Consed manifesta preocupação com redução do gasto público

Em nota técnica, o Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) alerta que os estados vêm gastando mais em aulas remotas e outras ações durante a pandemia do novo coronavírus (covid-10) e que, por outro lado, as receitas vêm caindo.

“Trata-se, portanto, de um cenário muito preocupante, que indica que haverá uma retração significativa do gasto público com educação no país em 2020”, diz a nota.

De acordo com o Consed, há um descompasso entre receitas e despesas em educação em 2020. “Estamos observando quedas importantes das arrecadações estaduais, que representariam algo próximo de R$ 20 bilhões a menos de recursos para educação e a necessidade de ofertar novas soluções de ensino não presencial que, até o momento, somam R$ 1,9 bilhão”.

Segundo o Consed, os estados estão tendo despesas não previstas no início do ano letivo, como, por exemplo, com a oferta de ensino remoto, por meio de aulas mediadas por tecnologia e envio de materiais didáticos; com a segurança alimentar dos alunos; com formação de professores para o ensino remoto; com elaboração de materiais e guias informativos; e com a compra de materiais de enfrentamento ao vírus, como álcool. Ao todo, as secretarias estimam que esses gastos cheguem a R$ 1,9 bilhão.

Há ainda gastos previstos para possibilitar a volta às aulas, como com a realização de avaliações diagnósticas para identificar as lacunas de aprendizagem dos estudantes, oferta de reforço escolar e ações sanitárias preventivas de cuidado à saúde dos estudantes e funcionários.

Queda nas receitas

De acordo com a nota técnica, enquanto as despesas crescem, as receitas diminuem. As secretarias estaduais de Educação identificaram um cenário de contingenciamento do orçamento inicialmente previsto de cerca de 12%, em média ponderada, devido à crise causada pela pandemia. "Buscar a promoção do ensino público de qualidade, de forma equitativa, demanda que os recursos da educação sejam no mínimo mantidos a fim de que as redes estaduais e municipais intensifiquem seus esforços, até o fim do ano letivo de 2020, com condições orçamentárias e financeiras para não deixar nenhum aluno sem acesso a seu direito constitucional da educação", propõem os secretários.

Considerando apenas o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), com base em informações captadas das secretarias de Fazenda dos estados, o Consed calcula uma queda da receita de 15% a 20% apenas no mês de março, em comparação ao mesmo período de 2019. O ICMS é a principal fonte de recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb) que, por sua vez, é a principal fonte de financiamento da educação básica, respondendo por mais de 60% do financiamento de todo ensino básico do país, etapa que vai do ensino infantil ao ensino médio. O fundo é composto por recursos que provêm de impostos e transferências da União, estados e municípios.

A queda de arrecadação do ICMS representa, de acordo com a projeção do Consed, uma redução de R$ 20 bilhões no que seria destinado às escolas públicas. “Do ponto de vista orçamentário, a situação da educação pública se agrava rapidamente e é cada vez mais aterrorizante. Todos os sinais de alerta já estão ligados”.

O Consed considera urgente que sejam tomadas medidas para que o cenário não se agrave. Entre elas, a votação e aprovação da Proposta de Emenda à Constituição nº 15, de 2015, que torna o Fundeb instrumento permanente de financiamento da educação básica pública. O Fundo, criado em 2006, tem validade até o final deste ano. Projetos para tornar o fundo permanente tramitam no Congresso Nacional.

MEC

O Ministério da Educação (MEC) disse, por meio de nota, que mantém diálogo constante com o Consed, além de outras entidades que representam as comunidades escolar e acadêmica, “com o intuito de estabelecer medidas conjuntas que sejam as mais assertivas neste momento de enfrentamento à pandemia do coronavírus”.

O MEC ressalta que criou o Comitê Operativo de Emergência (COE), em que o próprio Consed e outras entidades e órgãos vinculados ao ministério fazem parte, para discutir, de forma integrada, “as melhores soluções, dentro dos princípios da legalidade e da razoabilidade, visando o bem comum”. A pasta diz ainda que reúne no portal na internet as medidas que foram tomadas durante a pandemia.

Fonte Agência Brasil

Com quase 170 mil bolsas, inscrições para o Prouni começam na

As inscrições para o processo seletivo do Programa Universidade para Todos (Prouni) abrem nesta terça-feira, 14, e vão até a sexta-feira,

Com quase 170 mil bolsas, inscrições para o Prouni começam nesta

As inscrições para o processo seletivo do Programa Universidade para Todos (Prouni) abrem nesta terça-feira, 14, e vão até a sexta-feira, 17.

Lista de selecionados no Sisu 2020.2 é divulgada nesta terça-feira

Participantes não selecionados terão nova chance na lista de espera Os candidatos a uma das vagas do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) do

Fies: lei que permite suspensão de pagamentos devido à pandemia é

Estudantes com contratos financiados podem pedir suspensão pela internet Estudantes que possuem contratos com o Financiamento Estudantil (Fies) já

Prêmio selecionará projeto de professores contra covid-19

Será escolhida a melhor experiência educativa sobre a doença O Prêmio Shell Educação Científica, voltado para professores dos ensinos

MEC diz que resultado do Sisu sairá amanhã

Mais de 800 mil candidatos disputam 51.924 mil vagas Em todo país, mais de 814 mil estudantes estão na expectativa pelo resultado da primeira

Prouni: confira as bolsas disponíveis por estado; inscrições

Consulta deve ser feita no site do programa Já estão disponíveis as consultas das opções de bolsas ofertadas pelo Programa Universidade para

MEC divulga datas do Enem

Por conta do coronavírus, o exame previsto para 2020 foi adiado para 2021 O Ministério da Educação e o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas

Programa de bolsas de pesquisas do Google está com inscrições

Por conta da pandemia da Covid-19, uma seção especial foi criada Pesquisadores de todo o país podem se inscrever para a oitava edição do Latin

Sisu tem 814,47 mil inscrições

Balanço divulgado neste sábado (11) pelo Ministério da Educação (MEC) contabilizou 814.476 inscrições para o Sistema de Seleção Unificada

Nossos Apoiadores: