Estatísticas do trânsito indicam que aquele velho ditado “mulher ao volante, perigo constante” está mais que ultrapassado. Dados da Seguradora Líder, responsável pelo DPVAT, apontam que em 2017 que do total de indenizações pagas em virtude de acidentes no trânsito, 25% foram para mulheres contra 75% para os homens. Quando analisado os casos de vítimas fatais número sobe: motoristas do sexo masculino representam 82%.

Mesmo com os números mostrando que elas são mais prudentes no trânsito, há ainda quem acredite que as mulheres não são tão boas quando o assunto é direção. Para a jornalista Aleile Moura, 33 anos, essa é uma questão que deve ser superada. “Costumo ouvir que carro de mulher tem que ser carro pequeno, que seja fácil de estacionar. Mas, por que isso? Nós somos capazes de dirigir um carro grande, como um SUV – veículo utilitário esportivo com porte avantajado, interior mais espaçoso e que trafega dentro e fora das cidades – ou seja lá o que for”, opina a jornalista.

Além de boa motorista, Aleile é da turma que ama o universo automobilístico e defende que este espaço, embora com menor presença feminina, também pode ser dominado por elas. E esse foi um dos principais motivos para que a jornalista criasse Direção Feminina (@direcaofeminina) no instagram. No perfil, ela conta sobre novidades do setor, suas experiências na direção de automóveis e as dificuldades que passam as motoristas iniciantes “nesse trânsito louco e ainda carregado de preconceito e intolerância”, como define Aleile.

Paixão por carros vai além de apenas dirigir

Elas também estão na na construção e manutenção de veículos e garantindo lugares de destaque. É o caso das estudantes Nathália Bulhões e Letícia Passos, de 19 e 21 anos respectivamente.  Alunas do curso de Engenharia Mecânica, atualmente elas integram a Kamikaze Racing Team (KRT), uma equipe de estudantes que representa a Universidade Federal da Bahia (UFBA) nas competições Fórmula SAE Brasil. Criada em 2004, a Fórmula SAE Brasil reúne estudantes de instituições públicas e privada de todo o país para porem em prática o que aprendem nos cursos de engenharia. Junto com outros cerca de 30 membros do KRT UFBA, as meninas têm o desafio de construir do zero um protótipo de automóvel tipo Fórmula.

Apesar de pouca presença feminina nas salas de aula do curso, tanto Letícia quanto Nathália encontram no KRT um espaço onde podem construir representatividade na universidade. “As próprias mulheres e os homens da equipe se preocupam em não propagar ainda mais o que vem de lá de fora”, comenta a estudante Nathália. Na atual equipe, o KRT UFBA conta com três lideranças femininas responsáveis por áreas de produção do carro. “Ano passado, Nathália era nossa líder de aerodinâmica e esse ano eu sou líder de powertrain. Os líderes têm como papel proporcionar a união dos sistemas, gerando o produto final, que é o nosso carro”, explica Letícia.

As meninas, que são apaixonadas pelo universo da engenharia mecânica, relembram que a decisão de seguir carreira nessa área não foi de cara aceita por pessoas mais próximas. A preocupação era a engenharia mecânica seria uma “profissão de homem”. Elas não deram ouvidos e hoje seguem sendo exemplo para outras estudantes que também têm vontade de ser engenheiras.  “Ouvimos muito que tem esse preconceito com a mulher engenheira. Na verdade, as pessoas de fora acabam gerando mais preconceito do que internamente. Aqui dentro se você se dedica e vai em busca do que você quer, você acaba passando por cima de todos os preconceitos”, aconselha Nathália.

Fonte: Roberto Paim | Agência Educa Mais Brasil


Alunos do Curso Técnico em Contabilidade da ECTEF de 1998 se reúnem

Teixeira de Freitas: "Quando uma solicitação de amizade ou uma curtida te levam de volta para os tempos de escola e permite o reencontro com

Qualificação: programa capacita jovens para se tornarem professores

O programa Ensina Brasil é uma iniciativa que tem como objetivo a qualificação de jovens para se tornarem professores da rede pública de

Inscrições para pré-seleção do Bolshoi seguem até 25 de agosto

Teixeira de Freitas: pouco mais de um mês para chegar ao fim as inscrições para a pré-seleção da Escola de Teatro Bolshoi que irá acontecer

Enem 2019: temas de noticiários podem estar presentes no exame

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019 está se aproximando. E, de acordo com um levantamento realizado com a ajuda de alguns cursinhos

Teixeira: Escola Irmã Dulce é totalmente reformada e ampliada

Teixeira de Freitas: Para simbolizar a entrega das melhorias nas escolas Irmã Dulce, Joaquim Muniz e João Mendonça, o prefeito de Teixeira de

Embaixadora da paz: Educadora baiana Maribel Barreto será

O branco na roupa anuncia uma atitude que vai além das vestimentas. A educadora baiana Maribel Barreto é conhecida e reconhecida internacionalmente

Bolsas para pesquisa estão sendo ofertadas na América Latina

Estudantes de mestrado, doutorado e orientadores de universidades da América Latina que fazem pesquisa em Ciência da Computação, Engenharia e

Mentir no currículo: saiba quais os riscos dessa prática

Uma medida desesperada pode parecer inicialmente inofensiva: mentir no currículo. No entanto, pode acarretar diversos problemas ao longo do tempo,

Prouni 2019.2: candidatos devem manifestar interesse dia 15 de julho

Os candidatos que se inscreveram no Programa Universidade para Todos (Prouni) do segundo semestre de 2019 e não foram contemplados na chamada

Estudantes têm até hoje (12) para complementar as informações do

Os selecionados na segunda edição do Fundo de Financiamento Estudantil 2019 têm até hoje (12) para complementar a inscrição na página do

Nossos Apoiadores: