derretimento também coloca em risco a vida e o sustento de quase dois bilhões de pessoas na região.

De acordo com um amplo relatório feito pelo Centro Internacional para o Desenvolvimento Integrado das Montanhas (ICIMOD), organização intergovernamental sediada em Katmandu, Nepal, mesmo que se faça as ações mais radicais de prevenção, os Himalaias não se salvarão dos efeitos do aquecimento global, colocando em risco 2 bilhões de pessoas.

Se o aquecimento global e as emissões de gases de efeito estufa continuarem em suas taxas atuais, o Himalaia poderá aquecer até 4,4 graus Celsius até 2100, segundo o relatório.

As geleiras são uma reserva de água fundamental para os 250 milhões de pessoas que vivem na região do Hindu Kush-Himalaya (HKH).E 1,65 bilhões de pessoas dependem dos grandes rios que fluem dos picos para a Índia, Paquistão, China e outras nações.

O estudo do ICIMOD é resultado de cinco anos de trabalho de cerca de 350 pesquisadores de 185 instituições espalhadas em 22 países.

Nem o Acordo de Paris salva
Para o relatório, a meta do Acordo de Paris, de limitar o aquecimento global a 1,5 graus Celsius até o fim do século, refletirá em uma alta de 2,1 graus Celsius da temperatura média na região. E, mesmo assim, um terço das geleiras vão derreter.

O derretimento das geleiras aumentará o fluxo do rio entre 2050 e 2060, segundo a pesquisa. isso aumenta o risco de que lagos de alta altitude estourem em suas margens e englobem as comunidades. Mas, de acordo com o relatório, a partir da década de 2060, os fluxos do rio vão entrar em declínio. Os rios Indus e Ásia Central serão os mais afetados
.
“Esta é uma crise climática da qual poucos ouviram falar O aquecimento global está no caminho de transformar os frígidos picos congelados das montanhas do Hindu Kush que cortam oito países em pedras nuas em menos de um século. E os impactos sobre as populações da região, já uma das mais frágeis e propensas a desastres regiões montanhosas do mundo, vão de uma piora na poluição do ar a um aumento de eventos climáticos extremos”, disse Philippus Wester, pesquisador do ICIMOD e líder do relatório.

Para o especialista, o golpe mais forte será as reduções projetadas no fluxo dos rios pré monções e mudanças nas monções, que vão desequilibrar os sistemas de fornecimento de água, produção de alimentos e geração de energia.

Fonte: Go Outside


Cursos gratuitos e a distância são ofertados pela Universidade

Cursos gratuitos da área de saúde estão disponíveis na plataforma Universidade Aberta do Sistema Único de Saúde (UNA-SUS). Os cursos ofertados

Pesquisadores, ambientalistas e produtores rurais lutam para salvar

Pesquisadores, ambientalistas e produtores rurais lutam para salvar de extinção árvore que deu nome ao Brasil: o pau-brasil. Na segunda-feira

Crianças celebram dia nacional do livro infantil em Teixeira de

Teixeira de Freitas: As atividades em comemoração ao Dia Nacional do Livro Infantil aconteceram na tarde desta terça-feira (16), na praça Pedro

Partiu Estágio seleciona 2,5 mil universitários em novas

O Governo do Estado, por meio da Secretaria da Administração (Saeb), realiza duas novas convocações para o Programa Partiu Estágio nesta

Resultado da isenção do Enem 2019 está disponível

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulgará o resultado da concessão da isenção válida para o

Diploma de faculdade falso? Saiba como evitar este problema

Estudar, passar no vestibular, se dedicar durante a faculdade e concluir a graduação. As etapas devem ser percorridas por estudantes que têm o

Prazo para solicitar isenção no Enem 2019 encerra hoje (10)

Termina nesta quarta-feira (10) o prazo para solicitar a isenção de taxa de inscrição no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019. Todos os

Jovens jornalistas podem trabalhar em evento da ONU

Até o próximo dia 15, a Organização das Nações Unidas (ONU) está recrutando jornalistas de 22 a 35 anos recém-formados para trabalharem na

Governo quer que Vélez se demita do Ministério da Educação

Diante da crise que atinge o Ministério da Educação (MEC) e o descontentamento com o desempenho do ministro Ricardo Vélez Rodríguez,

Teixeira: IF Baiano abre Processo Seletivo para professor substituto

Teixeira de Freitas: O Reitor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Baiano – IF BAIANO, no uso da competência delegada pelo

UAI Brasil
Nossos Apoiadores: