O senador Romário (Podemos-RJ) afirmou, em entrevista ao programa Bem, Amigos, do canal fechado SporTV, que pretende ser candidato ao governo do Rio de Janeiro nas eleições de 2018. O ex-jogador afirmou que é “bem provável” que esteja na disputa pela sucessão de Luiz Fernando Pezão (PMDB). “Bem provável que eu seja um candidato.

Teremos reuniões dentro do partido. Hoje, já posso falar que sou pré-candidato”, afirmou. Romário está na política desde 2010, quando se elegeu deputado federal pela primeira vez, pelo PSB. Em 2014, se elegeu senador com a maior votação da história do Rio para o cargo: 4,6 milhões de votos. Em junho de 2016, chegou a se anunciar como pré-candidato socialista à prefeitura, mas acabou desistindo cerca de um mês depois.

Neste ano, deixou a legenda e migrou para o PTN, que foi refundado com o nome de Podemos. Em setembro, próximo ao primeiro turno das eleições municipais, o ex-jogador acabou anunciando o apoio ao então colega de Senado, Marcelo Crivella (PRB), que acabou eleito prefeito. Crivella, no entanto, não deve devolver o apoio: o prefeito defende a pré-candidatura do seu secretário de Infraestrutura, Urbanismo e Habitação, Indio da Costa(PSD), ao governo do estado.

Romário deve ser o segundo esportista na disputa pelo cargo. Ex-técnico da seleção brasileira de vôlei, Bernardinho trocou o PSDB pelo Partido Novo neste ano e cogita disputar o governo ou o senado. O campeão olímpico, inclusive, já teria cogitado o nome do ex-secretário de Segurança Pública José Mariano Beltrame (PMDB) para ser candidato a vice-governador. Pesquisa Pesquisa de opinião divulgada pelo instituto Paraná Pesquisas em julho coloca Crivella como o único que estaria na frente de Romário em um cenário pesquisado para a disputa da vaga de Pezão.

No cenário apontado, o prefeito do PRB teria 27,8%, o senador do Podemos, 14% e o ex-prefeito Eduardo Paes (PMDB), 9%. Na sequência, viriam Bernardinho com 7,7%, Indio da Costa, 5,7%, o presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, que é cotado por partidos, aparece com 4,4%. Na parte de baixo da tabela, ficaram o deputado Rodrigo Maia (DEM), com 3%, o vereador Tarcísio Motta (PSOL), com 2,3% e o prefeito de Niteroi, Rodrigo Neves (PV).

PTB confirma 'diálogo avançado' com Neto e divisão interna por

De candidatura própria a apoiador da candidatura bolsonarista na Bahia com João Roma (PL), o PTB já transitou por vários caminhos. Porém o

Cármen Lúcia envia à PGR segundo pedido de investigação de

Nesta terça-feira, 28, a ministra do Supremo Tribunal Federal (STF) Cármen Lúcia enviou para a Procuradoria-Geral da República (PGR) nova

Embasa informa manutenção emergencial e suspensão temporária de

Teixeira de Freitas: A Embasa informa que, devido ao quebramento da adutora de água tratada, provocado por serviço da secretaria municipal de

Bolsonaro confirma general Braga Netto como vice

Em entrevista no fim da noite do domingo, 26, o presidente Jair Bolsonaro (PL) confirmou que irá ter em seu chapa como candidato a vice o general

Datafolha: Lula tem 19 pontos de vantagem sobre Bolsonaro no 1º

A nova pesquisa Datafolha - contrata pela Folha de São Paulo e registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob o número 09088/2022- divulgada

Bolsonaro sanciona com vetos projeto que limita ICMS sobre

O presidente Jair Bolsonaro sancionou com vetos o projeto que limita o Imposto sobre Circulação de Mercadoria e Serviço (ICMS) sobre itens

Moraes determina imediato bloqueio de perfis do PCO nas redes sociais

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou que plataformas efetuem o imediato bloqueio dos perfis do Partido da

Daniela Mercury abre processo contra Eduardo Bolsonaro por

A cantora Daniela Mercury processou o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PL-SP) por difamação. A artista baiana acusa o político de divulgar

Polêmica: Secretário de Saúde de Teixeira explica o não repasse

Teixeira de Freitas: No Jornal Liberdade da Rádio Eldorado FM, desta quarta-feira (15), o jornalista Edvaldo Alves conversou com o secretário de

O extremo sul é invisível para a Bahia, afirma Tenente Coronel

Pré-candidato a deputado estadual, França disse que a região sofre um eclipse de atenção só sendo observado a cada quatro anos. O Tenente

Nossos Apoiadores: