O derretimento das geleiras no Himalaia coloca em risco 2 bilhões de pessoas

O Himalaia, a cordilheira que abriga a maioria das montanhas mais altas do mundo, pode perder um terço das geleiras da região até o final do século devido ao aquecimento global. Isto quer dizer que boa parte de suas montanhas, incluindo o Monte Everest, podem ficar ‘nuas’. O derretimento também coloca em risco a vida e o sustento de quase dois bilhões de pessoas na região.

De acordo com um amplo relatório feito pelo Centro Internacional para o Desenvolvimento Integrado das Montanhas (ICIMOD), organização intergovernamental sediada em Katmandu, Nepal, mesmo que se faça as ações mais radicais de prevenção, os Himalaias não se salvarão dos efeitos do aquecimento global, colocando em risco 2 bilhões de pessoas.

Se o aquecimento global e as emissões de gases de efeito estufa continuarem em suas taxas atuais, o Himalaia poderá aquecer até 4,4 graus Celsius até 2100, segundo o relatório.

As geleiras são uma reserva de água fundamental para os 250 milhões de pessoas que vivem na região do Hindu Kush-Himalaya (HKH).E 1,65 bilhões de pessoas dependem dos grandes rios que fluem dos picos para a Índia, Paquistão, China e outras nações.

O estudo do ICIMOD é resultado de cinco anos de trabalho de cerca de 350 pesquisadores de 185 instituições espalhadas em 22 países.

Nem o Acordo de Paris salva
Para o relatório, a meta do Acordo de Paris, de limitar o aquecimento global a 1,5 graus Celsius até o fim do século, refletirá em uma alta de 2,1 graus Celsius da temperatura média na região. E, mesmo assim, um terço das geleiras vão derreter.

O derretimento das geleiras aumentará o fluxo do rio entre 2050 e 2060, segundo a pesquisa. isso aumenta o risco de que lagos de alta altitude estourem em suas margens e englobem as comunidades. Mas, de acordo com o relatório, a partir da década de 2060, os fluxos do rio vão entrar em declínio. Os rios Indus e Ásia Central serão os mais afetados
.
“Esta é uma crise climática da qual poucos ouviram falar O aquecimento global está no caminho de transformar os frígidos picos congelados das montanhas do Hindu Kush que cortam oito países em pedras nuas em menos de um século. E os impactos sobre as populações da região, já uma das mais frágeis e propensas a desastres regiões montanhosas do mundo, vão de uma piora na poluição do ar a um aumento de eventos climáticos extremos”, disse Philippus Wester, pesquisador do ICIMOD e líder do relatório.

Para o especialista, o golpe mais forte será as reduções projetadas no fluxo dos rios pré monções e mudanças nas monções, que vão desequilibrar os sistemas de fornecimento de água, produção de alimentos e geração de energia.

Fonte: Go Outside


Saiba como fazer um cronograma de estudos para o Enem 2020

A organização para quem quer estar bem preparado para o exame é essencial Parece cedo, mas muitos estudantes já estão se preparando para o

Capes anuncia novas regras para bolsas de pós-graduação

Modelo leva em consideração desempenho acadêmico e IDHM Cursos de mestrado e doutorado poderão perder até 10% ou ganhar mais 30% do número

Estudantes da UESB vencem workshop internacional de tecnologia

O desperdício de alimentos em feiras livres é um problema social que pode ser resolvido com apenas um caixote de feira, uma placa de

Não passou no vestibular? Confira dicas para recuperar a motivação

Aprenda a ter ânimo para voltar a estudar e não desistir do seu sonho Não passar no vestibular é uma situação que não é tão simples de

Curso de Biomedicina está entre os mais concorridos da área de

Biomédicos focam em pesquisas sobre causadores de enfermidades e suas possíveis curas A Biomedicina é uma carreira que transita entre a Biologia

MEC busca alternativa para voltar a emitir carteira de estudante

O Ministério da Educação (MEC) informou nesta segunda (17) que busca alternativas para garantir aos estudantes a emissão gratuita de

Resultado da segunda chamada do ProUni já está disponível

Estudantes têm até o dia 28 para apresentar documentação O Ministério da Educação divulgou hoje (18) o resultado da segunda chamada do

MEC não pode emitir carteira estudantil a partir desta segunda-feira

IDs terão validade até a data de expiração O Ministério da Educação (MEC) não está emitindo novas identidades estudantis (IDs) – as

Matrícula na educação infantil cresceu 12,6% nos últimos cinco

O crescimento foi impulsionado pelas matrículas em creches O número de matrículas na educação infantil aumentou em 12,6% nos últimos cinco

Praticar atividade física com vídeos da internet pode causar graves

Vídeos que circulam pela internet são alternativas “fáceis” e baratas Cada dia mais comum no ambiente virtual, aplicativos, blogs e vídeos

Nossos Apoiadores: