Investir, felizmente, é uma estratégia financeira que está cada vez mais popular entre os brasileiros. Com a criação do Tesouro Direto, como alternativa mais segura e mais rentável à poupança, as pessoas buscam formas de multiplicar o patrimônio para alcançar seus objetivos.

No entanto, quando se fala em renda variável em vez da fixa, o assunto toma outro rumo, pois ainda existe certo receio de se ter muito prejuízo. Isso porque a bolsa ainda está associada a uma visão negativa de volatilidade, resultando apenas na perda de dinheiro.

Ainda assim, o mercado de ações está entre as opções mais rentáveis de aplicações financeiras, mesmo para investidores menores. Claro, é fundamental ter objetivos e prazos bem definidos, mas com a estratégia correta, a bolsa de valores torna-se muito mais segura do que as pessoas podem imaginar.

Para isso, o primeiro passo é ter conhecimento acerca do mercado financeiro como um todo, além de uma visão geral dos cenários político-econômicos brasileiro e internacional. Estar atualizado é a chave para entender a dinâmica dos investimentos e, assim, garantir melhores resultados com as aplicações.

Por que investir em ações?

Primeiramente, é preciso compreender que ações podem sim ser a melhor opção de investimento, mas não é preciso saber quando e como investir na bolsa. Dentre os perfis de investidores, os arrojados e os moderados são as pessoas que mais se adequam a essa estratégia de investimento; para perfis conservadores, entretanto, indica-se a renda fixa apenas.

Dito isso, a bolsa de valores mostrou, com o passar do tempo, que está entre as opções mais rentáveis de investimentos, desde que se tenham técnicas e metodologias específicas. Na prática, significa que investir de acordo com as dicas dos corretores, por exemplo, pode causar perdas e até prejuízo.

O primeiro ponto que deve ser levado em consideração é que contar com apoio de especialistas ligados à alguma instituição financeira pode ser o que separa o investidor de um bom rendimento; afinal, muitos profissionais não são imparciais na estratégia, visando lucro na corretagem ou algum benefício a instituição em que trabalha.

Agora, investir na bolsa é uma opção que une rentabilidade com otimização de tempo, pois a lógica de funcionamento é simples, ou seja, não há necessidade de anos de investimentos mais simples ou de dedicação. E é justamente isso que faz com que sejam um bom negócio!

Investimento a longo prazo

Como dito anteriormente, um dos pontos mais importantes na hora de analisar a melhor aplicação financeira é ter objetivos e prazos bem definidos. Partindo desse pressuposto, planejamentos que visam o longo prazo podem ser realizados com a bolsa de valores, principalmente com ações de empresas sólidas no mercado.

A lógica é simples: ainda que sejam voláteis no curto prazo, o impacto dessa variação fica minimizado com o passar do tempo, pois companhias sólidas possuem rápida recuperação no mercado de ações. Como resultado, é possível conseguir boa rentabilidade com menores riscos.

Caso queira correr mais riscos, como é o caso de perfis mais agressivos, é possível diversificar os investimentos com ações que oscilam mais. Nesses casos, é fundamental estar mais atento à bolsa, para que o risco de mercado seja o menor possível. Uma dica é distribuir os recursos entre ações mais e menos voláteis.

Investidores iniciantes na bolsa

A ideia de que o mercado de ações é destinado apenas para grandes empresários está errada: não é preciso uma quantia significativa de dinheiro para começar a aplicar na bolsa de valores. Hoje, existem opções de R$ 500, sem a necessidade de aportes mensais.

Outro ponto interessante é que existem órgãos reguladores, como a Comissão de Valores Mobiliários (CVM), que protegem e incentivam pequenos investidores. Na prática, é possível beneficiar-se dos rendimentos do mercado de ações tanto quanto um investidor maior.

Para investidores de primeira viagem, uma dica é sempre aplicar em ações de empresas sólidas, como da Petrobrás ou do Banco do Brasil. Vale a pena seguir também o índice Bovespa, que mostra a média das melhores ações do mercado, mas corre-se o risco de não ter um rendimento tão alto.

O mais importante é que o investidor brasileiro precisa perder o preconceito sobre a bolsa de valores. Investir da mentira certa, com cautela, garante rendimentos interessantes sem necessariamente perder a segurança. Isso porque é possível equilibrar a carteira de investimentos com aplicações de renda fixa, que podem compensar a volatilidade das ações, garantindo sempre bons resultados.


Bolsas para graduação e mestrado na Itália

Uma oportunidade além da fronteira, a Università Commerciale Luigi Bocconi oferece bolsas de estudo para graduação e mestrado na Itália com o

Encceja 2019: estudantes podem se inscrever a partir de hoje

Estão abertas, a partir desta segunda-feira (20), as inscrições para o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos

Enem 2019 recebe 5,8 milhões de inscrições

Prova será aplicada em 3 e 10 de novembro. Taxa de inscrição é de R$ 85. O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019 registrou, até as

Governo do Estado promove mais de 22 mil professores da carreira do

Como forma de valorizar a carreira do magistério público estadual, o Governo do Estado, por meio da Secretaria da Educação, publicou neste

SiSU 2019.2: período de inscrições será no início de junho

O período de inscrições para o Sistema de Seleção Unificada (SiSU) 2019.2 já está com data marcada. Os estudantes interessados em ingressar em

Acesso a dados sigilosos de alunos tem a ver com as demissões do

Pedido para acessar os dados foi feito por Elmer Coelho Vicenzi com o conhecimento do ministro Abraham Weintraub. Procuradoria do Inep foi

MEC anuncia Alexandre Lopes como novo presidente do Inep

O Ministério da Educação anunciou por meio de nota Alexandre Ribeiro Pereira Lopes como novo presidente do Instituto Nacional de Estudos e

Termina amanhã o prazo para fazer a inscrição no Enem 2019

Quem ainda deseja participar do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019, mas não realizou a inscrição deve ficar atento. O prazo será

Decreto dá a Santos Cruz poder sobre a nomeação de reitores

Atacado por olavistas na semana passada, o ministro Santos Cruz se fortaleceu no governo com um decreto publicado nesta quarta-feira (15), que dá

Secretaria da Educação apresenta planejamento o TCE da Bahia

A Secretaria da Educação do Estado (SEC) apresentou o planejamento estratégico para conselheiros e técnicos do Tribunal de Contas do Estado

UAI Brasil
Nossos Apoiadores: