O Diário Oficial da União publicou nesta terça-feira, 26, uma lei sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro que modifica o Estatuto de Defesa do Torcedor (Lei nº 10.671, de 15 de maio de 2003) tornando mais rígidas as punições a torcedores violentos.

Segundo a nova legislação, “a torcida organizada que, em evento esportivo, promover tumulto, praticar ou incitar a violência ou invadir local restrito aos competidores, árbitros, fiscais, dirigentes, organizadores ou jornalistas será impedida, assim como seus associados ou membros, de comparecer a eventos esportivos pelo prazo de até 5 anos”. Antes a punição tinha a duração de 3 anos.

Além disso, a lei estabelece que a punição será voltada àqueles que cometerem atos violentos mesmo em locais e ocasiões diferentes aos relacionados à uma competição esportiva específica.

Desta forma estarão sujeitos a esta penalização torcedores que invadirem locais de treino, que participarem de confrontos com outras torcidas e que realizarem atos ilícitos contra esportistas, competidores, árbitros, organizadores de eventos esportivos e jornalistas.

Mudança positiva

Segundo o sociólogo e pesquisador na área de futebol e violência Maurício Murad, as mudanças são positivas: “Acho positivo o aumento da pena porque é um endurecimento da aplicação da lei, e também considero positivo ampliar a extensão dela, para além do outro torcedor adversário, pois o torcedor violento não se limita a agredir o adversário, mas agride o árbitro, o jogador, o profissional de imprensa. Então é necessário que a lei se atualize, e a ampliação é uma atualização da mesma pelo que acontece nos estádios e fora deles”.

Murad afirma que, em 32 rodadas do Campeonato Brasileiro, foram contabilizados 151 eventos violentos dentro e fora dos estádios: “Isto é muito, uma média de 5 por rodada”.

Aplicação da lei

Para o pesquisador, o maior desafio é a aplicação da lei. “As mudanças na legislação devem ser aplicadas na prática. As punições devem ser aplicadas até as últimas consequências nos termos da lei, pois, de outra forma, a melhoria, que é boa, cai no vazio, fica a letra morta”, conclui.

Fonte: Agência Brasil


Divulgados datas e horários dos times baianos na Copa do Brasil

Com adversários definidos, Bahia e Vitória conheceram as datas e os horários para a primeira fase da Copa do Brasil. A tabela detalhada foi

Lateral esquerdo Juninho Capixaba é o novo reforço do Bahia

Revelado no tricolor baiano, jogador será emprestado pelo Grêmio até dezembro O lateral esquerdo Juninho Capixaba, 22 anos, vai voltar a vestir

Dupla Ba-Vi joga por classificação na Copa SP nesta quinta-feira

A um passo de garantir a classificação, Bahia e Vitória entram em campo nesta quinta-feira, 9, visando carimbar a vaga na segunda fase da Copa

Petrovic aposta em novos jogadores para seleção de basquete

O técnico Aleksandar Petrovic da Seleção Brasileira de Basquete Masculino apresentou nesta terça-feira, 7, a lista de convocados para dois

Flamengo vence duelo com Corinthians por Michael

Velha tática para esquecer a guerra política. Clube aumentou sua proposta e deve anunciar Michael do Goiás. E ainda fechar com Orejuela e Thiago

Qual o melhor esporte para a saúde de acordo com sua idade?

Aos 20 anos, estamos em nosso melhor condicionamento físico, mas podemos nos manter ativos ao longo de toda a vida Os efeitos benéficos que o

Flamengo se reapresenta com brigas internas na diretoria

Dirigente rebate Jesus sobre venda de Reinier O Flamengo volta a treinar em tempo integral nesta quarta-feira (8) no CT Ninho do Urubu, em Vargem

Apresentadora fala contra contratação do goleiro Bruno:

Apresentadora da TV Bahia disse acreditar na recuperação das pessoas, mas que 'ele deve voltar a trabalhar, mas não como ídolo' A jornalista

Repercussão negativa, Flu de Feira desiste da contratação de Bruno

O Fluminense de Feira não irá mais contratar o goleiro Bruno, de 35 anos, que cumpre pena em regime semiaberto domiciliar pelo assassinato de

Brasil enfrentará a Austrália no qualificatório da Copa Davis

Confronto será entre 6 a 7 de março de 2020, na Austrália Em sorteio  o Brasil conheceu seu próximo adversário na Copa Davis. Será a

Nossos Apoiadores: