Mirai Nagasu diz que caiu diversas vezes ao tentar nos treinos o Triple Axel que ajudou os EUA a conquistarem a prata por equipes; família é japonesa e tem restaurante na Califórnia

Mirai Nagasu já entrou para a história dos Estados Unidos nos Jogos Olímpicos de Inverno. Na segunda-feira, a menina de descendência japonesa foi a primeira do país a executar com sucesso um Triple Axel durante a patinação artística por equipes. Com a manobra, ela ajudou os Estados Unidos a conseguirem o bronze na prova. E quem diria, Mirai só começou no esporte porque um dia resolveu jogar golfe e estava chovendo. Pediu então os pais para levá-la ao rinque de patinação... O resto é história.

O Triple Axel é um movimento em que a patinadora dá três voltas e meia no ar antes de aterrissar. Além de Nagasu, apenas outras duas americanas conseguiram realizar o movimento com perfeição. Tonya Harding foi a primeira mulher a fazer o movimento no dia 16 de fevereiro de 1991, em Minneapolis, nos Estados Unidos. O “Triple Axel” só foi visto novamente 24 anos depois, com Kimmie Meissner, em 2005.

"Há quatro anos, quando fiquei fora da equipe em Sochi, queria voltar e sabia que eu realmente teria que fazer algo especial. Então, ser a primeira americana a fazer um Triple Axel nos Jogos Olímpicos é histórico, e ninguém pode tirar isso de mim"

Patinadora teve que escolher os EUA

A patinação entrou na sua vida aos cinco anos, em Pasadena, nos Estados Unidos. E ela não parou mais. A família é dona de um restaurante de comida japonesa em Arcadia, Califórnia. Com a descendência da família, Mirai teve que fazer uma escolha importante aos 22 anos. Até então, ela tinha a dupla nacionalidade. Era japonesa e americana.

Mas o Japão não deixa que pessoas acima desta idade possuam as duas cidadanias. Ela então optou pelos Estados Unidos. Formando-se em economia na Universidade de Colorado Springs, ela conta que durante a prova de duplas de PyeongChang, nos treinos, caiu várias vezes tentando o Triple Axel.

"Caí muitas vezes tentando porque estava tão nervosa, mas falei para mim mesma: 'Você vai fazer isso e vai dar 100%, sem olhar para trás'. Foi realmente especial para mim"

Mirai é uma patinadora respeitada nos EUA. Mas ficou fora de Sochi 2014. Tem 24 anos e em 2008 foi campeã americana no feminino individual. Em 2018, carimbou seu lugar me PyeongChang com a prata no individual em San Jose. Ela também tem uma prata no Mundial Junior de Oberstdorf, em 2007, e um bronze no ano seguinte, em Sofia. Em Mundiais adultos, Mirai nunca conseguiu um pódio.

Fonte: Globo Esporte


Atleta morre após passar mal durante competição de natação

Um atleta de 50 anos morreu após passar mal durante uma competição de natação em Salvador, em uma praia que fica no Solar do Unhão, região

Suspensão médica pode impedir Anderson Silva de lutar no UFC

Spider leva gancho de 180 dias terá que ser liberado por oftalmologista Depois da derrota para Israel Adesanya, por decisão unânime, na luta

MP quer que Flamengo cumpra ordem de interdição do Ninho do Urubu

Promotores ameaçam entrar na Justiça caso o Centro de Treinamento continue aberto. A interdição da Prefeitura é de outubro de 2017. Uma

Promessa da natação japonesa é diagnosticada com leucemia

Rikako Ikee conquistou seis medalhas de ouro nos Jogos Asiáticos de Jacarta em 2018 A nadadora Rikako Ikee, uma das mais talentosas atletas do

Atlético de Madrid anuncia a renovação de contrato com Diego

De acordo com o clube espanhol, novo compromisso do técnico argentino vale até 2022 O Atlético de Madrid anunciou nesta quinta-feira a

Correios anuncia que manterá patrocínio aos esportes aquáticos

Os presidentes dos Correios, general Juarez Cunha, e da Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos, Miguel Carlos Cagnoni, se reuniram nesta

Aprenda a respirar corretamente e melhore o seu desempenho

Respirar bem melhora o desempenho no esporte. Veja como fazer o ar fluir melhor Duas cirurgias e uso freqüente de dilatadores nasais não

PSG e Manchester United abrem as oitavas da Liga dos Campeões

Jogo acontece nessa terça-feira (12), às 17h (da Bahia), na Inglaterra O PSG parecia ser franco favorito no confronto com o Manchester United

Em silêncio, Flamengo volta aos treinos e mira a semi contra o Flu

Elenco se reapresentou nesta manhã no Ninho do Urubu e tenta voltar a normalidade após tragédia que assolou o clube na última

Bahia quebra jejum no Baianão e bate o Jacobina por 3 a 0

Depois de quatro jogos sem vencer, o Bahia finalmente reencontrou o caminho do triunfo. Neste domingo, 10, o Tricolor bateu o Jacobina por 3 a 0,

UAI Brasil
O teixeirão 2018
Connect Informática
Nossos Apoiadores: