O novo reajuste do preço da gasolina e do diesel, anunciado nesta segunda-feira (1º) pela Petrobras, está mobilizando grupos importantes de caminhoneiros autônomos, que já ameaçam uma nova greve.

Em conversa com a coluna Radar Econômico, da Revista Veja, Walace Landim, o Chorão, líder da Associação Brasileira dos Condutores de Veículos Autônomos (Abrava), afirmou que vai contatar os coordenadores estaduais para definir se entram já em greve ou se ainda devem esperar.

"Não vou repetir as palavras do presidente, mas ‘acabou,pô’ Não dá mais. Agora chegou a hora de todos os trabalhadores, os autônomos, dos caminhoneiros se unirem novamente. Vamos mostrar a nossa força de novo", disse Chorão ao site UOL.

Chorão foi uma das figuras de destaque durante a greve de 2018 no governo Michel Temer e, até agora, apesar de fazer cobranças ao presidente Bolsonaro, não estava apoiando uma nova paralisação.

Questionado se pretende organizar uma nova grande greve, Chorão afirmou que ainda vai realizar conversas com outras lideranças, mas que a tendência é que haja algum tipo de protesto.

Junior Almeida, da Sindicam de Ourinhos, enviou áudio convocando greve imediata e pedindo para que caminhoneiros não carreguem mais cargas novas.

Já Aldacir Cadore, do Comando Nacional do Transporte, que disse que prefere esperar para entender qual a real mobilização, antes de se pronunciar. Caso contrário, entrar em greve sem adesão poderia ser “um tiro no pé”.

Na última quinta-feira, o ainda presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, defendeu a atual política de preços da empresa. "O preço não é caro nem barato, o preço é preço de mercado", frisou o executivo.

No governo, apesar da indicação do general Joaquim Silva e Luna para assumir o comando da estatal, auxiliares do presidente, principalmente os da ala econômica, ainda defendem a manutenção da atual política de preços.

Fonte: Atarde

Mais da metade dos beneficiários gasta auxílio de forma digital

Presidente da Caixa participou do programa A Voz do Brasil Mais da metade das pessoas que recebem o auxílio emergencial gastam o benefício

Auxílio Emergencial 2021: Caixa paga 1ª parcela

Data é para beneficiários fora do Bolsa Família. Para quem é do programa, pagamentos começam em 16 de abril e seguem o número do

Bolsonaro sanciona a nova Lei do Gás

O presidente Jair Bolsonaro sancionou nesta quinta-feira, 8, o Projeto de Lei 4.476 de 2020, que trata do novo marco regulatório do setor de gás.

STF: Estados e municípios podem restringir cultos e missas na

Plenário julgou pedido do PSD. Partido pedia derrubada de decreto estadual de São Paulo que proibiu cultos e missas presenciais em templos e

Prefeitura de Itabela tem mais de 300 vagas ofertadas em processo

Itabela: Por intermédio da Secretaria Municipal de Administração, a Prefeitura de Itabela, anunciou a realização de mais um Processo Seletivo,

Governo da Bahia deposita R$ 250 milhões para construção de ponte

O governo do estado depositou R$ 250 milhões, nesta quarta-feira, 7, no Fundo Garantidor para Construção da Ponte Salvador-Itaparica (Sistema

Torres do Congresso Nacional, ganham protesto contra Holocausto

Projeção organizada pela Confederação Israelita do Brasil é homenagem à memória dos judeus mortos pelos nazistas na 2ª Guerra Mundial.

Sete anos de espera: Moradores da Rua do Pó começam a receber

Teixeira de Freitas: Com pouco mais de 100 dias de gestão, foi iniciada a resolução de uma situação que se prolongava por mais de sete anos de

Projeto do governo quer retomar programas de auxílio a empresas

Texto flexibiliza regras da Lei de Diretrizes Orçamentárias O presidente Jair Bolsonaro encaminhou nesta terça-feira (6) ao Congresso

Prazo para contestar auxílio emergencial negado vai até o dia 12

Pedidos devem ser feitos na página da Dataprev na internet O trabalhador que teve a nova rodada do auxílio emergencial negada tem até 12 de

Nossos Apoiadores: